Fotos

8 resgates de objetos que entraram para a história

Alguns objetos encontrados nos oceanos foram procurados por anos, enquanto outros surpreenderam mergulhadores despretensiosos. De uma forma ou outra, o fundo do mar abriga mais história do que se imagina e, muitas vezes, itens de valores inestimáveis.

LEIA MAIS: Bolacha cracker que resistiu ao naufrágio do Titanic é vendida por US$ 23 mil

Veja, na galeria de fotos, 8 resgates de objetos recolhidos dos mares que entraram para a história:

  • 1. Curtiss P-40 Warhawk – Estreito de Kerch

    Os Curtiss P-40 Warhawks foram aviões de caça fornecidos pelos Estados Unidos para a União Soviética entre 1941 e 1944. Um desses caças foi encontrado no Estreito de Kerch durante a construção de uma ponte que custaria US$ 3,2 bilhões, esse ano, e ligaria a Crimeia e a Rússia. A previsão é que ela seja concluída entre 2018 e 2020. Os trabalhadores estavam procurando por minas e bombas quando se depararam com a veículo.

  • 2. Estátuas egípcias – Mediterrâneo

    Em 2000, arqueólogos encontraram a cidade egípcia Heracleion (os gregos a conhecem como Thonis), que havia sido submersa pelo mar Mediterrâneo há 1.200 anos. Algumas das peças encontradas na região, muito próximas da cidade de Alexandria, no Egito, eram estátuas colossais de um faraó, sua esposa e o deus Hopi (deus da fertilidade). Os objetos, que transmitem um pouco da cultura da época, estavam cerca de 10 metros abaixo da superfície.

  • 3. Navio de guerra Mary Rose – Costa da cidade de Portsmouth, Inglaterra

    Após 437 anos submerso, o histórico navio Mary Rose, do Rei Henrique VIII, foi retirado do fundo mar em 1982. Hoje, a embarcação construída durante a dinastia Tudor está em exposição no Portsmouth Historic Dockyard, junto a outras peças encontradas com ela – o que dá a sensação de estar no navio na época de seu auge. O arqueólogo Christopher Dodds afirma que todos os objetos são originais. A construção do museu custou 27 milhões de libras.

  • 4. Champanhe Veuve Clicquot – Proximidades do arquipélago finlandês das Ilhas Aland

    Em 2010, foram encontradas 162 garrafas Veuve Clicquot em meio aos destroços de um navio no mar Báltico. Após uma série de estudos, especialistas concluíram que os champanhes devem ter sido produzidos entre 1839 e 1841. Em um leilão realizado em 2012, uma das garrafas foi arrematada por US$ 32.400.

  • 5. Sino do Titanic – Atlântico Norte

    Muitos artefatos de um dos naufrágios mais famosos da história já foram encontrados em expedições pelo Atlântico Norte. Um deles foi o sino pertencente ao Titanic, projetado para ser o navio mais luxuoso e seguro da época, mas que naufragou em 1912 após colidir com um iceberg. Os destroços só começaram a ser encontrados em 1985.

  • 6. Moedas de ouro – Costa Mediterrânea de Israel

    O maior tesouro de moedas antigas de ouro foi encontrado em 2015 na costa da cidade de Cesareia, em Israel: duas mil peças com mais de mil anos. Segundo especialistas, o valor das moedas é incalculável.

  • 7. Lingotes de prata – Costa da Irlanda

    O SS Gairsoppa, um navio britânico que naufragou em 1941, transportava um “tesouro” que foi recuperado totalmente apenas em 2013, nas proximidades da costa irlandesa. A 4.700 metros de profundidade estavam 1.574 lingotes de prata, que, juntos, pesavam cerca de 50 toneladas.

  • 8. Douglas A-20 Havok – Mar Báltico

    Um Douglas A-20 Havok, avião norte-americano utilizado durante a Segunda Guerra Mundial para bombardeios, foi encontrado no mar Báltico 70 anos depois de colidir próximo à cidade de Gydnia, na Polônia. A peça foi retirada do mar com a ajuda da marinha polonesa.

1. Curtiss P-40 Warhawk – Estreito de Kerch

Os Curtiss P-40 Warhawks foram aviões de caça fornecidos pelos Estados Unidos para a União Soviética entre 1941 e 1944. Um desses caças foi encontrado no Estreito de Kerch durante a construção de uma ponte que custaria US$ 3,2 bilhões, esse ano, e ligaria a Crimeia e a Rússia. A previsão é que ela seja concluída entre 2018 e 2020. Os trabalhadores estavam procurando por minas e bombas quando se depararam com a veículo.

Comentários
Topo