Fotos

4 boas intenções de bilionários que deram errado

Quixotesco. Inviável. À frente de seu tempo. Os rótulos são inúmeros, mas o veredito é o mesmo: até os bilionários às vezes adotam causas idealistas que não saem como pretendido.

RANKING GERAL: 70 maiores bilionários do mundo em 2016

Mark Zuckerberg, cofundador do Facebook e atual sexto maior bilionário do planeta, já investiu centenas de milhões de dólares em projetos que não deram certo. E se você acha que a causa foi uma aventura, engana-se. Ele investiu em tecnologia e perdeu.

BRASIL: 31 maiores bilionários brasileiros

Veja na galeria de fotos quatro boas intenções de bilionários que deram errado:

  • Bill Gates

    Quem dera as escolas públicas de ensino médio não fossem tão grandes! Essa ideia inspirou o cofundador da Microsoft a gastar 2 bilhões de dólares do capital de sua fundação na tentativa de criar escolas menores em todos os Estados Unidos. Na carta aberta publicada pela fundação em 2009, Gates admitiu que “muitas das escolas pequenas em que investimos não melhoraram o aproveitamento dos alunos de maneira significativa”.

  • George Soros

    A partir da década de 1980, o gigante dos fundos de hedge começou a despejar dinheiro no Leste Europeu, na esperança de promover sociedades mais abertas. Sua generosidade assoberbou as pequenas organizações, incapazes de lidar com tanta grana de uma só vez. “Meus planos grandiosos parecem ter fracassado por um fio de cabelo”, reconheceu melancolicamente em seu livro de 1991, “Underwriting Democracy”.

  • Mark Zuckerberg

    Outro figurão, mesmo problema: escolas em dificuldades encontram um gênio da tecnologia. Em 2010, o CEO do Facebook injetou 100 milhões de dólares para reabilitar o sistema de ensino de Newark, Nova Jersey, eternamente ineficaz. Infelizmente para Zuckerberg, os professores não se envolveram no plano, os consultores proliferaram, e os alunos continuaram a ter dificuldades depois que o dinheiro acabou.

  • Peter Lewis

    O falecido presidente do conselho da Progressive Insurance gastou bem mais de 40 milhões de dólares em diversas campanhas para que a maconha fosse legalizada. Isso não impediu que ele fosse preso na Nova Zelândia por porte da erva. No geral, os eleitores dos Estados votaram contra a legalização, mas, em 2012, antes da morte dele, Colorado e Washington votaram a favor.

Bill Gates

Quem dera as escolas públicas de ensino médio não fossem tão grandes! Essa ideia inspirou o cofundador da Microsoft a gastar 2 bilhões de dólares do capital de sua fundação na tentativa de criar escolas menores em todos os Estados Unidos. Na carta aberta publicada pela fundação em 2009, Gates admitiu que “muitas das escolas pequenas em que investimos não melhoraram o aproveitamento dos alunos de maneira significativa”.

Comentários
Topo