Carreira

10 coisas para nunca falar quando negociar seu salário

No novo mercado dos millennials, a maior parte das pessoas ainda está descobrindo como e onde encontrar bons empregos. A oferta de bons salários é relativamente escassa e muitos precisam aceitar a primeira oportunidade que aparece para não ficarem desempregados.

VEJA MAIS: 5 dicas para encontrar o emprego dos sonhos

Existem, no entanto, aquelas raras oportunidades em que o emprego é interessante e os benefícios são melhores ainda e, para isso, é preciso saber negociar.

Para lidar com esse tipo de situação, alguns procedimentos básicos podem ajudar a conseguir o salário esperado e, às vezes, até a aumentar a quantia. Veja na galeria de fotos abaixo, por exemplo, o que não deve ser dito nessas situações:

  • 1) “Essa oferta é surpreendente”

    Provavelmente, ao dizer isso, é a primeira vez que você escuta a quantia que a empresa pretende pagar. Caso a oferta seja muito baixa em relação ao que o mercado está pagando, é melhor esperar para negociar seriamente a questão. Não se mostre surpreso.

  • 2) “Estou surpreso que o salário é tão baixo”

    Essa negociação é puro business e não deve ser levada para o lado pessoal. A empresa está oferecendo um preço por um serviço que não está de acordo com o que o mercado oferece. É a mesma coisa quando um supermercado vende uma bolacha muito acima do preço normal. Não é preciso se mostrar frustrado; seja objetivo e negocie por uma quantia maior.

  • 3) “Esse salário é muito baixo para alguém com a minha experiência”

    Insultar o empregador nunca será uma solução boa. Às vezes, eles nem sabem quanto um profissional como você ganhava antes.

  • 4) “É melhor negociarmos, se vocês quiserem que eu trabalhe aqui”

    Se a empresa já se disponibilizou a entrevistá-lo, não há necessidade de nenhum tipo de ameaça. Além de rude, é o tipo de comentário que passa a vaga para outra pessoa.

  • 5) “Eu trabalho bastante! Irei trabalhar por dois”

    Implorar por um aumento é um sinal de desespero. A negociação deve ser feita com argumentos racionais e não com promessas vagas como essa.

  • 6) “Eu ganhava esse salário em 1996”

    Isso não é culpa do empregador. Se você realmente acha que eles estão sendo desonestos, desista do processo. Agora, se você quiser negociar, fale das suas experiências e do quanto você pode contribuir com a empresa, desde que seja bem remunerado.

  • 7) “Farei hora extra sem cobrar”

    Bom, se você quer um salário maior que o oferecido e diz que vai trabalhar sem cobrar, você basicamente está se contradizendo. Não existe uma categoria diferente de empregados, todos devem trabalhar a mesma quantidade de horas.

  • 8) “Abro mão das minhas férias e dos benefícios”

    Nunca abra mão das suas férias, muito menos de auxílio médico, se a empresa oferecer. Você não conseguirá trabalhar se ficar doente ou muito cansado.

  • 9) “Vocês podem testar meu trabalho durante seis meses. Se eu não atender às expectativas, podem me demitir”

    Eles farão isso de qualquer maneira, caso você não trabalhe direito. Isso não é garantia de que seu salário será maior.

  • strong>10) “Não consigo pagar minhas contas com esse salário”

    Isso não é da conta do empregador e mostra o quão desesperado você está por um emprego.

1) “Essa oferta é surpreendente”

Provavelmente, ao dizer isso, é a primeira vez que você escuta a quantia que a empresa pretende pagar. Caso a oferta seja muito baixa em relação ao que o mercado está pagando, é melhor esperar para negociar seriamente a questão. Não se mostre surpreso.

Comentários
Topo