Carreira

10 coisas para nunca falar em uma entrevista de emprego

Empregadores contratam pessoas que possam resolver problemas. Quando um entrevistado começa a implorar pelo emprego ou age com uma postura muito rígida e ensaiada, ele passa uma má impressão de que não tem maturidade para questões mais sérias e acaba não conseguindo a vaga.

VEJA MAIS: 6 dicas para ter uma boa reputação no trabalho

É normal ficar nervoso durante uma entrevista de emprego, mas é preciso lembrar, às vezes, que são apenas pessoas tratando de negócios. É possível ter uma postura mais relaxada e ainda assim impressionar quem está contratando.

No entanto, o momento não deve se tornar uma conversa no bar. Alguns detalhes podem ser guardados, veja quais na galeria de fotos abaixo:

  • Problemas financeiros
    Mesmo que o emprego seja crucial para resolver a sua vida financeira, o empregador não vai contratar alguém por isso. Não mencione seus problemas com dinheiro para que você não pareça estar ali somente por isso.

  • Problemas de relacionamento
    Às vezes, é muito difícil falar de si mesmo sem mencionar partes marcantes da vida, principalmente depois de uma experiência traumática, como um divórcio mal resolvido ou o término de um namoro. Isso, no entanto, pode soar um pouco pretensioso aos ouvidos do entrevistador, como se você quisesse que ele se compadecesse com a sua situação sem analisar a sua experiência profissional.

  • Problemas legais
    A sua situação legal deve ficar totalmente fora da sala de entrevistas. Se você está sendo processado ou está processando alguém não tem nada a ver com o empregador e pode passar uma imagem de falta de confiança.

  • Doenças
    Mesmo que todos estejamos propícios a enfrentar algum tipo de doença, as pessoas costumam ter preconceito com isso durante uma entrevista de emprego. Não é sua obrigação contar sobre seus últimos exames médicos.

  • Planos de aumentar a família
    Gravidez ainda é um grande tabu em entrevistas de emprego. Por isso, evite falar sobre planos de aumentar a família para não correr o risco de ser vítima de preconceito e perder a vaga desejada.

  • Questões mal resolvidas no último emprego
    Mesmo que a história seja cômica, nunca conte uma situação do trabalho anterior que prejudique a sua imagem. O entrevistador não estava lá para entender o seu lado e, dependendo do tema, pode assumir que você estava errado.

  • Opção religiosa
    A não ser que exista um motivo muito específico, falar sobre a sua orientação religiosa nem sempre é uma boa ideia. Tanto a empresa quanto o entrevistador podem ter visões diferentes da sua, prejudicando a entrevista.

  • Opinião política
    Em tempos de polarização política, nunca revele a sua opinião de modo incisivo! Mesmo que o outro lado concorde, espere para conhecer melhor o terreno antes de revelar o que você pensa em relação a tudo.

  • Hobbies
    É comum falar sobre as atividades que um possível funcionário desenvolve quando não está trabalhando. Uma das questões é saber quanto tempo disponível o entrevistado tem para a empresa. Caso você ocupe posições importantes em outras instituições, como presidente da assembleia do bairro ou pastor em uma igreja, não é necessário mencionar logo na entrevista.

  • Reclamações sobre antigos chefes
    Resista à vontade de destilar o veneno sobre seu antigo chefe, mesmo se estiver em uma entrevista na empresa concorrente. Isso passa uma imagem péssima para o entrevistador.

Problemas financeiros
Mesmo que o emprego seja crucial para resolver a sua vida financeira, o empregador não vai contratar alguém por isso. Não mencione seus problemas com dinheiro para que você não pareça estar ali somente por isso.

Comentários
Topo