Fotos

Conheça o Haus Hiltl, o restaurante natural mais antigo do mundo

Aos 118 anos, o suíço Haus Hiltl é considerado o restaurante vegetariano mais antigo do mundo. Mesmo assim, a casa é avessa a tradicionalismos. Sob o comando da quarta geração familiar, não se cansa de inovar — o atual administrador, Rolf Hiltl, bisneto do fundador, acredita que “o segredo do sucesso tenha sido a união exata das inovações e tradicionalismos de cada uma das gerações que por ali passaram”.

VEJA TAMBÉM: 3 deliciosos pratos para comer com caviar

Tudo o que é servido pelo restaurante tem fabricação própria do Haus Hiltl ou em sua academia, situada quatro andares acima do restaurante e criada em 2007. Nela, são ministradas aulas para públicos de todas as idades. Dessa forma, famílias podem trabalhar, reproduzir receitas e criar outras juntas. A academia do restaurante promove festas em que os convidados têm envolvimento com a cozinha e transformam o espaço em estúdio. Outra possibilidade é alugá-lo para aulas de outras academias e montar cardápios próprios. Desde 2012, a Hiltl Academy passou a ser escola profissionalizante, formando chefs especializados em cozinha vegetariana e vegana.

E MAIS: 3 pratos fantásticos para comer com pesto

Até Rolf Hiltl assumir o controle, em 1998, a casa era apenas um restaurante do centro de Zurique frequentado por locais. O administrador foi o responsável por expandir os horários, ampliar as possibilidades de ocasiões e locais. O primeiro buffet é o de café da manhã, que começa diariamente às 6:30 horas. Para o almoço, mais de 100 frescas opções quentes e frias são colocadas à disposição do público que ali frequenta: estudantes, jovens famílias, turistas, avós com netos, vegetarianos ou não.

Veja a história do do restaurante natural mais antigo do mundo na galeria de fotos:

  • Aos notívagos, Rolf Hiltl também estendeu os horários de algumas das sete unidades Haus Hiltl que hoje existem em Zurique. Com mais de 30 opções de vodca disponíveis, o Hiltl Club, além de vegetariano, é também palco de grandes DJs internacionais, como o alemão Alex Schulz. A partir de 2012, o restaurante foi reconhecido como um dos mais tradicionais do mundo, e recebeu o título de vegetariano mais antigo do mundo pelo Guinness — Livro dos Recordes. A data coincidiu com a expansão do restaurante à la carte. A área do primeiro andar ganhou 80 metros quadrados, com mais visibilidade para a biblioteca de 2.000 livros de culinária. Um segundo buffet foi inaugurado.

  • Rolf Hiltl continuou a saga de inovação: projetou e inaugurou o primeiro açougue vegetariano de toda a Suíça, em que são oferecidas as opções alternativas à proteína animal, como tofu, seitan ou tempeh. Ideias vegetarianas e veganas foram colocadas em prática e inspiraram receitas infinitas com frutas, verduras, legumes, pimentas, molhos, chás e até mesmo vinhos. Há ainda alguns utensílios de cozinha e livros de receitas utilizadas pelo Hiltl.

  • Esta história de sucesso, no entanto, começa com um caso de sofrimento. Por volta de 1985, o alemão Ambrosius Hiltl sofria de reumatismo, tipo de patologia de origem não traumática que pode comprometer músculos, articulações e tendões. Incentivado por seus médicos, passou a ter uma alimentação com base vegetariana e vegana, de forma a aliviar os sintomas da doença. Em 1898, então, investiu em um restaurante de nome Vegetarian Home and Abstinence Café, no centro de Zurique, na Suíça. E não demorou para o restaurante cravar um lugar entre os mais populares da capital financeira da Suíça.

  • Em 1925, depois de reformular algumas características que haviam sido colocadas em prática no início, Ambrosius Hiltl acrescentou mais um andar ao estabelecimento, e compôs a primeira cozinha 100% elétrica de Zurique. Seus refrigeradores, fogões e utensílios eram de última geração. Logo a segunda geração da família assumiu o comando do empreendimento.

  • Na vez de Leonhard Hiltl e sua esposa, Margrith Rubli, o restaurante não só passou a ser chamado de Hiltl Vegi, mas também inovou nos sabores. Em 1951, Margrith Rubli participou de uma convenção que reunia vegetarianos de todo o mundo em Deli, na Índia. Foi então que a gastronomia indiana e os tão característicos temperos passaram a fazer parte do cardápio do Haus Hiltl e foram tornados mais populares em Zurique. O novo cardápio atraiu a visita do então primeiro-ministro indiano, Morarju Desai, em uma de suas visitas oficiais à Suíça.

  • A partir de 1959, Heinz Hiltl foi o representante da terceira geração que coordenou o restaurante. Nessa época, o acordo com a empresa aérea Swiss foi firmado e, nos voos de Zurique à Índia, serviam pratos especiais do Haus Hiltl. Hoje, os pratos servidos em voos intercontinentais da Swiss ainda são pensados e feitos por chefs do Hiltl. A parceria dos anos 1960 permitiu, na época, que o restaurante fosse novamente reformado e atraísse um público ainda maior. Em 1998, ano do centenário, o controle foi passado de Heinz para o seu filho Rolf Hiltl.

  • A filosofia saudável e o sangue empreendedor das quatro gerações que já administraram o Haus Hiltl encantam suíços e turistas. Mas Rolf Hiltl, em entrevista a FORBES Brasil, diz não pretender levar a herança da família a outros lugares do mundo. “Expansão nacional e internacional é apenas com o tibits. Nosso foco é Zurique”, diz referindo-se à rede que abriu em parceria com os irmãos Frei. Christian, Daniel e Reto Frei venceram uma competição promovida pelo Instituto Federal de Tecnologia de Zurique e pela consultoria McKinsey para criar um restaurante fast-food vegetariano. Rolf Hiltl decidiu unir a ideia ao tradicionalismo de seu sobrenome. Hoje, o tibits tem oito unidades na Suíça e uma em Londres, na Inglaterra.

    Zurique ainda não foi completamente dominada por unidades Haus Hiltl. Com quase 300 colaboradores de mais de 60 países diferentes, Rolf Hiltl prometeu nova unidade próxima ao lago Langstrasse para a próxima primavera. “Este ano certamente será melhor do que 2015, quando tínhamos apenas duas unidades de verão. Agora, serão três.”

Aos notívagos, Rolf Hiltl também estendeu os horários de algumas das sete unidades Haus Hiltl que hoje existem em Zurique. Com mais de 30 opções de vodca disponíveis, o Hiltl Club, além de vegetariano, é também palco de grandes DJs internacionais, como o alemão Alex Schulz. A partir de 2012, o restaurante foi reconhecido como um dos mais tradicionais do mundo, e recebeu o título de vegetariano mais antigo do mundo pelo Guinness — Livro dos Recordes. A data coincidiu com a expansão do restaurante à la carte. A área do primeiro andar ganhou 80 metros quadrados, com mais visibilidade para a biblioteca de 2.000 livros de culinária. Um segundo buffet foi inaugurado.

Comentários
Topo