Fotos

Conheça parcerias entre montadoras de automóveis e relojoarias

Fica difícil precisar qual paixão nasceu primeiro: o amor dos homens pelos automóveis ou pelos relógios de pulso. As duas invenções da engenharia têm suas histórias cruzadas ao longo da evolução da humanidade. Mas, quando essas duas especialidades se unem, as criações são ainda mais surpreendentes. Para começar, lembro-me de uma parceria bem-sucedida da britânica Aston Martin com a relojoaria Jaeger-LeCoultre.

LEIA MAIS: Bugatti Chiron: formas pensadas a partir de 1.500 cavalos de potência

Tudo começou com uma vontade da Aston Martin em conseguir abrir as portas de seus automóveis por meio de um simples acionamento do relógio. Foi nesse momento que entrou a expertise de mais de 180 anos da suíça Jaeger-LeCoultre. A relojoaria não deixou por menos e não só desenvolveu um “transponder” eletrônico para a função como também criou um mecanismo único para sua coleção Amvox. O diferencial está no cronógrafo dos modelos. Em vez de acionar a função por meio de sua coroa, basta simplesmente pressionar o cristal de safira na parte superior ou inferior do mostrador e a contagem do tempo começa.

  • PARA POUCOS

    A Bugatti confiou na ousadia da Parmigiani Fleuri para impressionar. À primeira vista, a disposição das horas pode até causar estranheza. O mostrador do relógio foi desenhado originalmente para incorporar o pulso do comprador de um Bugatti EB 16-4 Veyron. O dial fica muito próximo da pulseira, e seu mecanismo está à mostra na parte superior. Toda essa originalidade foi planejada pelo renomado relojoeiro Vincent Berard por um simples propósito: permitir que o piloto pudesse checar as horas sem ter que tirar as mãos do volante. O que não seria nada seguro se você estivesse acelerando a mais de 400 km/h, velocidade atingida pela máquina.

  • SINERGIA DE PROPÓSITOS

    Outra parceria que não poderia ficar de fora foi entre a Morgan Motor Company e a Hublot. Quando a fabricante dos clássicos completou seu primeiro século, convidou a relojoaria para produzir um Big Bang especial inspirado na sua edição limitada de automóveis AeroMax. Os cem carros produzidos misturam a ousadia do esportivo com as linhas tradicionais dos automóveis ingleses. Para premiar os compradores do AeroMax, a Hublot reservou cem dos 500 relógios Aero Bang Morgan para os felizes proprietários.

  • A EXPRESSÃO DOS CLÁSSICOS

    É impossível um Bentley passar despercebido. No começo dos anos 2000, a fabricante britânica relançou o Continental GT e o tornou o sedã mais rápido e poderoso do mundo. Para marcar o retorno do elegante automóvel às ruas, buscou no mundo relojoeiro um parceiro que compartilhasse os mesmos propósitos. A suíça Breitling se mostrou a melhor conhecedora do espírito vanguardista da montadora. E criou o que eles chamam de “instrumento para profissionais”. Os relógios da coleção Breitling para Bentley podem ser totalmente personalizados, como acontece com os carros da marca. A única regra é que os mostradores recebam as mesmas cores oferecidas pela Bentley às suas raridades. Convenhamos, regra nada difícil de ser respeitada.

PARA POUCOS

A Bugatti confiou na ousadia da Parmigiani Fleuri para impressionar. À primeira vista, a disposição das horas pode até causar estranheza. O mostrador do relógio foi desenhado originalmente para incorporar o pulso do comprador de um Bugatti EB 16-4 Veyron. O dial fica muito próximo da pulseira, e seu mecanismo está à mostra na parte superior. Toda essa originalidade foi planejada pelo renomado relojoeiro Vincent Berard por um simples propósito: permitir que o piloto pudesse checar as horas sem ter que tirar as mãos do volante. O que não seria nada seguro se você estivesse acelerando a mais de 400 km/h, velocidade atingida pela máquina.

*Jairo Waisman é diretor executivo da Joalheria Frattina

Comentários
Topo