Carreira

9 dicas para não arruinar sua carreira profissional

No início de junho, uma jornalista acusou Biel de assediá-la sexualmente durante uma entrevista na sede da Warner Music, na capital paulista. O cantor teria dito coisas como “se te pego, te quebro no meio”, de acordo com o Boletim de Ocorrência registrado na 1ª Delegacia da Mulher de São Paulo no dia 11 de maio.

VEJA TAMBÉM: 10 erros imperdoáveis ao gerenciar uma crise

De lá para cá, o músico se envolveu em outras polêmicas como, poucos dias depois, ser acusado de atropelar um motociclista e fugir ou, após gravar um vídeo de desculpas, ser flagrado em uma festa cantando uma música com a frase “tá gostosinha, te quebro no meio”. Mais recentemente, no começo da semana, internautas encontram tuítes antigos em que ele fez piadas racistas, machistas e homofóbicas. Na última quinta-feira (4), a gravadora Warner Music anunciou o rompimento do contrato e o cantor disse que ia dar um tempo na carreira para “cuidar de projetos pessoais”.

VEJA TAMBÉM: 4 erros de liderança que devem ser evitados

O caso é um ótimo exemplo de como alguém pode jogar fora tudo que conseguiu profissionalmente, em um curto espaço de tempo. Aos 21 anos, Biel tinha pouco menos de um ano de contrato e cerca de três pela frente. “Ele ainda estava construindo sua reputação”, afirma João José Forni, consultor de comunicação e professor de pós-graduação em comunicação pública. “Foi um tiro no pé”, completa a consultora e coach Ana Lisboa, autora do e-book “Construa Seu Futuro Profissional”.

Veja na galeria de fotos 9 dicas de especialistas para não fazer como Biel e correr o risco de arruinar sua carreira profissional:

  • Trate os outros com respeito

    Isso se aprende em casa desde cedo: respeito é um valor básico para qualquer relação humana. Pode parecer óbvio, mas é sempre bom lembrar que uma boa reputação, seja ela pessoal ou profissional, é construída de forma respeitosa. “O politicamente correto muitas vezes é confundido”, afirma Camila Porto, coach de marketing digital e autora do livro “Facebook Marketing: Como Gerar Negócios na Maior Rede Social do Mundo”. “Você pode defender ideias e falar das coisas de que gosta sem ofender ninguém.” O revés de Biel, por exemplo, começou exatamente aí: ao ser desrespeitoso com outra profissional.

  • Tome cuidado com o que você fala

    “Todo mundo gosta dos holofotes”, afirma Lisboa. E é nesta hora que parte das pessoas dá o seu primeiro tropeço. “Estamos sujeitos a nos expor demais, por isso, é tão importante tomar cuidado.” Para a coach de imagem e reputação Nathana Lacerda, uma maneira simples de evitar problemas é agir como se você fosse uma pessoa pública. “As pessoas não estão cientes de que, hoje, todo mundo é um influenciador de um grupo, seja de amigos, colegas, família”, afirma a coach. “Nunca fale nada que você não falaria para um milhão de pessoas, mesmo se for um grupo fechado: não dá para saber a proporção que as coisas vão tomar.” No caso de Biel, ele fez uma brincadeira deselegante com o caso em uma festa. Em poucas horas, o vídeo rodou a rede virtual e, agora, não há mais como dar o dito por não dito.

  • Redobre o cuidado na internet

    “As pessoas esquecem, a internet não”, afirma Forni. “Ela é implacável.” Se tomar cuidado com o que você diz no café, no escritório ou na mesa do bar já é necessário, na internet e nas redes sociais a precaução precisa aumentar ainda mais. Lembre-se: basta uma captura de tela para que uma publicação mal interpretada se torne perpétua e o assombre para sempre. “Para as novas gerações, é comum falar sobre tudo nas redes”, afirma Ana. “Mas esquecem que, se der errado, elas serão punidas imediatamente.”

    Se você está à procura de um emprego, o cuidado também precisa ser redobrado. Ana lembra que a retomada de posts e tuítes antigos, que Biel experimentou, é muito comum no processo de seleção das empresas. “O candidato sempre vai às entrevistas preocupado em errar menos, e esta é uma forma de a companhia estabelecer uma tendência de comportamento”, explica a especialista. “De tempos em tempos, verifique se não há nenhuma foto ou comentário que não condizem mais com o que você pensa hoje e apague”, aconselha Nathana.

