Carreira

Por que os jovens estão mudando o mercado de trabalho global

Com as novas gerações de funcionários em posições de gerência, mais especificamente a Geração Y, também conhecidos como geração do milênio, e a Geração Z, os nascidos entre 1995 e 2010, há um novo cenário que traz novas perspectivas para o mundo dos negócios.

A empresa de recursos humanos Randstad, da Holanda, recentemente estabeleceu uma parceria com a empresa de estratégia de marketing Millennial Branding, sediada em Londres, e as duas conduziram uma pesquisa com mais de 4.000 trabalhadores de 10 mercados globais diferentes entre os dias 22 de junho e 11 de julho deste ano para descobrir como essas duas gerações se diferem na sua atuação profissional, em comparação às gerações mais antigas.

LEIA MAIS: 22 maneiras fáceis de humanizar seu ambiente de trabalho

De acordo com a pesquisa, quando se trata de liderança, 84% da geração Z afirmou que pretende atingir cargos de gerenciamento no futuro, enquanto 79% da geração Y afirmou o mesmo. Em relação ao trabalho em grupo, a maior parte deles afirmou que se sentiam preparados para atuar em equipes. Já sobre o ambiente de trabalho, para eles, o mais importante é a flexibilidade, com 19,1% da preferência, seguido pelo seguro de saúde, com 16,9%. Por fim, 24,9% optaram pela tecnologia da informação, como sendo a principal escolha deles na área tecnológica.

Veja na galeria de fotos quais as características desses novos trabalhadores que modificaram completamente os ambientes de trabalho:

  • Os pais dos jovens dessas novas gerações têm uma grande influência em suas decisões educacionais e profissionais, mas as perspectivas dos amigos e de seus professores também são importantes.

  • A curiosidade é o que mais motiva essas gerações a escolherem um curso para estudar. O dinheiro também ajuda nessa escolha, assim como a chance de ajudar outras pessoas.

  • Eles são muito interessados em entrar no mercado de trabalho sem educação superior, mas tem medo de tomar essa atitude.

  • Eles têm um senso de empreendedorismo natural.

  • Além desse empreendedorismo inato, o equilíbrio entre vida pessoal e trabalho, e segurança emocional no emprego são os objetivos mais importantes para essas gerações.

  • Eles querem e gostam de receber muita informação e aprendizado.

  • Os jovens da geração Z podem ser menos otimistas do que os da geração Y sobre oportunidades de trabalho.

Os pais dos jovens dessas novas gerações têm uma grande influência em suas decisões educacionais e profissionais, mas as perspectivas dos amigos e de seus professores também são importantes.

Comentários
Topo