Carreira

4 dicas para manter uma boa equipe, segundo o CEO da AmBev

A AmBev, braço brasileiro do conglomerado global AB Inbev, é a maior cervejaria do Brasil. Seu sucesso, geralmente ligado ao trio de bilionários da 3G Capital, liderado por Jorge Paulo Lemann, tem como uma das principais diretrizes a concentração de uma boa equipe. Seu processo de trainees anual é um dos mais rigorosos e disputados do país.

SAIBA MAIS: Bom empreendedor é quem cria um negócio permanente, afirma Lemann

À frente da companhia desde 1º de janeiro de 2015, Bernardo Pinto Paiva é um dos responsáveis por essa filosofia e esse sucesso. Pupilo de Lemann, o executivo entrou para a rede como trainee na Brahma em 1991. De lá para cá, foi presidente da Labatt (subsidiária da AB Inbev do Canadá), da Quilmes (Argentina) e diretor global de vendas da AB InBev.

NÃO PERCA: Quem são os melhores CEOs do Brasil

Sob seu comando, a maior cervejaria do país não sentiu o baque da queda de 2% na produção nacional da bebida. O lucro líquido da Ambev cresceu mais de R$ 517 milhões, para R$ 12,8 bilhões. Nesta segunda-feira (1), Paiva falou sobre liderança e equipe, para uma plateia de jovens, no encontro anual da Fundação Estudar, em São Paulo.

RANKING: 31 maiores bilionários brasileiros

Veja na galeria de fotos 4 dicas para manter uma boa equipe, segundo o CEO da AmBev:

  • Tenha um sonho em comum

    “Sonhar grande” é um conceito que Lemann implementa em todos os seus negócios. Paiva procura passar este envolvimento para os seus funcionários. “A companhia é minha e dos meus sócios”, afirma o executivo. “Temos que querer construir a Brahma, a Ambev, a ABI [AB Inbev].” Envolva seus funcionários em um sonho em comum e eles ficarão ainda mais motivados.

  • Cultive a vontade de aprender

    “Conheço pessoas que eram excelentes profissionais há 15 anos e hoje caíram de produção porque pararam de aprender”, afirma o executivo. Não caia no erro de pensar que já fez o bastante ou que já atingiu o topo no que você faz, mesmo que faça muito bem e há muito tempo. A soberba pode derrubar qualquer um e fazer com que seus funcionários e pupilos percam o interesse em você. “Se você acha que sabe demais, afasta as pessoas e não consegue mais impactar.”

  • Acredite que dá para fazer

    “Chega de ficar reclamando do governo, das coisas… Eu não controlo o governo”, declara o executivo. Para Paiva, quanto mais um líder se empenhar e passar essa confiança para seus funcionários, mais eles ficarão engajados. “As pessoas que vivem reclamando não vão atingir a felicidade nunca. O que dá para fazer pelo Brasil? Vai lá, dê duro e vai acontecer.”

  • Entenda a equipe

    Paiva conta que, há cerca de 20 anos, quando liderava uma equipe de vendas na Brahma, um diretor a visitou e perguntou quem queria ter milhões. Não houve muitas respostas. O diretor, depois, questionou Paiva sobre a vontade de seus funcionários. “Expliquei para ele que ninguém ali tinha ideia do que era X milhões, que todos queriam boas condições de trabalho, um banheiro limpo e metas cada vez mais interessantes. É preciso entender que todos querem crescer também e atingir pontos cada vez mais altos.”

Tenha um sonho em comum

“Sonhar grande” é um conceito que Lemann implementa em todos os seus negócios. Paiva procura passar este envolvimento para os seus funcionários. “A companhia é minha e dos meus sócios”, afirma o executivo. “Temos que querer construir a Brahma, a Ambev, a ABI [AB Inbev].” Envolva seus funcionários em um sonho em comum e eles ficarão ainda mais motivados.

Comentários
Topo