  • Fique atento aos valores atuais

    Os tempos mudam e, aparentemente, as pessoas se tornam cada vez mais intolerantes com certas práticas. Isso significa que você tem de ficar atento aos valores atuais. “Racismo, homofobia, machismo… São coisas que sempre existiram, mas que estão em xeque no século 21”, afirma Camila. “O Biel foi de encontro a o que se combate hoje. É uma pena porque ele é jovem e o que escreveu não condiz com o que os jovens acreditam.” Você não precisa concordar com todas as pautas debatidas atualmente, mas, independentemente da sua idade, deve tomar cuidado para não tomar atitudes que, hoje, já não são mais aceitas, como assediar alguém. “Por isso, que a Warner tomou providências, ninguém quer ser associado a essa imagem”, afirma Forni.

  • Assuma seus erros (e nunca, nunca, terceirize a culpa)

    Também parece básico, mas é importante lembrar: a mentira, quando descoberta, sempre piora a situação. Se você errou, seja o primeiro a assumir. Isso não só evitará que o problema aumente como fará com que as pessoas, seja seu chefe ou o público, vejam você de uma forma diferente. “Todo mundo erra em algum momento, o importante é saber como usar as críticas para se corrigir”, afirma Nathana.

    “É preciso ter a integridade de assumir que falou aquilo naquele contexto e, a partir dai, lidar com o problema.” De acordo com Forni, este foi um dos principais erros de Biel. “Vi que ele participou de uma entrevista à RedeTV em que dá a entender que a jornalista que denunciou o assédio prejudicou a carreira dele”, afirma o especialista. “É comum as pessoas terceirizarem a culpa”, continua Camila. “Mas pior que isso é ameaçar os envolvidos para tentar resolver a situação.”

  • Quando errar, peça desculpas

    Se há uma unanimidade entre os especialistas é que, em caso de um erro, sempre, sempre, pedir desculpas. De acordo com Camila, esta é uma atitude que exercita a empatia do outro lado e das pessoas ao redor, algo favorável para você. Mas, mais do que pedir perdão, é importante agir de acordo com o arrependimento declarado. “Quando pedir desculpas, mostre que é verdadeiro”, afirma Forni. “No caso de Biel, pareceu um pedido de desculpas feito pela assessoria de imprensa. Tanto que houve a brincadeira com a música depois, na festa.” Ana concorda: “Na hora em que o negócio estava caindo no esquecimento, ele colocou fogo de novo. Foi um tiro no próprio pé”.

  • Não seja arrogante

    “Não é porque Biel é jovem, ganha muito dinheiro e faz sucesso que ele pode agir como quiser”, afirma Forni. “Ele pareceu achar que é melhor do que os outros envolvidos na polêmica.” Isso não acontece apenas com pessoas famosas, embora a mídia aumente a exposição. Não é porque você tem um cargo alto na empresa, é o preferido do chefe ou até o CEO da companhia que está imune ao fracasso. “Muito pelo contrário, quanto mais exposição e responsabilidades você tiver, mais tem de tomar cuidado com a soberba.”

  • Cuide da sua reputação (especialmente se ela estiver em construção)

    Seja no bar, nas redes sociais ou no trabalho, suas atitudes importam porque você tem uma reputação a zelar. “Muitas vezes, as pessoas dão suas opiniões [em ambientes públicos] de forma despreocupada, como se estivessem na sala de casa”, argumenta Nathana. “A reputação é um ativo muito frágil, como porcelana: uma vez quebrada, pode até colar, mas nunca volta a ser o que era”, completa Forni.

    O especialista atenta ainda para a diferença entre reputação e imagem. “Biel tem uma imagem, não uma reputação, isso ele ainda estava construindo. Reputação tem o Chico Buarque, o Caetano Veloso, o Gilberto Gil…”

  • Seja coerente

    “Não existe mais on-line e off-line, está tudo junto”, afirma Camila. É o que Nathana chama de congruência de imagem. “Em todo lugar, você tem de parecer ser a mesma pessoa”, explica a coach. “Ou uma hora a casa cai.” Camila completa: “Não dá mais para varrer as coisas para baixo do tapete.”

Trate os outros com respeito

Isso se aprende em casa desde cedo: respeito é um valor básico para qualquer relação humana. Pode parecer óbvio, mas é sempre bom lembrar que uma boa reputação, seja ela pessoal ou profissional, é construída de forma respeitosa. “O politicamente correto muitas vezes é confundido”, afirma Camila Porto, coach de marketing digital e autora do livro “Facebook Marketing: Como Gerar Negócios na Maior Rede Social do Mundo”. “Você pode defender ideias e falar das coisas de que gosta sem ofender ninguém.” O revés de Biel, por exemplo, começou exatamente aí: ao ser desrespeitoso com outra profissional.

Comentários
Topo