Carreira

10 coisas para saber antes de pedir demissão

Poucos de nós, quando pequenos, fomos ensinados a escolher uma carreira, encontrar um emprego ou transitar no ambiente de trabalho. No antigo mundo corporativo, as pessoas procuravam uma colocação profissional apenas uma ou duas vezes durante uma trajetória de 40 anos.

LEIA MAIS: 19 trabalhos flexíveis com maior potencial em 2017

Nos dias de hoje, todos nós precisamos saber procurar emprego e nos comportar em uma era onde o trabalho pode desaparecer a qualquer momento. Além disso, precisamos entender como lidar com a busca de um novo emprego enquanto ainda estamos trabalhando e até como pedir demissão.

Veja na galeria de fotos 10 coisas essenciais para saber sobre o momento de transição:

  • Se você não aguenta ficar no seu trabalho nem mais um minuto, opte por deixá-lo e dedique tempo integral na busca por uma nova oportunidade. Mas lembre-se de que, se você fizer isso, você precisará justificar sua decisão nas próximas entrevistas de emprego. Quando isso acontecer, você pode ser sincero e dizer que saiu para concentrar seus esforços na procura por um novo trabalho. E complemente: “Eu aprendi tudo o que aquele emprego poderia me ensinar e estava pronto para um novo desafio”.

  • Em situações normais, você não receberá nenhum auxílio desemprego caso tenha pedido demissão voluntariamente. Entretanto, se o seu chefe forçá-lo a sair, você terá essa compensação. Caso este seja o seu caso, documente tudo o que acontecer!

  • Se você não aguenta mais o seu emprego, mas ainda não tem um novo, algo que pode ajudar é lembrar-se de que você pode sair a qualquer momento. Saber que você tem uma escolha vai te ajudar a passar pelos dias difíceis no trabalho atual. Além do mais, ficar no emprego até conseguir uma nova oportunidade vai tornar as coisas mais fáceis do ponto de vista financeiro. Entretanto, se você estiver em uma situação perigosa ou abusiva, é melhor ir embora logo.

  • Quando você aceitar uma nova oferta de emprego, deixe que o gerente que o contratou saiba que o seu dia de início pode ser flexível. Para isso, descubra se o seu chefe atual vai precisar de você por mais algumas semanas ou se você poderá sair imediatamente.

  • Não suponha que, se você avisou sua saída com duas semanas de antecedência, o seu gerente o deixará trabalhando por duas semanas. Em muitos países, o superior pode pedir que o funcionário vá embora assim que a demissão for comunicada. Esteja pronto para ir embora quando você der o aviso. Tenha seus itens pessoais removidos do seu ambiente de trabalho, assim como qualquer outro documento e arquivos pessoais retirados do computador que você usava.

  • O melhor meio de avisar sobre a sua saída é pessoalmente. Espere até que o seu gerente esteja no seu escritório. Se ele não tiver uma sala privada, peça para conversar com ele na sala de reuniões ou em um lugar mais reservado. Comunique-o que você está deixando a empresa e diga que você poderá ficar ainda por duas semanas para fazer a transição dos seus projetos e responsabilidade para outra pessoa. Seja o mais delicado possível, mas não explique o motivo da sua saída. Apenas agradeça pela oportunidade e pelos aprendizados. Diga ao seu gerente que você vai confirmar sua demissão por e-mail.

  • Uma vez que você e seu gerente concordem sobre a data do seu último dia de trabalho e quem será a pessoa responsável pelas suas tarefas, confirme sua demissão por e-mail, com cópia para alguém do departamento de recursos humanos.

  • Seu e-mail de demissão deve ser pequeno e sutil. É importante mencionar a conversa que você teve com seu chefe sobre a sua saída e informar também qual será seu último dia na companhia. Além disso, agradeça pela ajuda recebida durante o período em que você esteve na empresa.

  • Você precisa decidir se vai falar com o departamento de recursos humanos – caso seja um procedimento adotado pela sua empresa – ou não. Muitas pessoas se recusam a fazer isso ou, se concordam, falam pouco. Nesses encontros, seu chefe tem a oportunidade de pedir a sua opinião sobre o período no qual você trabalhou na companhia. Entretanto, se a empresa valoriza a opinião dos seus funcionários, eles deveriam ter feito esse pedido antes. Mesmo assim, não é interessante dizer coisas negativas sobre a sua companhia ou o seu chefe, pois isso pode prejudicar sua reputação entre os funcionários da empresa que você está deixando.

  • Descubra quando a sua cobertura de seguro saúde expira e como você pode convertê-la em um plano médico individual. Além disso, saiba o quanto você tem a receber pelas férias não utilizadas e aborde outros assuntos administrativos antes do seu último dia de trabalho.

Se você não aguenta ficar no seu trabalho nem mais um minuto, opte por deixá-lo e dedique tempo integral na busca por uma nova oportunidade. Mas lembre-se de que, se você fizer isso, você precisará justificar sua decisão nas próximas entrevistas de emprego. Quando isso acontecer, você pode ser sincero e dizer que saiu para concentrar seus esforços na procura por um novo trabalho. E complemente: “Eu aprendi tudo o que aquele emprego poderia me ensinar e estava pronto para um novo desafio”.

Comentários
Topo