Carreira

Descubra se seu emprego exige inteligência emocional

Já é clichê falar sobre inteligência emocional no trabalho. Todo mundo sabe que pessoas emocionalmente equilibradas têm maiores chances de se destacar pelos motivos certos: bom desempenho, criatividade e profissionalismo.

No entanto, pesquisadores da Universidade de Illinois, nos Estados Unidos, acabam de colocar este fato à prova. Em 2010, eles começaram uma longa análise de todos os estudos já feitos nessa área e, depois de 476 pesquisas avaliadas, envolvendo 191 postos de trabalho diferentes, eles chegaram à conclusão de que existe um fator determinante para que a inteligência emocional sirva para propósitos positivos: é preciso que exista uma situação chamada “trabalho emocional”.

VEJA MAIS: 10 empresas com melhor reputação entre os jovens abaixo de 40 anos

O trabalho emocional é a capacidade que temos de regular nossas emoções a fim de atingirmos nossos objetivos. Uma enfermeira, por exemplo, precisa de uma alta quantidade de trabalho emocional para se relacionar com seus pacientes e passar impressões positivas. Outras profissões, como programadores e escritores, não necessitam de tanta interação social.

Veja na galeria de fotos abaixo como saber se o seu emprego demanda inteligência emocional:

  • Inteligência emocional: o que é?

    Inteligência emocional é um conceito introduzido pelos psicólogos norte-americanos Peter Salovey e John Mayer em 1990. É uma prática de controlar emoções para sempre mostrar empatia com colegas e clientes.

  • Lidar com pessoas

    Em empregos com altas doses de trabalho emocional, é normal achar que a inteligência emocional pode ajudar a ter controle sob o que acontece. Lidar com pessoas todos os dias exige regular sentimentos o tempo inteiro.

  • Interações sociais

    Em um trabalho que não exige muita interação social, no entanto, lidar com as próprias emoções pode ser um empecilho em trabalhos mais mecânicos. Logo, uma das chaves para o sucesso profissional nesses locais é saber se esquivar de conversas sem grandes propósitos, para que as atividades sejam feitas mais rapidamente.

  • Executivos

    Executivos também devem ficar atentos ao excesso de empatia. Isso pode ser prejudicial na hora de estabelecer relações profissionais com os funcionários.

Inteligência emocional: o que é?

Inteligência emocional é um conceito introduzido pelos psicólogos norte-americanos Peter Salovey e John Mayer em 1990. É uma prática de controlar emoções para sempre mostrar empatia com colegas e clientes.

Comentários
Topo