Fotos

18 hotéis de luxo para curtir neste ano

As novidades hoteleiras mais incríveis deste ano estão espalhadas pelo mapa. Entre as muitas inaugurações interessantes de 2016 estão novos estabelecimentos de luxo em lugares distantes, como Butão e Sri Lanka (vá agora porque o desenvolvimento está acontecendo rapidamente e é provável que, em breve, esses lugares mudem para sempre), hotéis transados, voltados a revitalizar destinos fora de moda como Palm Beach, desdobramentos de hotéis adorados em locais improváveis (o Le Sereno de São Bartolomeu está abrindo um novo posto avançado no Lago de Como) e clássicos radicalmente revigorados, como o Ritz de Paris.

VEJA TAMBÉM: Conheça os novos hotéis do Rio de Janeiro

Ao mesmo tempo, marcas de luxo asiáticas, como Six Senses e Aman, estão atuando ambiciosamente para ampliar seu portfólio e elevar o nível da hotelaria. Veja na galeria de fotos o que deve estar no seu radar ainda em 2016:

  • Il Sereno Lago di Como, Itália

    A aclamada designer Patricia Urquiola está supervisionando a estética deste hotel de 30 suítes às margens do Lago de Como. Situado bem ao lado do vilarejo de Torno, o hotel ficará a apenas oito minutos, de carro, do centro de Como, mas mesmo assim será íntimo e reservado.

    O restaurante servirá a simples e clássica comida do norte da Itália, preparada com ingredientes provenientes das regiões vizinhas de Valtellina e Piemonte. (A partir de US$ 650, lesereno.com)

  • Masseria Le Carrube, Itália

    Este ano, a empresa familiar San Domenico Hotels (conhecida pelo Masseria San Domenico) está abrindo seu quinto hotel, na região da Apúlia, resguardado fora do centro da cidade caiada de Ostuni — de fácil acesso a partir da praça central, mas mesmo assim deliciosamente silencioso. Construído a partir de uma masseria (casa de fazenda) reformada, esse hotel intimista terá 12 quartos e sete suítes em estilo ao mesmo tempo rústico e moderno.

    A história da região transparece na mobília antiga dos quartos, em um trullo (cabana cônica) na área da recepção principal e em um lagar com prensa de azeite do século 12. Em um aceno à abundância do “salto da bota italiana”, o restaurante é o único vegetariano da Apúlia. (A partir de US$ 150, masserialecarrubeostuni.it)

  • The Ritz Paris

    Em sua história de 118 anos, o Ritz se tornou merecidamente um dos mais grandiosos hotéis do mundo, atraindo fãs como Proust, Hemingway e Coco Chanel. No entanto, em meio à expansão dos hotéis de luxo em Paris, o Ritz perdeu força e, em 2011, foi retirado da lista de hotéis palácios do Ministério do Turismo francês. Isso foi o ponto de partida de uma reforma de três anos e 200 milhões de dólares comandada pelo arquiteto e designer Thierry Despont.

    O Ritz deve reabrir finalmente no segundo trimestre, com as 71 suítes e os 71 quartos em cores pastel reprojetados em um discreto estilo clássico e com a adição de um novo spa Chanel e o renascimento da escola de culinária Ecole Ritz Escoffier. O restaurante de alta gastronomia L’espadon está voltando, assim como o famoso Hemingway Bar. (A partir de US$ 1.100, ritzparis.com)

  • Six Senses Bhutan

    Seguindo o modelo da pioneira e bem-sucedida empresa de resorts Aman, a Six Senses vai inaugurar cinco hotéis no Butão — em Thimphu, Punakha, Gangtey, Bumthang e Paro — para oferecer aos hóspedes uma experiência de circuito perfeita. Embora os novos estabelecimentos da Six Senses tenham, somados, apenas 82 quartos, o “reino mais feliz da Terra” deve mudar em breve: um anel viário pavimentado capaz de receber ônibus de turismo está sendo construído, assim como hotéis três estrelas destinados a atrair o turismo de massas. (sixsenses.com)

  • Anantara Peace Haven Tangalle Resort, Sri Lanka

    Finalmente, a estonteante costa sul do Sri Lanka terá acomodações de luxo à altura de suas atrações naturais. A maior é da tailandesa Anantara, que sabe como oferecer luxo verdadeiro sem fugir às características do lugar.

