Carreira

10 diferenças entre um líder forte e um gerente fraco

Atualmente, é cada vez mais comum ouvir falar sobre liderança e as habilidades necessárias para exercê-la com maestria. No entanto, não é tão comum assim ver esse discurso sair do plano teórico e chegar no dia a dia das empresas. Muitos chefes ainda sentem que, para comandar uma equipe, devem usar medo e diminuir os funcionários: estes não são líderes, mas gerentes fracos.

VEJA TAMBÉM: 3 dicas para ser bem-sucedido no trabalho quando seu chefe está contra você

Há uma grande diferença entre um líder forte e um gerente fraco e inseguro. Para ser um líder, você tem de usar a sua voz para estimular sua equipe e seus colegas.

Veja, na galeria de fotos abaixo, 10 diferenças entre líderes fortes e gerentes fracos:

  • Líderes não menosprezam colegas
    Gerentes fracos menosprezam a equipe porque não têm a confiança para estabelecer uma conversa honesta e compreensiva sobre problemas e soluções.

  • Líderes dão exemplos de comportamento
    Gerentes fracos não só não costumam agir da maneira correta, como também ficam em silêncio enquanto as pessoas agem inapropriadamente no trabalho, porque têm medo de se posicionar.

  • Líderes inspiram confiança
    Gerentes fracos inspiram medo. Eles têm de mandar na equipe para se sentirem importantes. Isso porque eles se sentem pequenos e impotentes.

  • Líderes encaram situações assustadoras
    Ainda que tenham de lidar com situações complicadas e que, como qualquer um de nós, sintam dificuldade e apreensão, líderes fortes sabem que precisam se posicionar e controlar conflitos.

  • Líderes não deixam outras pessoas diminuírem ninguém
    Gerentes fracos deixam. Eles fingem não perceber o mal comportamento que eles veem e escutam ao seu redor porque têm medo do confronto.

  • Líderes não gritam, intimidam pessoas ou fazem comentários sarcásticos
    Líderes encorajam a equipe a reforçar comportamentos positivos. Gerentes fracos usam a ameaça da força para manter as pessoas inseguras e se curvarem às suas vontades.

  • Líderes são seguros o suficiente para lidar francamente com situações difíceis
    Líderes fortes sentem o mesmo medo que qualquer um, mas agem apesar disso. Gerentes fracos não podem fazer isso, então, ignoram situações difíceis até as coisas desmoronarem.

  • Líderes constroem confiança e trabalho em equipe ao seu redor
    Gerentes fracos constroem medo e competição em torno de si para preservar sua base de poder burocrática. O único poder real que um gerente fraco tem é o poder do cargo que outra pessoa lhe concedeu. Líderes reais têm poder pessoal. Eles seriam poderosos com ou sem um título sofisticado.

  • Líderes tomam conta de outras pessoas e as apoiam
    Gerentes fracos exercem seu poder sobre outras pessoas para controlá-las.

  • Líderes não agem por impulso
    Líderes podem reagir a uma situação ou acontecimento com as mesmas emoções de medo ou até de pânico que qualquer um sentiria, mas não agem com base nessas emoções iniciais. Eles respiram fundo e lidam com situações difíceis com graça e maturidade. Eles mantêm tudo sob controle. Gerentes fracos não conseguem se manter calmos. Eles estão sempre prontos para se lançar nas situações e alcançar culpados para se livrar da culpa que poderia cair sobre eles.

Líderes não menosprezam colegas
Gerentes fracos menosprezam a equipe porque não têm a confiança para estabelecer uma conversa honesta e compreensiva sobre problemas e soluções.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).

Comentários
Topo