Fotos

7 escolas de culinária para frequentar em hotéis de luxo

“Não se pode pensar direito, amar direito, dormir direito se não comer direito.’’ A frase de Virginia Woolf é o novo mantra das aulas de culinária oferecidas por hotéis. Escolas de culinária têm se tornado cada vez mais comuns entre estabelecimentos de luxo, uma vez que a comida é uma das motivações primárias para se fazer uma viagem.

LEIA MAIS: 5 hotéis cinco estrelas que oferecem carros de luxo para os hóspedes

Veja na galeria de fotos sete hotéis cujos cursos de culinária estão subindo o nível desta categoria:

  • La Maison Arabe, Marrocos

    Quando este hotel em Marrakech começou seus workshops de culinária, em 2001, houve muitos elogios pelos temperos, pastillas e couscous. Com a facilidade do jardim orgânico dos donos localizado fora da cidade antiga, as aulas de meio período são dadas pelas dadas (chefs marroquinas tradicionais) do hotel, que aprenderam seus segredos com suas avós.

    Cada uma das 16 workstations está equipada com monitores de vídeo para que seja possível assistir a chef cozinhar enquanto se prepara o almoço. Há dois meses, foi adotado um segundo estúdio de cozinha para uma hora de aula “express’’.

  • Rosewood Castiglion del Bosco, Itália

    A sala de aula deste pequeno resort lembra uma cozinha de fazenda da Toscana. No primeiro andar, no restaurante Osteria La Canonica, o lugar de trabalho é espaçoso e iluminado, com cortinas e utensílios de cozinha de cobre pendurados no teto.

    As aulas começam no jardim orgânico, onde os hóspedes/alunos podem colher tomates variados. Em seguida, o chef ensina como fatiar, picar e transformar esses tomates em um molho para acompanhar sua massa.

    Outros cursos ensinam a fazer pizza, uma refeição toscana de três pratos, preparação avançada e técnicas de como estocar comida, cozinha vegetariana, pães e os ‘’sabores esquecidos’’ da Toscana.

  • Tutka Bay Lodge, Alasca (EUA)

    Kirsten Dixon, a chef e dona do hotel Tutka Bay Lodge, estudou na Le Cordon Bleu, em Paris, estagiou com top chefs, tem mestrado em gastronomia e trouxe esta bagagem para o cenário selvagem do Alasca. Além de publicar três livros de culinária, já foi considerada a melhor chef dos Estados Unidos.

    O curso de culinária do Tutka Bay Lodge é bem ambicioso. Os alunos podem fazer trilhas para colher cogumelos e algas, além de workshops de como saltear os cogumelos e grelhar salmão recém pescado.

  • Four Season Chiang Mai, Tailândia

    Este resort entre campos de arroz, pioneiro na região, possui uma escola de culinária com boa reputação. Subiu os próprios critérios ao inaugurar, há dois meses, o restaurante Rim Tai Kitchen, que promete oferecer aos hóspedes aventuras culinárias personalizadas.

    As especialidades são produtos orgânicos e a tradicional cozinha da região de Lanna. Os alunos são instruídos a trabalhar com curry, pratos wok e drinks de ervas. As aulas da tarde focam nos sucos, smoothies e chás.

  • Le Soleil d’Or, Ilhas Cayman

    Uma fazenda orgânica de 8 hectares à beira do mar do Caribe é o lar deste resort nas Ilhas Cayman. Hóspedes podem reservar barcos privados para pescar os ingredientes que usarão na escola de culinária.

    No início do ano, foi inaugurada a nova vila de três quartos, chamada The Farm Lodge, em meio aos jardins. O pacote de férias inclui a estadia na vila e instruções do chef para preparar o jantar de ação de graças.

  • Red Mountain Resort, Utah (EUA)

    Comer bem e alimentar-se bem é o mantra da cozinha saudável do Red Moutain Resort, com um cardápio desenvolvido por nutricionistas. Dois hóspedes por dia descobrem as preparações culinárias para o jantar, como funciona uma cozinha profissional, o preparo de sopas e molhos para salada e aprimoram o desempenho das habilidades com facas. Além disso, dicas de como ter uma dieta saudável em casa.

  • Chewton Glen, Inglaterra

    Este hotel de estilo country, em Hampshire, é admirado por sua comida. Em fevereiro, os chefs começarão a compartilhar suas experiências culinárias com os hóspedes na nova escola de cozinha chamada The Kitchen, cujo restaurante terá uma parceria com o chef James Martin.

    Outros nomes conhecidos farão participações especiais no curso, com aulas sobre as mais variadas escolas: desde pães a cozinha sem glúten.

La Maison Arabe, Marrocos

Quando este hotel em Marrakech começou seus workshops de culinária, em 2001, houve muitos elogios pelos temperos, pastillas e couscous. Com a facilidade do jardim orgânico dos donos localizado fora da cidade antiga, as aulas de meio período são dadas pelas dadas (chefs marroquinas tradicionais) do hotel, que aprenderam seus segredos com suas avós.

Cada uma das 16 workstations está equipada com monitores de vídeo para que seja possível assistir a chef cozinhar enquanto se prepara o almoço. Há dois meses, foi adotado um segundo estúdio de cozinha para uma hora de aula “express’’.

Comentários
Topo