Fotos

Conheça o 1 South Beach, o mais novo oásis de Miami

Lembra do ditado que diz que a primeira impressão é a que fica? É mais ou menos assim que penso cada vez que estou a caminho de um hotel onde ainda não me hospedei. Qual será a minha primeira impressão? Será que vou gostar? Se a primeira impressão é a que fica, quando eu estava na porta de entrada do 1 Hotel South Beach, já poderia considerar que voltaria, não precisava nem ter me aproximado do balcão para fazer o check-in.

VEJA TAMBÉM: W Hotel Miami Beach oferece vista privilegiada de todas as suas suítes

Senti um contraste de sensações, fruto do calor úmido e abafado do alto verão de Miami Beach, nos instantes que separaram minha descida do carro que me trouxera do aeroporto ao momento que o doormen abriu as enormes portas do lobby de entrada. Pude sentir pela primeira vez a deliciosa fragrância que exalava ali de dentro, trazida por uma gelada e refrescante brisa — proveniente de um sistema de ar-condicionado que se mostrou irretocável durante a minha estadia. Deve ter sido uma das sensações olfativas mais prazerosas que tive nos últimos tempos.

E MAIS: Como vivem os milionários em Miami Beach

Não bastasse a satisfação olfativa e climática, a bela e clean decoração do lobby em tons neutros e brancos já tranquilizavam a visão e relaxavam este viajante frequente, recém-desembarcado de um famoso voo red-eye. Era apenas a primeira impressão… As que se sucederam foram igualmente prazerosas. Veja na galeria de fotos:

  • Inaugurado em março de 2015, após uma reforma de 300 milhões de dólares de um velho edifício, o 1 Hotel South Beach ocupa um quarteirão da Collins Avenue, na altura da 23 Street, em Miami Beach, com direito a uma enorme faixa de praia quase intocada.

    A marca 1 Hotels foi criada por Barry Sternlicht, que em 1995 fundou a Starwood Hotels & Resorts, dona de bandeiras renomadas como St. Regis, Sheraton e W Hotels, e a presidiu até 2005. Em março, a Marriott International anunciou a compra da Starwood Hotels & Resorts, criando o maior grupo de hotéis do planeta.

    A 1 Hotels apresenta uma proposta de luxo com responsabilidade ecológica. Da arquitetura sustentável a objetos de materiais reciclados no interior das suítes, tudo é pensado para causar o menor impacto possível no meio ambiente. Nas palavras de Sternlicht, a 1 Hotels é mais que uma marca; é uma causa. No ano de abertura do 1 Hotel South Beach foram inauguradas outras duas unidades: 1 Hotel Central Park e 1 Hotel Brooklyn Bridge, ambas em Nova York.

  • Na entrada principal do 1 South Beach, os visitantes são impactados com uma parede de plantas de mais de 90 metros de comprimento formada por 11 mil tipos de espécies tropicais. Os escritórios de arquitetura responsáveis pela reforma (Meyer Davis Studio e o NGNY, que cuidou do rooftop) tentaram aproveitar ao máximo os materiais da antiga construção.

    A madeira ipê do deck de uma das piscinas, por exemplo, foi retirada de um calçadão da propriedade. O edifício também recebeu sistemas eficientes de aquecimento e refrigeração, lâmpadas de LED, conhecidas por serem mais econômicas, além de sensores de movimento para evitar desperdício de energia elétrica.

  • No interior dos apartamentos e suítes, o respeito pela natureza está nos detalhes, sem que isso diminua em nada o conforto e a qualidade dos ambientes. As camas king size foram construídas em plataformas de carvalho branco recuperado. Os cabides são feitos de papel reciclado — alguns trazem mapas de viagens também reciclados, afinal quem precisa deles nos dias de hoje, com aplicativos como Waze e Google Maps? — e os colchões da marca eco-friendly Keetsa têm acabamento em linho 100% orgânico e hipoalergênico.

    Copos reciclados e reutilizáveis estão disponíveis para beber água, que passa por três processos de filtragem (em todas as torneiras e chuveiros), tornando-se mais pura do que a mineral. Completam a experiência produtos para o rosto e corpo com aromas da natureza, meias ultramacias no lugar de chinelos e tapetes de ioga. Era muito gostoso chegar ao quarto depois de um dia na rua, na praia, de reuniões ou de compras, e encontrar um ambiente aconchegante, no qual você sente que o ar é puro.

    Saber que bastava abrir aquela torneira que ficava num balcão próximo à cafeteira e para beber uma água mais pura que a mineral é incrivelmente tranquilizador e refrescante. Um detalhe curioso: em vez dos tradicionais avisos de “não perturbe”, os apartamentos e suítes possuem plaquinhas em papelão reciclado com a frase “me dê um minuto”.

  • No dia do check-out, fui “lembrado” mais uma vez que estava em um hotel em que luxo, conforto e ecologia caminham lado a lado. Eu havia voltado de uma longa caminhada na praia, seguida de um treino intenso na academia do hotel, e minha roupa estava bastante molhada de suor. Na hora de arrumar a mala, minha roupa ainda não havia secado e, ato contínuo, fui até o armário, como já fiz em tantas outras oportunidades em inúmeros hotéis para pegar a sacola de plástico utilizada para mandar roupas para a lavanderia.

    Chegando lá, deparo-me com um saco de lavanderia de algodão reciclado, que trazia uma singela e discreta mensagem: “Utilizamos este saco centenas de vezes, se você levá-lo, conseguirá utilizá-lo apenas uma… Preferimos mais 100 do que 1”. Confesso que aquilo me fez parar para pensar e, na dúvida sobre o que fazer, liguei na recepção pedindo sugestões, e eles disseram que, neste caso, eu poderia levar aquele mesmo.