    Os 152 quartos de hóspedes incluirão 32 vivendas com piscinas privativas, e o resort também terá uma piscina de 25 metros, um grande spa, clubes para crianças e adolescentes e seis bares e restaurantes que destacarão a culinária do Sri Lanka e os costumes coloniais da ilha. (A partir de US$ 250, anantara.com)

  • Amanemu, Japão

    O primeiro resort de fontes termais da Aman está programado para ser inaugurado no segundo trimestre no Parque Nacional Ise Shima, na ilha de Honshu. Cada uma das 24 suítes e quatro vivendas de dois quartos, situadas às margens da Baía de Ago (conhecida localmente como Baía das Pérolas), terá sua própria fonte termal mineral, além de acesso ao amplo spa do resort, a uma piscina Watsu, a uma academia de ginástica com estúdio de ioga, a uma piscina de raia e a um lounge e restaurante japonês. Trata-se de uma versão “amanificada” de um tradicional ryokan, e a ideia é fazer jus ao nome, que significa “paz” (aman) em sânscrito e “alegria” (nemu) em japonês. (A partir de US$ 750, aman.com)

  • Leeu House e Leeu Estates, África do Sul

    Os mais novos estabelecimentos de luxo da região vinícola da África do Sul, administrados pelas pessoas que estão por trás da Mullineux & Leeu Family Wines em parceria com o empresário indiano Analjit Singh, são um hotel butique de 12 quartos (inaugurado em dezembro) que fica a alguns minutos dos restaurantes e galerias de Franschhoek e um refúgio de 17 quartos a ser aberto este ano em um solar do século 19 cercado por 68 hectares de vinhedos. Degustações no estúdio de vinhos fazem parte dos pacotes, é claro. (Leeu House a partir de 155 dólares, Leeu Estates a partir de US$ 286, leeucollection.com)

  • The Highlands da Asilia, em Ngorongoro, Tanzânia

    O mais novo estabelecimento da Asilia na África Oriental terá uma localização espetacular: a cerca de 2.700 metros de altitude na encosta do vulcão Olmoti, longe de qualquer outra hospedagem, mas suficientemente perto da cratera de Ngorongoro para que os hóspedes estejam lá ao amanhecer. O design incrível, contemporâneo, ficará à altura. As oito suítes com tendas terão a forma de domos geodésicos, com amplas janelas, e disporão de lareira para as frias noites da savana. As atividades irão muito além do circuito padrão da cratera e incluirão caminhadas de meio dia e dia inteiro, visitas a comunidades e espetaculares sessões de observação de estrelas. (A partir de US$ 710 por pessoa, asiliaafrica.com)

  • Kokomo Island Resort, Fiji

    Este refúgio de 21 vivendas deve abrir no terceiro trimestre deste ano em uma ilha particular de 55 hectares, uma das dez do Recife do Grande Astrolábio, em Kadavu. As vivendas serão todas construídas em frente à praia, terão piscinas privativas e estarão bem localizadas para os grandes prazeres de Fiji: mergulho autônomo e snorkeling com raias mantas. A tarifa inclui todas as refeições e bebidas, uma massagem, tênis, mergulho e outras atividades aquáticas. (A partir de US$ 2.600, yaukuve.com)

  • Explora Valle Sagrado, Peru

    A inovadora empresa de aventuras de luxo Explora, que colocou o Chile no mapa com suas hospedagens ativas com tudo incluído na Patagônia e no Atacama (atualmente em reconstrução após um incêndio), mudou a cara das viagens de aventura na América Latina. Vinte anos depois, ela está finalmente se expandindo para além do Chile. Edificadas com cuidado em uma antiga estrutura inca do Vale Sagrado, as acomodações serão mais opulentas e substancialmente maiores do que as dos hotéis anteriores (que são bastante confortáveis, levando em conta que os hóspedes geralmente estão do lado de fora, ocupados demais para passar muitas horas do dia lá dentro). O spa, construído sobre a casa da amante do dono original, incluirá uma piscina externa, duas banheiras de hidromassagem e um banho turco. A Explora também está oferecendo uma inédita promoção do tipo “dois pelo preço de um” para reservas feitas antes de março. (A partir de US$ 2.160 por três noites, explora.com)

  • Chablé, México

    Refúgio com foco em spa no interior de Yucatán —perto de ruínas como Chichén Itzá e Uxmal e da beleza desbotada de fazendas em gloriosa decadência —, o Chablé incluirá 40 vivendas independentes com piscinas privativas, um spa luxuoso e um restaurante que utilizará ingredientes diretamente dos produtores; também afirma que terá a maior coleção de tequilas do mundo. Mas a característica mais sedutora talvez seja seu próprio cenote natural privativo, um dos buracos cavernosos próprios para nadar que a cultura maia nativa considerava sagrados. É algo de outro mundo a ser explorado. (A partir de US$ 850, chableresort.com)

