Fotos

9 péssimos hábitos financeiros que você pode e deve abandonar

Ainda que grande parte das pessoas tenha o objetivo de manter uma reserva financeira para emergências, antecipar a aposentadoria ou pagar as dívidas, alguns maus hábitos podem, às vezes, ser os piores inimigos na hora de alcançar essas metas.

MAIS DICAS: 7 dicas para ser bem-sucedido quando as pessoas querem que você fracasse

A verdade é que todo mundo faz, em algum momento, escolhas financeiras equivocadas. Outras até sabotam as finanças inconscientemente. Quebrar esses maus hábitos financeiros pode nos aproximar dos nossos objetivos.

Veja a seguir 9 péssimos hábitos para evitar:

  • 1. Desperdiçar as compras de supermercado por comer fora de casa

    Quando você está com fome e cansado após um longo dia de trabalho, é tentador parar em algum lugar no caminho para comer ou ligar para um delivery.

    Dica: planeje suas refeições com antecedência em um sistema semanal. Acrescente “comer fora” ao plano em alguns dos dias em que você sabe que não vai querer cozinhar. Faça refeições extra e as congele para tornar os jantares simples.

  • 2. Ter a ilusão de que irá comer sobras

    Você já embalou cuidadosamente o que sobrou de comida sabendo, no fundo, que nunca comeria? Uma atitude como essa é sinônimo de desperdício.

    Dica: aceite o fato de que você não gosta de comer o jantar do dia anterior no almoço do dia seguinte e faça porções menores.

  • 3. Dizer a si mesmo: “Eu mereço essa compra”

    Ainda que você mereça ser recompensado pelo trabalho duro, é preciso se perguntar se aquilo é algo que você pode bancar. Você economizou para isso ao longo do tempo ou planejou essa despesa dentro do seu orçamento? Se sim, compre e aproveite. Se não, considere uma recompensa diferente.

    Dica: opte por recompensar-se por conquistas de maneira satisfatória e acessível.

  • 4. Esperar para economizar ou aumentar sua contribuição para a aposentadoria

    Adiar as economias por achar que será mais fácil no futuro pode ser uma armadilha. O futuro pode ser repleto de despesas inesperadas, particularmente se você se estabelecer e tiver uma família. Considere começar aos poucos e aumentar sua contribuição anualmente em vez de adiar tudo.

    Dica: use uma calculadora para determinar o custo real de atrasar suas economias. Guarde, no mínimo, o suficiente para contribuir para a sua aposentadoria.

  • 5. Perder os recibos

    Quando chegar a hora do imposto de renda, você vai precisar de cópias de recibos para fundamentar as despesas que você declara. Algumas pessoas simplesmente jogam seus recibos fora ou os guardam em lugares aleatórios, e nunca mais os encontram. Isso significa que elas podem estar jogando fora centenas de reais em itens declaráveis.

    Dica: tenha uma pasta ou um envelope para os recibos importantes. Guarde-a em um lugar acessível e, quando você pagar algo como os impostos do seu carro, uma conta médica ou uma doação à caridade, coloque o recibo no envelope.

  • 6. Fazer compras para aumentar a felicidade

    Mesmo que a “terapia de compras” seja prazerosa, é acompanhada do perigo de gastar demais.

    Dica: separe fundos destinados a uma “conta para gastos” e conecte-a a um cartão de débito. Este fundo pode ser destinado à sua terapia de compras ou qualquer outra coisa em que você gostaria de gastar. Assim que o dinheiro começar a sair, comece a economizar para a sua próxima sessão de compras.

  • 7. Ignorar os extratos bancários

    Agora que o papel está caindo em desuso, é fácil ignorar extratos bancários. Mas é preciso ficar de olho, porque pode haver taxas periódicas de itens que você não usa mais ou cobranças incorretas.

    Dica: acompanhe seus extratos financeiros para checar as despesas recorrentes. Pergunte-se se você realmente usa estes serviços pelos quais você está pagando. Se não, largue-os. Quando você perceber um item que você não reconhece, questione-o.

  • 8. Comprar equipamento esportivo caro ou ferramentas para o seu novo hobby

    Ainda que seja fundamental sempre tentar coisas novas, a recomendação é evitar comprar equipamentos – principalmente caros – antes que a experiência se torne um hábito real.

    Dica: alugue ou compre equipamentos usados até você ter certeza que o novo esporte ou hobby será um compromisso, feito com frequência.

  • 9. Comparar-se aos outros

    A não ser que você conheça toda a situação financeira de alguém, não há como saber o que alguém pode pagar ou não. Você não sabe se a pessoa recebeu uma herança, fez boas escolhas de investimento ou economizou durante anos para comprar um carro especial ou a casa dos sonhos. Você também não sabe se ela gastou mais do que podia e agora está tendo problemas para realizar os pagamentos.

    Dica: fazer comparações financeiras não é uma atitude realista, então não perca seu tempo e sua energia com isso.

1. Desperdiçar as compras de supermercado por comer fora de casa

Quando você está com fome e cansado após um longo dia de trabalho, é tentador parar em algum lugar no caminho para comer ou ligar para um delivery.

Dica: planeje suas refeições com antecedência em um sistema semanal. Acrescente “comer fora” ao plano em alguns dos dias em que você sabe que não vai querer cozinhar. Faça refeições extra e as congele para tornar os jantares simples.

Comentários
Topo