Fotos

Aos 86 anos, The Pierre, em NY, mantém a identidade mesmo após reforma

East 61 Street esquina com a Fifth Avenue, em frente ao Central Park. Este é o endereço de um dos mais tradicionais hotéis de Nova York, The Pierre. O empreendimento é vizinho de lojas luxuosas como Barneys New York, Bergdorf Goodman e Harry Winston, e está a poucos minutos de mecas da gastronomia, como Daniel, Per Se, Jean George e Marea. Próximo, portanto, de alguns dos meus destinos prediletos para compras, cultura e comida na divisa entre Midtown e Upper East Side.

VEJA TAMBÉM: 4 hotéis icônicos das capitais mais cobiçadas do mundo

A localização privilegiada é apenas um dos motivos para se hospedar no hotel. Este ano, The Pierre repetiu a façanha de 2015, e conquistou a avaliação máxima de cinco estrelas no prestigiado Forbes Travel Guide. O guia de FORBES usa mais de 500 critérios para avaliar hotéis, restaurantes e spas de luxo. Outra razão é que o edifício de 86 anos, de arquitetura georgiana, permanece novo. Ele passou por uma reforma de 100 milhões de dólares em 2009 assinada pelos escritórios nova-iorquinos James Park Associates, responsável pelos quartos e suítes, e Champalimaud, que cuidou dos lobbies. Nas suítes, por exemplo, duas mudanças significativas foram dar mais espaço para o banheiro e a separação entre a banheira e o chuveiro.

Veja na galeria de fotos mais detalhes sobre o tradicional The Pierre:

  • Apesar das novidades, o hotel não perdeu identidade. Elegantes ascensoristas com luvas brancas estão entre os detalhes responsáveis por preservar a atmosfera própria do empreendimento. São 189 acomodações, sendo 49 suítes. A Tata Suite, com 184 metros quadrados e até seis quartos, é a mais luxuosa. Seu nome é uma referência ao Tata Group, o maior grupo empresarial da Índia e dono da rede Taj Hotels Resorts and Palaces, da qual The Pierre faz parte. Localizada no 39º andar, ela oferece uma vista espetacular do Central Park e da ponte George Washington.

  • No living room, estão espalhados confortáveis sofás, poltronas e banquetas. Tons neutros e móveis de madeira predominam na decoração. Destaque para um imenso tapete tecido à mão que cobre quase todo o piso desse ambiente. A decoração neoclássica contrasta com o moderno sistema home theatre Bang & Olufsen. Mesas de centro feitas sob encomenda com vidro de Murano completam o ambiente. Na sala de jantar, um lustre também feito do especial vidro italiano ilumina a mesa de oito lugares. Versátil, o ambiente pode se transformar em uma sala de reunião bastante funcional graças aos aparelhos de áudio e som instalados.

  • No quarto principal, a cama king size é coberta com um luxuoso jogo de lençóis e almofadas de seda bordadas com fios de ouro. Com duas pias, o banheiro deste dormitório mistura mármore e porcelanato e tem armários de madeira. Da banheira, o hóspede tem uma incrível vista da cidade. Esta suíte também possui cozinha completa com entrada extra a partir do hall. Por toda a unidade estão espalhadas fotos e livros que contam a história do Tata Group, além de obras feitas por artesãos da Paramparik Karigar, uma organização para a promoção e preservação do patrimônio artístico indiano, apoiada pela Taj Hotels.

  • Além da Tata, existem outras dez suítes no grupo chamado de Grand Suites, que concentra as acomodações mais exuberantes do hotel. Em todas, é possível sentir a força da tradição indiana. Os tecidos, por exemplo, são decorados com motivos tradicionais prestando homenagem às dinastias reais Rajput. As obras de arte contemporânea são de artistas indianos, e foram selecionadas pelo consultor e galerista Mortimer Chatterjee, de Mumbai.

  • O hotel também dispõe de 70 residências localizadas em diferentes andares. Uma delas é a Penthouse, à venda por 70 milhões de dólares. No topo do Pierre, o apartamento duplex oferece vista de 360 graus para Manhattan. A unidade possui 14 ambientes, incluindo cinco quartos com banheiros, distribuídos por 1.100 metros quadrados.

  • Outro ponto alto do hotel é seu restaurante, o recém-inaugurado Perrine. E, como sabemos, não é fácil se destacar na exigente Nova York, com seus mais de 20 mil estabelecimentos, entre restaurantes, bares e cafés. O Perrine oferece um menu francês-americano sob o comando do chef Ashfer Biju. Você não pode sair de NYC sem experimentar o crab imperial flatbread! Outras tentações: o black sea bass acompanhado de caldo de frutos do mar com favas e ervas finas, e o filé mignon grelhado com purê de cenoura, ervilhas com menta e rábano silvestre.

  • As sobremesas são assinadas pelo chef pâtissier Michael Mignano. Impossível resistir à torta de morango e ruibarbo com sorvete de cheesecake ou a versão do creme brûlée com toffee candy. Outra tentação é a torta de ameixa com farelo de nozes e sorbet de camomila. Para drinques e refeições rápidas, a dica é o Two E Bar/Lounge, que funciona na antiga sala de leitura do hotel. Com apresentações de jazz às quintas-feiras e aos sábados, ele também é uma ótima opção para um café durante a tarde.

  • The Pierre é referência na cidade quando o assunto é festa. O empreendimento tem seis salões com vista para o Central Park, sendo que o maior deles, chamado Grand Ballroom, acomoda até 800 pessoas — os cinéfilos de plantão irão lembrar da cena do filme Perfume de Mulher em que o coronel cego aposentado do exército, interpretado pelo genial Al Pacino, dança tango com uma bela mulher pelos salões do The Pierre. Para eventos de negócios, o empreendimento dispõe de três salas: duas com capacidade para até 75 pessoas, e outra para 14. Os hóspedes a negócios também podem contar com assistência para diversos serviços, como transmissão de fax, cópia de documentos, preparação de gráficos para apresentações e elaboração de cartões de visita.

  • Entre uma reunião e outra, nada como um bom exercício para recarregar as energias. O hotel possui uma academia de 150 metros quadrados com uma completa seleção de aparelhos. Decorado com murais pintados à mão, o espaço abriga uma sala de massagem. Se a ideia for um exercício mais leve, The Pierre organiza caminhadas no Central Park. Outro mimo oferecido pelo empreendimento é o transporte pelas ruas de Manhattan a bordo de um Jaguar — a tradicional marca inglesa também pertence ao grupo Tata . A cortesia funciona das 11 às 23 horas e atende por ordem de chegada.

    A rede Taj adquiriu The Pierre em 2005. O grupo possui 96 hotéis espalhados por 61 localidades, como Índia, Nepal, Maldivas e Butão. Nos Estados Unidos, a companhia também é proprietária do Taj Boston e do Taj Campton Place, em São Francisco.

Apesar das novidades, o hotel não perdeu identidade. Elegantes ascensoristas com luvas brancas estão entre os detalhes responsáveis por preservar a atmosfera própria do empreendimento. São 189 acomodações, sendo 49 suítes. A Tata Suite, com 184 metros quadrados e até seis quartos, é a mais luxuosa. Seu nome é uma referência ao Tata Group, o maior grupo empresarial da Índia e dono da rede Taj Hotels Resorts and Palaces, da qual The Pierre faz parte. Localizada no 39º andar, ela oferece uma vista espetacular do Central Park e da ponte George Washington.

Comentários
Topo