  • A preocupação com natureza e bem-estar chega aos restaurantes do hotel. Todos são focados em produtos locais e sazonais. No Beachcraft, a cozinha aberta do chef Michael Fiorello coloca peixes, frutos do mar e vegetais no centro das atenções. O restaurante tem dois níveis e sua decoração privilegia materiais como madeira e pedra. Fiorello desenvolveu o menu do Beachcraft em parceria com o premiado chef Tom Colicchio, que também supervisiona o cardápio do lounge bar Tom on Collins, onde os destaques são as cervejas locais e os pratos rápidos, e do The Sand Box, o restaurante-piscina principal, com seus deliciosos tacos, tortas, sucos naturais e coquetéis.

  • No quesito sol, piscina e mar as opções são muitas. O hotel conta com três áreas de piscina — a maior delas tem 3.700 metros quadrados —, que são de uso comum para adultos e crianças. Para quem quer um ambiente mais exclusivo, minha sugestão é o rooftop no 18º andar, restrito para adultos — hóspedes e proprietários, apenas — e com uma estrutura que lembra os beach clubs do sul da França: uma longa piscina cercada por espreguiçadeiras e, ao redor dessa área molhada, confortáveis cabanas com estruturas de madeira e sofás brancos com baldes de champagne embutidos. Sem contar a incrível vista de 360 graus de Miami Beach.

    Após as 18 horas, o local recebe não-hóspedes que podem ir para um happy hour regado a vinhos orgânicos e excelentes drinques no restaurante The 1 Rooftop, liderado pelos chefs Fernando Cruz e Catalina Ucros, que mistura culinária mediterrânea contemporânea com sabores latinos.

  • Além dos 426 apartamentos e suítes, o empreendimento oferece 29 Penthouse Residences, com preço de venda entre 3,3 milhões de dólares e 18 milhões de dólares. Localizadas nos últimos andares do hotel (16º e 17º), essas unidades variam de 170 a 390 metros quadrados, com opções de um a quatro dormitórios. Assim como os demais hóspedes, seus moradores desfrutam de todos os serviços do hotel, além de alguns mimos extras, como assento reservado na piscina do rooftop, preferência nas reservas dos restaurantes e entrada privativa com lobby assinado pela designer brasileira Debora Aguiar. O hotel tem ainda 125 residências padrão.

    A The Beach House — Presidential Suite está entre as acomodações mais luxuosas do hotel, e seus hóspedes são recepcionados no check-in com champagne e caviar. A unidade de 325 metros quadrados é decorada com cores neutras como branco, bege e cinza e abusa de móveis de madeira e das fibras naturais. Flores e plantas espalhadas pelos seus diversos ambientes completam o projeto de interiores. Com paredes de vidro do chão ao teto, essa suíte proporciona aos visitantes uma inigualável vista do mar.

  • No 1 Hotel South Beach, saúde também é um tema bem importante. Além de academia com completa seleção de aparelhos, os hóspedes têm acesso ao Spartan, um programa de condicionamento físico inspirado em valores da Grécia antiga. Após o verão, será inaugurado um novo espaço, ainda maior. O hotel abriga, ainda, um estúdio SoulCycle, de 240 metros quadrados, para treino indoor com 54 bicicletas. Quem preferir pode realizar atividades que privilegiam o contato com a natureza, como aulas de paddleboard ioga e passeio de caiaque pelos manguezais de Oleta River State Park.

    O 1 Hotel South Beach possui ótima infraestrutura para eventos corporativos e festas graças aos seus quase 10 mil metros quadrados e salas de reuniões. A estadia fica ainda mais tranqüila com o aplicativo do hotel, o Field Guide, que controla, por exemplo, a programação da TV e temperatura do quarto.

  • A tecnologia por sinal é outra coisa que chama atenção. Não existe mais telefone no quarto, ali você encontra um smartphone elegantemente repousando numa caixa de madeira reciclada — que na verdade é um carregador de bateria wireless e funciona por proximidade. Para fazer uma ligação, seja para recepção, serviço de quarto ou camareira, você apenas clica em um dos vários serviços do app do hotel. Para pedir seu carro no valet parking basta clicar na função “pedir carro” e inserir os números do seu cartão de estacionamento. Em alguns segundos você recebe uma mensagem confirmando que o seu automóvel está a caminho.

    Tecnologia, luxo, conforto e ecologia… Ainda bem que não foi só a 1ª impressão. Vai ver que é por isso que o nome é 1 Hotel.

Inaugurado em março de 2015, após uma reforma de 300 milhões de dólares de um velho edifício, o 1 Hotel South Beach ocupa um quarteirão da Collins Avenue, na altura da 23 Street, em Miami Beach, com direito a uma enorme faixa de praia quase intocada.

A marca 1 Hotels foi criada por Barry Sternlicht, que em 1995 fundou a Starwood Hotels & Resorts, dona de bandeiras renomadas como St. Regis, Sheraton e W Hotels, e a presidiu até 2005. Em março, a Marriott International anunciou a compra da Starwood Hotels & Resorts, criando o maior grupo de hotéis do planeta.

A 1 Hotels apresenta uma proposta de luxo com responsabilidade ecológica. Da arquitetura sustentável a objetos de materiais reciclados no interior das suítes, tudo é pensado para causar o menor impacto possível no meio ambiente. Nas palavras de Sternlicht, a 1 Hotels é mais que uma marca; é uma causa. No ano de abertura do 1 Hotel South Beach foram inauguradas outras duas unidades: 1 Hotel Central Park e 1 Hotel Brooklyn Bridge, ambas em Nova York.

Comentários
Topo