  • Park Hyatt St. Kitts

    O conforto ao estilo Park Hyatt chega ao Caribe. Os 125 quartos e suítes, alguns com grandes varandas, darão para as praias de areia branca de Christophe Harbour. Alguns quartos terão piscinas panorâmicas com vistas espetaculares da ilha vulcânica de Nevis. Os hóspedes terão acesso ao campo de golfe de 18 buracos projetado por Tom Fazio, a um clube de praia e a uma marina de 120 hectares para superiates com condomínio. (stkitts.park.hyatt.com)

  • Bahama House Inn

    Este histórico hotel da Ilha Harbour, que reabre no segundo trimestre dentro da coleção Eleven Experience, ficará mais do que à altura da “experiência” mencionada no novo nome de sua empresa matriz. Além de sua própria ilha particular para hóspedes que queiram dar uma de Robinson Crusoé, a tarifa diária incluirá pescarias incríveis, inclusive em alto-mar, kitesurf, mergulho autônomo e outras aventuras. Por uma taxa extra, você será levado de helicóptero às famosas águas de pesca ao largo das ilhas Ábaco. (A partir de 1.150 dólares por pessoa, elevenexperience.com)

  • Four Seasons Hotel The Surf Club, Miami

    Há tempos, a Four Seasons transcendeu sua imagem de marca genérica. Mas, para quem continua cético, o hotel The Surf Club esclarece as coisas. Suas origens remontam a 1930, quando Harvey Firestone adquiriu um terreno de 3,6 hectares para um clube privado que se transformou em ponto de encontro das pessoas mais glamourosas da época. Voltando aos dias de hoje, o arquiteto Richard Meier entrou em cena para atualizar o design do hotel de 77 quartos e a comunidade de 150 residências que há em volta. (thesurfclub.com)

  • V Palm Springs Hotel, Califórnia

    Com inauguração bem a tempo do festival Coachella, que acontecerá em abril, este hotel de 140 quartos busca redefinir a hospedagem de alto nível em desertos. Situado perto do centro de Palm Springs, o hotel foi projetado de modo a assumir o histórico da cidade como playground hollywoodiano, mas também exibe floreios sagazes — como penas e motivos que lembram serpentes — em homenagem aos índios cahuillas nativos. (A partir de US$ 300, vpalmsprings.com)

  • Las Alcobas, Napa Valley

    Como o hotel butique do mesmo nome em Polanco, bairro chique da Cidade do México, este resort de 68 quartos será projetado pelo escritório de arquitetura Yabu Pushelberg e gerido pela Starwood’s Luxury Collection. Os quartos e suítes terão varandas e lareiras externas, além da localização invejável em Santa Helena — à distância de uma caminhada do Culinary Institute of America e dos restaurantes, galerias e butiques da cidade. (A partir de US$ 675, starwoodhotels.com)

  • The Beekman, Nova York

    Em Nova York, o mais novo hotel dos desejos está programado para ser inaugurado no segundo trimestre em um edifício histórico de 1881 situado no centro financeiro da cidade, com um deslumbrante átrio vitoriano de nove andares com claraboia piramidal. O Beekman fará parte do portfólio elegante, porém confortável, da Thompson Hotels e, além dos 287 quartos cheios de estilo, terá restaurantes de Tom Colicchio e Keith McNally, daqueles que são uma atração por si só. (A partir de US$ 619, thebeekman.com)

  • The Watergate Hotel, Washington, D.C.

    Após uma reforma de US$ 125 milhões, o mais infame hotel dos Estados Unidos está prestes a se tornar um resort do século 21. Renascido, o Watergate terá 336 suítes e quartos de hóspedes, quase todos com vistas formidáveis do Rio Potomac a partir de suas varandas privativas. Os renomados designers Ron Arad e Rakel Cohen supervisionaram o novo visual, que associa a ondulante arquitetura dos anos 1960 a uma elegância clássica e a ousados floreios modernos de meados do século passado, além de incluir uma decoração escultural Moroso para honrar a herança italiana trazida pelo arquiteto original, Luigi Moretti. Supõe-se que não haja microfones escondidos no novo Watergate. (A partir de US$ 425, thewatergatehotel.com)

Il Sereno Lago di Como, Itália

A aclamada designer Patricia Urquiola está supervisionando a estética deste hotel de 30 suítes às margens do Lago de Como. Situado bem ao lado do vilarejo de Torno, o hotel ficará a apenas oito minutos, de carro, do centro de Como, mas mesmo assim será íntimo e reservado.

O restaurante servirá a simples e clássica comida do norte da Itália, preparada com ingredientes provenientes das regiões vizinhas de Valtellina e Piemonte. (A partir de US$ 650, lesereno.com)

Comentários
Topo