Fotos

Como Ted Turner está mudando a cara do ecoturismo

Quando Ted Turner era um garoto em Savannah, Geórgia, ele adorava caçar e pescar. Depois de ser apreendido e multado pela polícia local por ter atirado com uma pistola de ar comprimido em um esquilo na propriedade de um vizinho, ele teve uma epifania: “Decidi que iria ganhar muito dinheiro para que pudesse comprar minhas próprias terras”, ele disse, sentado confortavelmente no Vermejo Park Ranch, no norte de Novo México, uma de suas 17 propriedades. “E foi o que eu fiz.”

Hoje Turner é dono de mais de 80 mil hectares de terra nos Estados Unidos, o que o torna o segundo maior dono de terras do país. E, embora ele não admita que tem uma propriedade preferida, fica claro que a menina dos olhos dele é o Vermejo Park Ranch, construído em 1996. Turner fez uma casa no local – a mansão conhecida como Casa Grande, que acaba de passar por uma reforma multimilionária e agora foi convertida em uma propriedade de hóspedes de luxo.

LEIA MAIS: Mansão da Playboy é vendida por US$ 100 milhões

Turner começou a comprar terras no Oeste para caçar e pescar, mas sempre considerou animais mais que simples alvos. A “Turner Endangered Species Fund” protege uma variedade de espécies e tem como objetivo prevenir danos ao meio ambiente. Ele planeja tornar a maioria das suas terras em áreas de conservação e tem uma fascinação particular por bisões, que estavam quase extintos antes de Ted resolver criá-los. Turner começou a cuidar de 3 bisões em 1981, e agora tem 52.000. “Eles se reproduzem rápido e são uma fonte sustentável de comida”, disse. Ele ainda acrescenta que seus ranchos têm uma grande diversidade de fauna e flora. Turner observa que as pessoas nas costas não frequentem tanto as áreas montanhosas.

Turner tem um orgulho particular da Casa Grande. Ela foi construída pelo industrial William H. Bartlett na virada do século 20 e se tornou um tipo de point para estrelas de filmes mudos.
Depois que Turner comprou o rancho, a casa de mais de 2.300 m² se tornou o refúgio de sua família, e depois de decidir abri-la para o público. “Tenho propriedades demais para aproveitá-las sozinho”, disse. Ele desembolsou US$ 4,5 milhões em uma reforma de 4 anos.

LEIA MAIS: Casa Itália recebe convidados no Clube Costa Bravo

O resultado é impressionante, com os chãos de mosaico italiano, um piano Steinway reformado e oito quartos reformados para se adequar no padrão do século 21. O preço das diárias começa em US$ 850 para o casal.

A nova Casa Grande também está alinhada aos planos de Turner de abrir seus ranchos para amantes da natureza – o tipo que procura luxo e que nunca ficaria em um típico chalé na temporada de caça. O objetivo é recriar a experiência do parque nacional no âmbito privado, virtualmente inabitada. Em Vermejo, diferente de, por exemplo, Yellowstone, não se encontra 30 carros parados com 100 pessoas fotografando um bisão, afirmou Turner.

LEIA MAIS: Antiga mansão de Rihanna é colocada à venda
v

No ano passado, ele fundou a “Expedições Ted Turner” em seus três ranchos no Novo México, com uma missão de provar que é possível ser bem-sucedido economicamente e sustentável ao mesmo tempo.

“O ecoturismo está em alta em todos os cantos do mundo,” diz. “Todos estão interessados no planeta. É a coisa mais interessante pela qual podemos passar nas nossas vidas. Não sabemos se há vida em outros planetas. E mesmo se houver, é provável que não iremos vê-la em nossas vidas. Nosso mundo é tudo o que temos. O melhor a se fazer é aproveitar.”

Veja na galeria de fotos abaixo imagens da Casa Grande:

  • Casa Grande

  • Casa Grande

  • Casa Grande

  • Casa Grande

Casa Grande

Comentários
Topo