Carreira

10 perguntas para achar um propósito em sua carreira

O que é uma carreira de sucesso? É hora de se afastar da ideia de sucesso definida por seu supervisor. Focar apenas no próximo degrau da escada não funciona por três razões.

Primeiro: Se você avaliar apenas aqueles que atingiram o topo da hierarquia, então, por definição, está desviando sua atenção dos outros 99,99% dos trabalhadores. É muito comum ver pessoas criando uma linha de produção muito cruel, da qual saem pessoas frustradas e tristes, que acreditam – e muitas vezes estão erradas – que apenas aqueles que alcançaram “o topo” triunfaram.

LEIA MAIS: 6 dicas milionárias para quem quer abrir o próprio negócio

Segundo: Ao ver a sua carreira como uma corrida, você entra em um estado de luta constante se coloca contra todos. Pense, por exemplo, em sistemas de incentivo: eles são, muitas vezes, desenvolvidos para funcionar com base no esforço comum, mas nunca baseados no compartilhamento, na cooperação ou no senso de propósito.

Terceiro: É muito fácil focar tanto na “corrida” da carreira e esquecer que, mesmo estando à frente de todos, você e seus concorrentes ainda são pequenas engrenagens na economia, vulneráveis à economia, na reestruturação da empresa e outras circunstâncias que fogem do seu alcance.

LEIA MAIS: 4 boas intenções de líderes que acabam com a performance dos empregados

Albert Einstein disse uma vez: “Se tivesse uma hora para resolver um problema e minha vida dependesse da solução, gastaria os primeiros 55 minutos determinando a pergunta a ser feita. Se eu soubesse a pergunta certa a se fazer, eu conseguiria resolver esse problema em menos de cinco minutos.”

Veja na galeria de fotos 10 questões que te ajudarão a tirar o melhor de sua carreira:

  • Qual é o seu propósito?

    Um erro muito comum é confundir propósito com objetivos. Propósito é, por exemplo, se tornar muito bom no que você faz, enquanto um objetivo é terminar uma tarefa ou ser promovido.

    Concluir muitas tarefas não equivale necessariamente a um propósito significativo. Outras pessoas e circunstâncias externas podem atrapalhar seus objetivos, mas não podem acabar com seu propósito.

  • Quantos pontos de vista você tem?

    É essencial ver as situações por diferentes pontos de vista para compreender a complexidade do que acontece em seu ambiente de trabalho. Nunca foi tão necessário ser flexível – esses são tempos em que, em vez de construir muros, é necessário construir pontes entres países, culturas e pessoas. A diversidade é uma riqueza inimaginável e inexplorada.

  • Quais são as suas forças?

    Todos têm um talento, um verdadeiro tesouro esperando ser descoberto. Porém, descobrir seu talento não é suficiente: você precisa usá-lo e melhorá-lo. Talento é superestimado. Ele, na verdade, contribui para apenas uma pequena parcela do seu sucesso.

    Sucesso significa um esforço constante para melhorar e capacidade de recusar a mediocridade. Sua real força é seu talento multiplicado pelo esforço investido em desenvolvê-lo. É, como diz o ditado, 10% inspiração e 90% transpiração.

  • Você consegue controlar seu ego?

    Você consegue suprimir seu orgulho, sua propensão a tomar o crédito e sua vontade de estar sob os holofotes? Você pode realmente escutar outros pontos de vista, não porque é a coisa certa a se fazer, mas porque é necessário. Se suas respostas para essas perguntas foram “não”, você tem o que os antigos gregos chamavam de “húbris”: a perigosa confiança de estar certo enquanto todos os outros estão errados.

  • Você é uma máquina de aprender?

    Cultive seu gosto pelo aprendizado, aproveite seus fracassos para mudar o que deve ser mudado e não pare de aprender, mesmo quando estiver muito velho. Não importa o que aconteça no seu trabalho, ninguém pode tirar de você o que foi aprendido.

  • Você ama o que faz?

    Uma carreira de sucesso é alguma coisa profunda, significativa e relevante para qualquer pessoa. No meio do turbilhão da quarta revolução industrial, na era da transformação radical e agitação tecnológica, é necessário ancorar sua vida profissional e sua identidade aos seus valores. Pensar se você realmente ama o que faz o ajuda a pausar e refletir sobre como ter uma carreira de sucesso cheias de propósito, integridade e paixão.

  • Como você consegue compreender a complexidade e a cultura de sua organização?

    Você não precisa ser um expert em comportamento organizacional, mas tem que compreender completamente a cultura da companhia para a qual trabalha. Você precisa compreender suas normas e regras, que na maioria das vezes não está explícita.

  • O que, para você, é o oposto de sucesso?

    Se você respondeu “fracasso”, pense de novo. Quem é o jogador de basquete que errou milhares de arremessos na sua carreira? Michael Jordan, conhecido como o maior jogador de basquete de todos os tempos. Nelson Mandela afirmou uma vez: “Eu nunca perco. Eu ganho ou aprendo”. Fracasso não é o oposto de sucesso, mas um componente chave dele, fazendo com que as pessoas aprendam com seus erros.

  • Como você lida com escolhas difíceis?

    Na sua carreira, você terá de fazer várias escolhas difíceis. A história mostra que a obediência cega à autoridade ao extremo pode tornar difícil dizer não. Você nunca deve dizer não às suas convicções, mesmo em face a situações adversas.

  • Como você pode conquistar a confiança dos outros?

    Ser uma pessoa em quem os outros podem confiar é um tema central entre pessoas, organizações e sociedades e é também algo conquistado com tempo e trabalho duro. Afinal, sua reputação será o final de sua carreira. Como construí-la? Com caráter, responsabilidade, competência, resultados, integridade e estando lá quando necessário – todas essas características são igualmente importantes. Arrogância e conflitos de interesse – reais ou não – são corrosivos.

Qual é o seu propósito?

Um erro muito comum é confundir propósito com objetivos. Propósito é, por exemplo, se tornar muito bom no que você faz, enquanto um objetivo é terminar uma tarefa ou ser promovido.

Concluir muitas tarefas não equivale necessariamente a um propósito significativo. Outras pessoas e circunstâncias externas podem atrapalhar seus objetivos, mas não podem acabar com seu propósito.

Comentários
Topo