Fotos

“Baby boomers” investem mais em redes sociais do que os “Millenials”

Há pouco menos de uma década, pessoas com 50 anos ou mais eram praticamente inexistentes nas redes sociais. Hoje, um estudo do PewResearch Center mostra que mais da metade da população de 50 a 64 anos está compartilhando, curtindo e usando essas plataformas.

Jon Stein, CEO da Bettement, um escritório de investimentos norte-americano, diz, inclusive, que essa faixa etária é uma das que mais aplica dinheiro nessas tecnologias. “Cerca de 30% dos investidores do Facebook têm mais de 60 anos. Isso mostra que há um grande interesse dessas pessoas em plataformas desenhadas para gente de 20, 30 anos.”

VEJA MAIS: 10 melhores profissões para jovens em 2015

E esse número não para de crescer. Cada vez mais, os chamados “baby boomers”, pessoas nascidas no meio da Guerra Fria, estão mais próximas de ultrapassarem os “millenials”, pessoas nascidas a partir dos anos 1980, em número de investimentos em tecnologia. Veja na galeria de fotos os motivos que levam essa faixa etária a injetar dinheiro em plataformas que não foram desenhadas para eles (mas que eles ocuparam mesmo assim):

  • É seguro investir em companhias online

    Por mais que não pareça, investir em empresas como Facebook, Instagram e WhatsApp é algo seguro, a curto e médio prazo. São companhias que continuarão a dar bons frutos pelos próximos anos, enquanto alguém não lançar algo tão extraordinário quanto esses produtos. Para os investidores de 50 anos ou mais, que estão em uma situação financeira confortável e que não estão desesperados para ganhar dinheiro rapidamente, injetar pequenas quantias nessas empresas é uma ótima ideia para aumentar a renda.

  • O cara a cara já não é mais essencial

    A partir do momento em que a internet permitiu que vários tipos de negócios e serviços fossem feitos somente com interação online, a necessidade de se discutir um investimento cara a cara já não se faz mais tão lógica. Os algoritmos que protegem a sua conta e os depoimentos de pessoas que já passaram pela mesma dúvida são suficientes para que alguém injete dinheiro em um produto que não pode ser tocado com as mãos.

  • Investimentos flexíveis

    Existem companhias para todos os tipos de investidores, dos mais ousados aos mais medrosos. Basta uma rápida busca para encontrar as oportunidades perfeitas para todos os gostos, que ainda podem receber a quantia que você quiser, pequena ou grande.

  • É o futuro

    Há dez anos, não se podia prever aonde as redes sociais nos levariam. Hoje, é impossível imaginar a nossa sociedade sem o uso de plataformas que permitam a comunicação entre pessoas de diferentes lugares e o tempo inteiro. O investimento nessas tecnologias é seguro porque elas devem ficar por aqui durante muito tempo.

É seguro investir em companhias online

Por mais que não pareça, investir em empresas como Facebook, Instagram e WhatsApp é algo seguro, a curto e médio prazo. São companhias que continuarão a dar bons frutos pelos próximos anos, enquanto alguém não lançar algo tão extraordinário quanto esses produtos. Para os investidores de 50 anos ou mais, que estão em uma situação financeira confortável e que não estão desesperados para ganhar dinheiro rapidamente, injetar pequenas quantias nessas empresas é uma ótima ideia para aumentar a renda.

Comentários
Topo