Carreira

7 lições de carreira por empreendedores bem-sucedidos

Abrir um negócio hoje é bem diferente de como era há 20, 30 ou 40 anos. Enquanto a tecnologia digital ajuda reformulou a lógica do desenvolvimento de novas empresas com mais velocidade, agilidade e escalabilidade, ainda há princípios que nunca mudam.

LEIA MAIS: Contadores de histórias fazem mais sucesso no trabalho, diz estudo

O bilionário Richard Branson, fundador da Virgin, por exemplo, acredita que ter uma boa equipe nunca sairá de moda. “É a melhor amiga de um empresário”, afirma o britânico. De acordo com ele, este é um dos segredos do seu suscesso.

LEIA MAIS: 4 maneiras de se esquivar de distrações no trabalho

Veja na galeria de fotos sete lições de carreira por empreendedores bem-sucedidos:

  • Resolva um problema

    Quando Branson, foi questionado sobre quais lições de negócios ele havia aprendido ao longo do anos, ele disse “primeiro, resolva um problema”. “Os melhores empreendedores sempre foram e serão resolvedores de problemas. Várias coisas precisam ser consertadas no mundo e, se você consegue prover uma solução para o problema de alguém, você tem um negócio.”

  • Não deixe que o dinheiro seja sua principal motivação

    “Se você está entrando no mundo dos negócios simplesmente para conseguir dinheiro, há uma grande chance de que não dê certo”, afirma Branson. “Você precisa ser apaixonado pela indústria em que trabalha. A falta de paixão permeará seu negócio e fará com que conseguir uma boa equipe, clientes em potencial e uma boa performance muito mais difícil. Estar preparado para o que der e vier é outra lição importantíssima, visto pelo que a Virgin passou pelos anos.”

  • Ouça os mais jovens

    Rich Gelfond, CEO da IMAX Corporation desde 1994, ajudou a transformar a empresa de uma produtora de documentários em uma marca global high-end de entretenimento.
    “Tenho muita paciência com pessoas novas, admiro seus instintos e me inspiro com sua criatividade”, afirma Gelfond. “Pelos seis primeiros meses do ano, tento não julgá-los de jeito nenhum, mas depois desse período, quero ver os resultados. Resultados não mentem: eles definem a habilidade de uma pessoa de ter uma visão, planejá-la e executá-la. Todos têm problemas ao longo do caminho, mas é como as pessoas lidam com eles que define quem se destaca ou não.”

  • Não subestime o poder de uma conversa

    Harold Fischer fundou a empresa de contabilidade HW Fisher & Company em 1933. Ele considerado como um tipo de Oscar Schindler, depois de ajudar várias famílias judias a escaparem da Alemanha nazista, e até hoje a ecompanhia se mantém fiel a uma de suas principais diretrizes: a conversa frente a frente.
    “Esqueça conferências e e-mails: fortes relações de trabalho são melhor forjadas na vida real. Isso certamente se aplica se você está angariando dinheiro”, afirma Michael Davis, antigo parceiro de Fischer.

  • Vá além

    Fazer mais que o pedido e resolver problemas para os clientes é uma lição de negócios que pagou as dívidas de Richard Blanford, diretor administrativo da firma de TI Fordway. Fundada há 25 anos, hoje ela movimenta por volta de US$ 19 milhões de libras.
    “No meu antigo emprego, um de nossos clientes teve um grande problema de TI que deixou 200 funcionários impedidos de trabalhar. Meu chefe não deixava seu time de suporte técnico viajar para Londres para resolver a situação. Eles atendiam seus clientes apenas por telefone”, relembra Blanford. “Um colega e eu decidimos viajar até lá no fim de semana. Nós resolvemos o problema, conseguimos a gratidão eterna do cliente e, então, tivemos a ideia de criar a Fordway. Com isso, aprendi a importância de ter uma boa equipe.”

  • Seja leal aos princípios da companhia

    Vincent Delaroche é CEO e fundador da CAST, a primeira empresa listada na bolsa de valores Euronext. Em 2006, um dos maiores riscos que ele tomou como empreendedor foi, em meio a uma crise, mover todo seu time de líderes da União Europeia para Nova York. “É difícil achar um CEO realmente leal à missão original da companhia. A lealdade deve ser genuína, pois é muito fácil esquecer de tudo quando se está correndo atrás de lucros, múltiplos e porcentagens de crescimento”, explica Delaroche.

  • Tenha uma boa equipe

    “É a melhor amiga de um empresário”, afirma Branson. “À medida que um negócio começa a crescer, você logo descobre que é virtualmente impossível fazer tudo. Você precisa de tempo e espaço para planejar e preparar coisas como fusões, por isso contrate especialistas que possam cobrir algumas das suas tarefas por você e ainda por cima oferecer um novo ponto de vista e ajudá-lo a se manter atento.”

Resolva um problema

Quando Branson, foi questionado sobre quais lições de negócios ele havia aprendido ao longo do anos, ele disse “primeiro, resolva um problema”. “Os melhores empreendedores sempre foram e serão resolvedores de problemas. Várias coisas precisam ser consertadas no mundo e, se você consegue prover uma solução para o problema de alguém, você tem um negócio.”

Comentários
Topo