Carreira

3 provas de que sucesso não depende de talento

Com o fim da Olimpíada no Rio de Janeiro, uma coisa ficou muito clara para quem acompanhou com entusiasmo parte dos jogos: o esporte mundial se supera a cada competição e os maiores responsáveis são os atletas.

Os astros que fizeram desta edição um marco dos recordes olímpicos podem até ter nascido com talento, mas é a dedicação e as milhares de horas de treino que os levaram até o ponto mais alto da carreira. E o maior ensinamento que tiramos disso é que a competência pode fazer com que você se destaque, mas não é ela que irá sustentar o seu sucesso.

VEJA MAIS: 5 jeitos de renovar a sua estratégia de contratação

Isso porque habilidades podem ser aprendidas por qualquer um. Uns terão mais facilidade em realizar determinadas tarefas, enquanto outros precisarão de muitas horas de prática, mas, no final, é quem mais treina que alcança o lugar mais alto do pódio.

Veja na galeria de fotos outros fatos que mostram que talento é só uma parte do processo de formação de um profissional:

  • Talento é supervalorizado

    Mais de mil CEOs entrevistados para uma pesquisa da consultoria PwC de 2015 disseram que ser curioso é uma das principais características de quem quer liderar. Sem curiosidade, um empreendedor não tem ambição de crescer na carreira.

  • Avalie o caráter e não o talento

    A péssima conduta do nadador Ryan Lochte é um perfeito exemplo disso. Ainda que ele tenha conquistado uma medalha de ouro durante a edição carioca dos jogos, o atleta ficará manchado pela mentira que contou à polícia da cidade, ao menos diante dos olhos dos brasileiros. De nada adianta uma pessoa ser muito talentosa, mas não ter o caráter para se manter honesta quando alcança o sucesso.

  • Veja o que fazem os seus ídolos

    Analise a trajetória das pessoas que você admira e veja o que mais contou para que elas chegassem no lugar onde estão. A probabilidade de que o trabalho duro seja o grande responsável é muito mais alta do que as chances de ter sido por puro talento.

Talento é supervalorizado

Mais de mil CEOs entrevistados para uma pesquisa da consultoria PwC de 2015 disseram que ser curioso é uma das principais características de quem quer liderar. Sem curiosidade, um empreendedor não tem ambição de crescer na carreira.

Comentários
Topo