Fotos

7 pratos que estão em alta e você precisa experimentar

Muitos pratos têm se destacado em 2017. Uns são familiares e outros você provavelmente nunca ouviu falar. Para evitar equívocos, Michael Whiteman, presidente da consultoria de alimentos, restaurantes e hotéis Baum + Whiteman, definiu os mais comentados.

LEIA MAIS: Conheça o Flat Iron, a carne que é a nova sensação entre os consumidores brasileiros

Veja quais são os 7 pratos que estão em alta e você precisa experimentar:

  • 1. Hambúrgueres blended

    São hambúrgueres mais saudáveis, pois a carne é misturada com vegetais. Foi utilizado primeiramente na culinária doméstica por pessoas que procuravam melhorar a dieta da família. Em linha com o aumento da expressão do movimento vegetariano, os restaurantes agora também estão misturando a carne com cerca de 25% de cogumelos. O resultado é simplesmente delicioso, pois o fungo aumenta o sabor e a suculência do hambúrguer e ainda adiciona um apelo ecologicamente correto.

  • 2. FROZECCO & FROSÉ

    Prosecco e rosé frozen, também conhecidos com Frozecco e Frosé, respectivamente, são bebidas congeladas criadas para quando nenhuma bebida refrescante é fria o suficiente no verão. Frequentemente, essas raspadinhas de adultos são batidas com morango ou outras frutas, açúcar e gelo. Depois, são completadas com vodca ou rum com sabores de frutas, para ressaltar o gosto. Você pode encontrá-los em bares descolados ou restaurantes como o Elsa, em Nova York, e Toscana, em Los Angeles. Entretanto, esse conceito está tão na moda que algumas cadeias estão adotando a bebida em meio ao verão norte-americano.

  • 3. Comida gótica

    A comida gótica (ou comida preta) tem gerado muitos burburinho nos últimos dois anos. Talvez isso tenha começado com o arroz preto e o macarrão preparado com a tinta da lula, ou ainda quando os chefs começaram a queimar seus legumes propositalmente muitos anos atrás para intensificar o sabor de azeites e molhos. Apesar dos benefícios à saúde de um de seus componentes cruciais – o carvão ativado – serem, no mínimo, discutíveis, é preciso ser realista: as pessoas amam a comida gótica pelo visual digno de uma foto de Instagram. Desde o sorvete Little Damage, em Los Angeles, até o pão de hambúrguer e as limonadas pretas do Pressed Juices, na Austrália, a tendência ainda é forte.

  • 4. HEMP

    Hemp é o tipo de palavra que significa muitas coisas. Além de fazer parte da mesma família da Cannabis (da maconha), também é encontrado em roupas e produtos de beleza. Mas o hemp é extremamente valorizado por ser um ótimo ingrediente (como chia e sementes de linhaça), que pode ser misturado com smoothies e outros alimentos.

  • 5. Restaurantes com uma única opção

    São os estabelecimentos que se especializaram em apenas um prato. A tendência começou forte quando eram apenas almôndegas ou ovos, mas a variedade é crescente agora que existem lugares que se dedicam inteiramente a, por exemplo, abacates (The Avocado Show, em Amsterdã), marshmallows (XO Marshmallow, em Chicago), cream cheese, chás gelados e massa crua de cookie, entre outros elementos.

  • 6. Hambúrguer de sushi

    Primeiro, surgiu o sushiritto (sushi com burrito) e o bolo de sushi. Agora, existe o hambúrguer de sushi, que é essencialmente feito com dois pães de arroz com um recheio de sashimi, vegetais, frango e praticamente qualquer outra coisa que agradar o seu paladar. A popular cadeia japonesa Mos Burger lançou a novidade anos atrás, mas ela segue em alta. Atualmente, você pode até conseguir uma versão arco-íris, feita com arroz de múltiplas cores. As pessoas amam a ideia por vários motivos – não contém glúten, é versátil e bonito. Apesar de ser algo difícil de comer, que pode causar muita bagunça, as pessoas costumam achar tudo muito divertido.

  • 7. Comidas UP-CYCLING

    O termo “up-cycling” é uma referência ao ato de cozinhar um alimento que seria descartado, que pode ir de vegetais pouco atraentes até ingredientes que sobram em receitas. É um conceito que se tornou famoso por causa de chefs como Massimo Bottura e Dan Barber em prol do combate ao desperdício mundial de comida. A tendência pode ser vista com o aumento de startups que produzem farinha moída do fruto do café descartado e chips feitos da polpa de sucos e muitas outras a partir de alimentos que seriam desperdiçados, de acordo com o “Washington Post”. O Salvage Supper Club, famoso por servir comida up cycling dentro de caçambas de lixos, também ensina aos convidados novas receitas e maneiras de aplicar conceitos similares em casa. Além de reduzir o desperdício, esses inspiradores esforços fazem as pessoas darem valor para a comida de maneiras criativas.

1. Hambúrgueres blended

São hambúrgueres mais saudáveis, pois a carne é misturada com vegetais. Foi utilizado primeiramente na culinária doméstica por pessoas que procuravam melhorar a dieta da família. Em linha com o aumento da expressão do movimento vegetariano, os restaurantes agora também estão misturando a carne com cerca de 25% de cogumelos. O resultado é simplesmente delicioso, pois o fungo aumenta o sabor e a suculência do hambúrguer e ainda adiciona um apelo ecologicamente correto.

Comentários
Topo