Carreira

10 razões pelas quais pessoas bem-sucedidas trocam de emprego frequentemente

Muitas pessoas que trabalham ou procuram emprego se preocupam com a imagem que passam para as empresas. Elas se forçam para ficar em empregos que não gostam porque têm medo que os gerentes possam menosprezar o currículo delas caso haja um histórico de muitos empregos com durações pequenas no documento.

LEIA MAIS: Por que os jovens estão mudando o mercado de trabalho global

O problema com essa lógica negativa sobre a frequente mudança de emprego é que os funcionários que conseguem crescer e aprender facilmente com as experiências obtidas são os que dão mais valor à todas as suas realizações. Eles não se importam com os costumes antigos de “estabilidade”, baseados na duração da pessoa na mesma companhia.

Essa “estabilidade” no emprego, que faz com que a pessoa se mantenha no mesmo trabalho durante anos, é uma cultura que está no fim. Agora, são os funcionários que definem o período em que vão ficar dentro de uma empresa. E isso só aumenta suas experiências de um modo extremamente positivo.

LEIA TAMBÉM: 22 maneiras fáceis de humanizar seu ambiente de trabalho

Veja na galeria de fotos 10 motivos em que mudar de emprego com frequência, pelo menos a cada três ou cinco anos, faz com que você cresça e avance rapidamente na sua carreira:

  • Quando você fica na mesma organização, você gradualmente perde o senso sobre o resto do mundo. Seu campo de visão fica restrito e você começa a focar unicamente em prioridades internas, como política e objetivos, antes de focar em uma visão macro, fora dos muros da sua companhia. Um dos maiores perigos de ficar no mesmo emprego por muito tempo é que você começa a perder a noção da situação de fora da sua indústria.

  • A não ser que você esteja em uma companhia que esteja crescendo muito rápido, com um crescimento anual de 30% ou mais, é muito difícil que ela lhe dê novas experiências, novos desafios e um novo arranjo de atividades que você encontraria ao mudar de emprego.

  • Pode ser muito desconfortável se sentir incompetente. Quando nos sentimos confortáveis em um trabalho, parte do nosso cérebro se desliga, porque ele não precisa se sentir curioso e aberto para novas informações. Quando você troca frequentemente de trabalho, o seu cérebro nunca ficará em estado de dormência. Você acumula conhecimento de um modo muito mais rápido quando troca de emprego com maior frequência.

  • Toda vez que você troca de emprego, você precisa reestabelecer seus valores. Se você aprendeu muito no seu último emprego, e estava preparado para se tornar gerente, mas não pode fazer isso porque esse cargo pertencia ao seu chefe, você pode subir de posição trocando de companhia. Você pode racionalizar a decisão sobre ficar no seu antigo emprego, mas a única coisa que você realmente vai precisar vender para um funcionário ou um cliente é o seu conhecimento, e o único meio de fazer isso é agarrando toda oportunidade de aprendizado que aparecer.

  • Quanto mais você mudar de emprego, mais confortável você vai se sentir em entrevistas, e maior vai ser a sua facilidade para lidar com negociações e com situações de tensão. E você não vai conseguir adquirir essa habilidade ficando sempre no mesmo emprego.

  • Quando você muda de emprego com maior frequência, o seu senso de urgência e de alerta melhora. Você vai aprender a avaliar gerentes assim como eles avaliam você. Não desperdice tempo trabalhando para pessoas que não acrescentam nada ao seu esforço. Você deve trabalhar com pessoas que possuem coragem e uma ampla visão.

  • Quando você se fixa em um emprego por muito tempo, você começa a trabalhar de um modo extremamente mecânico. Suas ideias diminuem e você precisa de um novo olhar para conseguir manter seu fluxo de pensamentos novos funcionando. Se você está em uma situação estável negativamente, você não consegue ser criativo à respeito de novas situações e acontecimentos.

  • Há companhias que não contratam pessoas que não possuem um currículo que mostre que eles ficaram muito tempo em uma mesma empresa. Se você é esse tipo de pessoa, não se desespere. Se uma empresa desse tipo o rejeitar, você terá poupado sua energia. Há muito medo nessas organizações que não contratam pessoas que não ficaram 5 ou 10 anos em uma mesma organização. Seja grato por ser dispensado por esses lugares, e corra atrás das companhias que podem acrescentar experiências para você.

  • Quanto maior o número de companhias que você trabalha, maior a sua reputação no ramo dos negócios, maior o seu reconhecimento entre as pessoas, mais confortável vai ser a sua experiência e mais noção de importância você vai desenvolver. Só a experiência pode o fazer crescer.

  • Quanto mais você fica em uma companhia, mesmo que troque de cargo internamente, mais sólida vai ser a sua visão sobre as coisas. Quanto mais você sair da sua zona de conforto, maior vai ser a sua zona de conforto. Se você não expandir essa área da sua personalidade, seu maior inimigo será você mesmo. Achar que você é o seu cargo é um grande erro, que faz com que você não consiga enxergar as vastas possibilidades que a vida oferece. Você é capaz de fazer tudo o que quiser, independentemente do seus últimos empregos.

Quando você fica na mesma organização, você gradualmente perde o senso sobre o resto do mundo. Seu campo de visão fica restrito e você começa a focar unicamente em prioridades internas, como política e objetivos, antes de focar em uma visão macro, fora dos muros da sua companhia. Um dos maiores perigos de ficar no mesmo emprego por muito tempo é que você começa a perder a noção da situação de fora da sua indústria.

Comentários
Topo