Fotos

Número de vendas de mansões em point das celebridades norte-americanas cai

Hamptons

Mesmo para um local muito caro, famoso pela compra de casas dignas de filmes de Holywood, a venda de uma propriedade nos Hamptons, famoso point entre os nova-iorquinos durante o verão, avaliada em US$ 36,5 milhões no mês passado, ainda está entre as mais caras do verão norte-americano.

O negócio envolve celebridades. O anfitrião do programa “The Today Show”, da NBC, desde 1997, fez um acordo para comprar a mansão Strongheart, antiga propriedade do ator Richard Gere. A propriedade de mais de 24 mil m² foi colocada à venda por US$ 65 milhões, em 2013, mas foi recolocada no mercado há dois meses.


LEIA MAIS:8 mansões milionárias de celebridades

Porém, apesar dos valores exorbitantes das transações e dos nomes envolvidos, essa compra aconteceu em um momento não muito favorável para o mercado imobiliário de Hamptons, onde as vendas estão cada vez mais escassas.

O número de vendas fechadas no segundo trimestre de 2016 caiu 18% em relação ao ano passado, de acordo com a Town&Country. O preço médio caiu para US$ 999,000 de US$ 1,1 milhão, diz o grupo. Duas das cidades mais caras no East End viram a maior queda de preços. O volume de vendas total em East Hampton, onde Steven Spielberg e Martha Stewart têm casas, caiu 53% em um ano. O preço médio de venda na cidade caiu 54%, para US$ 2,38 milhões. O total de vendas em Southampton, lar de Tory Burch e Calvin Klein, caiu 48% em relação ao mesmo período do ano passado. O preço médio de vendas caiu 21%, para US$ 1,65 milhão.

LEIA MAIS: Negócios imobiliários de Trump sofrem queda depois de candidatura

Corretores nos Hamptons dizem que a culpa da letargia no mercado é de um mercado de ações complicado no começo de 2016 e bônus de bancos caindo, deixando vários financistas com menos dinheiro para gastar. O bônus médio de Wall Street caiu 9% em 2015, o mais baixo em 3 anos.

Evidências também sugerem que , por ser um ambiente que vem estimulando as vendas desde o ano passado, alguns vendedores vêm crescendo e se tornando nomes mais fortes e presentes no mercado, sem contar que os preços, já famosos por serem de fazer arregalar os olhos, estão crescendo também. Hoje há mais de 25 casas valendo mais de US$ 30 milhões nos Hamptons, de acordo com Rylan Jacka da Sotheby’s International Realty, mobiliária de casas de luxo.


LEIA MAIS: Europeu dá volta ao mundo só com Bitcoins (e ensina como)

Entre elas está uma casa de nove quartos, recentemente listada em Southampton por US$ 32 milhões. A mansão recém-construída é propriedade de Anthony Sbarro, filho dos fundadores da rede de pizzarias homônima, tem aproximadamente 13.000 m².

Embora o inventário de casa esteja vazio nos Hamptons, essa “seca” está criando oportunidade para desenvolvedores. Caroline Sarraf, uma corretora, diz que enquanto as regras para construção forem restritas nas cidades e vilas que constituem a região, firmas menores estão constantemente adicionando casas a beira-mar. “O mercado está mais para uma goteira do que para uma enchente”, afirma, “mas estamos vendo cada vez mais casas e propriedades recém-construídas entrando no mercado.”

Comentários
Topo