Fotos

Zebra, Leicester é o quarto time de bilionário campeão inglês

O Leicester City tornou-se campeão inglês pela primeira vez nesta segunda-feira (2) após um empate entre Tottenham e Chelsea. Depois de empatar em 1 x 1 com o Manchester United, o clube precisava apenas que o Tottenham não ganhasse o jogo em Londres para conquistar o título inédito na Premier League.

RANKING: 70 maiores bilionários do mundo em 2016

A conquista chega um ano depois de quase ter caído e apenas duas temporadas depois de ter subido para a primeira divisão. Até então, seu maior feito no futebol inglês havia sido um vice-campeonato em 1928-1929.

Poucos notam, no entanto, que o feito heróico tem uma cifra expressiva por trás: US$ 2,9 bilhões.

Esta é a fortuna estimada de Vichai Srivaddhanaprabha, tailandês dono e fundador da empresa de duty free King Power, que, por sua vez, comprou o Leicester em 2010. Esta é a quarta vez que um time de futebol ganha a Premier League apoiado por um bilionário.

VEJA TAMBÉM: 14 atletas aposentados que mais faturaram em 2015

A título de curiosidade, o primeiro campeão da Premier League apoiado por uma grande fortuna foi o Blackburn Rovers, em 1994-1995. Seu dono, Jack Walker, falecido em 2000, tinha uma fortuna estimada em US$ 927 milhões. Não era um bilionário, mas quaaaaaase.

E MAIS: 10 eventos esportivos mais valiosos do mundo

Veja na galeria de fotos os bilionários por trás de times campeões da Premier League:

  • Rupert Murdoch

    Time: Manchester United

    Títulos: 1998-1999, 1999-2000, 2000-2001 e 2002-2003

    O Manchester United abriu capital oficialmente em 1991, em busca de levantar £ 10 milhões. As coisas não foram bem quando metade das 1,2 milhão de ações não foi vendida, e o preço chegou a £ 2 cada. Tudo mudou de figura em 1998 quando o magnata da mídia Rupert Murdoch, por meio da sua BSkyB, mostrou a intenção de comprar o clube por £ 625 milhões.

    O acordo foi barrado pela agência antitruste do Reino Unido, mas Murdoch continuou a ser um dos grandes acionistas. Nesta época, o time de Manchester ganhou quatro Premier League com a chamada geração de ouro de Old Trafford: David Beckham, Gary Neville, Paul Scholes e Ryan Giggs. Venceu também a Liga dos Campeões da Europa, em 1999, e bateu o Palmeiras na final da Copa Intercontinental, no Japão.

  • Malcolm Glazer

    Time: Manchester United

    Títulos: 2006-2007, 2007-2008, 2008-2009, 2010-2011 e 2012-2013

    O Manchester aumentou sua trajetória de vitórias sob a participação de Malcom Glazer. O empresário norte-americano, falecido em 2014, já era dono do time de futebol americano Tampa Bay Buccaneers e fez as ações do clube subirem quando, em 2004, anunciou a compra de uma fatia do clube.

    Em maio de 2005, depois de comprar 28,7% do clube dos irlandeses JP McManus e John Magnier, sua porcentagem passou dos 70%. Antes do final daquele ano, com as ações a £ 3 cada, o norte-americano já tinha 98% do Manchester, maioria que manteve até o final de 2012, quando o clube fez um novo IPO.

    Sob Glazer, o United viveu os últimos grandes momentos de glória — como o tricampeonato inglês de 2007/2008/2009 e a Liga dos Campeões de 2008. Após a aposentadoria de Alex Ferguson, em 2013, os títulos sumiram das galerias de Old Trafford.

  • Roman Abramovich

    Time: Chelsea F.C.

    Títulos: 2004-2005, 2005-2006, 2009-2010 e 2014-2015

    O magnata de aço e dos investimentos comprou o time londrino por £ 140 milhões em 2003. Até então, o time tinha apenas um campeonato inglês (1954-1955), que estava fazendo bodas de ouro. Sob a propriedade do russo, o time ganhou quatro títulos. Drogba, Lampard e Joe Cole foram os líderes de um time que chegou a conquistar a Liga dos Campeões em 2012, mas perdeu o Mundial de Clubes para o Corinthians.

    Não foi à toa: de acordo com o “Independent”, Abramovich investiu mais de £ 2 bilhões nestes quase 13 anos sob o comando do clube.

  • Vichai Srivaddhanaprabha

    Time: Leicester City

    Título: 2015-2016

    O tailandês de nome impronunciável no Brasil comprou o pequeno clube inglês em 2010 por pouco menos de £ 40 milhões, quando ainda não era um bilionário. O empresário, dono e fundador da empresa de duty free King Power, só entrou para a lista em 2013, com uma fortuna estimada em US$ 1,6 bilhão.

    A partir dai, os investimentos no clube, como dar nome de King Power ao estádio, aumentaram e o Leicester voltou, depois de dez anos, à primeira divisão da liga em 2013. No ano passado, o clube acabou em 15º, o que quase significou o rebaixamento. Já neste ano, depois de uma campanha firme, conquistou sua primeira Premier League na história.

    Com uma fortuna estimada em US$ 2,9 bilhões, Srivaddhanaprabha é, atualmente, o quarto maior bilionário da Tailândia e o 672º do mundo. Além da King Power, ele tem três shoppings centers em Bangcoc e é um grande entusiasta do pólo, esporte popular no sul da Ásia.

  • Menção honrosa: Mansour bin Zayed Al Nahyan

    Time: Manchester City

    Títulos: 2011-2012 e 2013-2014

    Mansour bin Zayed Al Nahyanl é dono Abu Dhabi United Group, empresa de capital fechado dos Emirados Árabes que comprou o Manchester City em setembro de 2008. Membro da família real do país, o jovem xeique não é considerado por FORBES um bilionário, mas seu meio-irmão Khalifa bin Zayed Al-Nahyan, presidente dos EAU, não só ocupou lugar na lista na época em que o time foi campeão como é, até hoje, uma das 100 pessoas mais influentes do planeta.

    A compra pelo grupo árabe foi um verdadeira reviravolta para o clube inglês: depois de o clube passear até pela terceira divisão inglesa, no fim da década de 1990, o City ganhou duas Premier Leagues, o que não acontecia desde 1967-1968, e colocou-o na rota das grandes transferências, com as contratações de Carlos Tévez, Yaya Touré e Sergio Agüero. Neste ano, é, pela primeira vez, semifinalista da Liga dos Campeões da Europa.

Rupert Murdoch

Time: Manchester United

Títulos: 1998-1999, 1999-2000, 2000-2001 e 2002-2003

O Manchester United abriu capital oficialmente em 1991, em busca de levantar £ 10 milhões. As coisas não foram bem quando metade das 1,2 milhão de ações não foi vendida, e o preço chegou a £ 2 cada. Tudo mudou de figura em 1998 quando o magnata da mídia Rupert Murdoch, por meio da sua BSkyB, mostrou a intenção de comprar o clube por £ 625 milhões.

O acordo foi barrado pela agência antitruste do Reino Unido, mas Murdoch continuou a ser um dos grandes acionistas. Nesta época, o time de Manchester ganhou quatro Premier League com a chamada geração de ouro de Old Trafford: David Beckham, Gary Neville, Paul Scholes e Ryan Giggs. Venceu também a Liga dos Campeões da Europa, em 1999, e bateu o Palmeiras na final da Copa Intercontinental, no Japão.

Comentários
Topo