Carreira

5 sinais de que você está prestes a tomar uma decisão ruim para a sua carreira

A maioria das decisões que nós tomamos diariamente são simples e diretas: o que vestir para ir ao trabalho, o que almoçar, ir dormir cedo ou ficar acordado assistindo Netflix, entre outras. E, felizmente, essas escolhas não causam muito estresse ou conflitos.

Decisões sobre a transição de carreira, por outro lado, podem fazer com que você se sinta muito cansado – especialmente quando você está enfrentando uma grande transformação na sua vida profissional.

LEIA MAIS: 10 maneiras como chefes invejosos tentam prejudicar seus funcionários

Devo aceitar essa promoção? Ou mudar para outra cidade? Ou mudar para uma nova indústria? Ou até lançar meu próprio negócio e trabalhar em tempo integral?

Tomar decisões é algo difícil, principalmente quando não há uma resposta 100% correta para a questão. Apesar dos seus esforços, nem sempre é claro o que você deve fazer. Como você sabe quando está indo na direção certa, ou quando está prestes a tomar uma decisão ruim de carreira que pode fazer com que você se arrependa?

LEIA TAMBÉM: 14 passos para alcançar seu emprego dos sonhos no ano que vem (começando hoje)

Veja na galeria de fotos 5 sinais que mostram que você está prestes a cometer um erro na sua carreira, e como se restabelecer para achar o que você realmente ama fazer:

  • Você tem uma sensação de um mau pressentimento

    Muitas pessoas conseguem sentir que alguma coisa está “errada” ou sentem um medo que não conseguem entender. Essa sensação aparece quando você pensa sobre uma nova oportunidade?

    Talvez você não se sinta conectado ou confortável com a sua possível futura equipe de trabalho. Ou talvez você esteja preocupado com custos adicionais que o novo emprego pode acarretar.

    Entretanto, a maioria das pessoas tem uma intuição inata de que algo não está certo. E esse sentimento pode ser um sinal de que você não está pronto para essa mudança na sua carreira, ou que esta não é a melhor opção para você. Para o ajudar a raciocinar melhor, faça o seguinte teste: este problema vai importar daqui 10 semanas? 10 meses? 10 anos? Essas respostas podem ajudá-lo a olhar a situação com outra visão.

    Por exemplo, se você não se der bem com seus colegas de trabalho, isso pode importar muito daqui 10 meses ou até 10 anos. Então, pense nas suas atitudes e tente analisar seus problemas de outro ponto de vista.

  • Você se sente desesperado

    O sentimento de desespero pode se estabelecer quando você estiver muito triste com a sua posição atual, ou quando você e sua família estão passando por dificuldade financeira.

    Quando você se sentir assim, tente desenvolver outras perspectivas ou consulte alguém que não tenha envolvimento pessoal ou emocional com a situação. Isso pode incluir um amigo confiável, um mentor ou um coach que possa ajudá-lo a tomar decisões de modo mais objetivo. Você pode se impressionar com a facilidade que você terá de ficar calmo e pensar mais racionalmente depois de olhar as situações com outra visão.

  • Suas motivações não são saudáveis

    Seja honesto com você mesmo: você está considerando esta oportunidade para impressionar alguém ou talvez para deixar seus antigos colegas de trabalho com inveja? Começar um novo emprego para evitar críticas da família ou de amigos ou esconder completamente a situação para as pessoas ao seu redor também são sinais de que você está tomando uma decisão que pode causar arrependimento no futuro.

    Se você está desesperado, pedindo conselhos para todos ao seu redor, você provavelmente está com medo, pois esse tipo de comportamento geralmente acontece quando estamos tentando nos sentir melhor. Você procura aprovação externa para se convencer de que a sua atitude é a correta. Mas terceirizar seus pensamentos é algo que não vai torná-lo auto-suficiente. É importante aprender a confiar em você mesmo.

  • Você precisa se convencer das suas atitudes

    A frase “bom, pelo menos eu tenho um emprego/dinheiro…”, entre outras desculpas do tipo, é muito comum em casos de ansiedade. Grandes emoções e grandes mudanças podem ser desconfortáveis, e muitas vezes nós focamos apenas nos aspectos lógicos e nos fatos.

    Ser racional é uma ótima tática, mas também pode significar negação em excesso. Lá no fundo, você pode saber que sua possível escolha de carreira é uma má ideia. Portanto, lembre-se que este não é um estado de espírito positivo para tomar decisões de carreira.

  • Você está inquieto

    A natureza complexa de uma decisão de carreira significativa pode fazer com que você se sinta completamente preocupado, agitado, ou até com insônia durante a noite. Toda mudança de carreira pode causar muitas reflexões turbulentas, mas você deve ser capaz de enxergar os aprendizados que você pode adquirir durante o processo. Seja aceitar uma promoção ou abrir uma empresa, você pode se sentir fora da sua zona de conforto, mas também pode se sentir animado pelas oportunidades que pode ter.

    Grandes decisões surgem junto com grandes incertezas. Aprender a balancear sua cabeça e seu coração é um processo constante. Não se pressione para saber exatamente agora todas as respostas que você precisa. Não importa qual seja a sua escolha, avance na sua carreira com confiança, sabendo que a sua trajetória profissional está sempre evoluindo.

    A próxima mudança positiva pode estar mais próxima do que você imagina.

Você tem uma sensação de um mau pressentimento

Muitas pessoas conseguem sentir que alguma coisa está “errada” ou sentem um medo que não conseguem entender. Essa sensação aparece quando você pensa sobre uma nova oportunidade?

Talvez você não se sinta conectado ou confortável com a sua possível futura equipe de trabalho. Ou talvez você esteja preocupado com custos adicionais que o novo emprego pode acarretar.

Entretanto, a maioria das pessoas tem uma intuição inata de que algo não está certo. E esse sentimento pode ser um sinal de que você não está pronto para essa mudança na sua carreira, ou que esta não é a melhor opção para você. Para o ajudar a raciocinar melhor, faça o seguinte teste: este problema vai importar daqui 10 semanas? 10 meses? 10 anos? Essas respostas podem ajudá-lo a olhar a situação com outra visão.

Por exemplo, se você não se der bem com seus colegas de trabalho, isso pode importar muito daqui 10 meses ou até 10 anos. Então, pense nas suas atitudes e tente analisar seus problemas de outro ponto de vista.

Comentários
Topo