Carreira

4 qualidades que os millennials precisam ter para serem promovidos

O principal objetivo dos millennials é assumir a liderança nas empresas e organizações onde trabalham, mas, às vezes, essa ambição lhes traz uma má reputação e o rótulo de querer crescer rápido demais na carreira.

Como normalmente são os mais jovens na força de trabalho, fica difícil para eles identificar com clareza o que os gerentes estão procurando quando fazem promoções.

Por isso, podem se sentir desencorajados e potencialmente menosprezados.

LEIA TAMBÉM: 10 melhores cidades norte-americanas para millennials em 2017

Veja 4 qualidades essenciais que os millennials precisam entender, desenvolver e apresentar para serem notados e se tornarem os próximos a serem promovidos em suas empresas:

  • 1. Habilidades interpessoais

    Ser a pessoa com a qual os outros querem trabalhar e querem ter em suas equipes é crucial. Ninguém deseja ter por perto alguém que está sempre desafiando a autoridade e não sabe trabalhar em grupo. Muito disso se resume a habilidades de comunicação e de expressar sua opinião ao mesmo tempo em respeita as outras pessoas. De acordo com Lisa Cummings, CEO da Lead Through Strengths, que ajuda equipes a se tornarem mais produtivas, existe uma grande diferença na recepção das frases “isso nunca vai funcionar” e “eu gostei dessa solução, porque ela é focada no consumidor. Vamos colocar todas as ideias na mesa e, conforme analisamos, podemos olhar para os prós e contras de cada uma”. “Ambos os comentários dão a chance de expressar o risco na ideia. Entretanto, o primeiro funcionário é visto como alguém difícil, enquanto o segundo é classificado como um grande colaborador”, completa Lisa.

    Você não deseja apenas ser visto como a pessoa que cria uma solução, mas como aquela que escuta e comunica a contribuição de cada um antes de decidir. Organizações são compostas por muitas pessoas, com diferentes opiniões, e uma qualidade essencial é ser alguém que pode construir relações e se comunicar de forma clara, além de adicionar valor para seus funcionários e para a empresa.

  • 2. Resiliência

    Mudanças organizacionais acontecem em todos os níveis e podem afetar todos os integrantes da empresa. Para mostrar a habilidade de ser um líder, é essencial demonstrar coragem e resiliência. Gerentes estão procurando por pessoas que não se intimidam com desafios e fazem o que for preciso para superá-los. De acordo com Danielle Pizza, que trabalha com operações de publicidade online, para atravessar uma mudança com sucesso é preciso contar com pessoas resilientes, capazes de liderar uma equipe durante as transições.

    Para os millennials, com pouco tempo no mercado de trabalho, é ainda mais importante mostrar resiliência tanto no aspecto pessoal quanto profissional. Demonstrar a habilidade de superar situações difíceis e ajudar outros membros da sua equipe é algo que leva tempo. Ser um líder é difícil – é uma posição repleta de desafios sem precedentes – e todo mundo quer ser a pessoa que os superiores buscam nessas situações para encontrar soluções e oferecer conforto.

  • 3. Estar aberto aos feedbacks

    De acordo com o Gallup, empresa norte-americana de pesquisa de opinião, apenas 15% dos millennials pedem um feedback a seus supervisores – apesar do interesse de recebê-lo. Parte de ser um bom líder é ter a habilidade de aprender, crescer e entender em que aspectos você precisa de um desenvolvimento profissional. Sem foco, você levará mais tempo para alcançar seus objetivos e será menos produtivo. É essencial se conectar com o seu supervisor e outros que controlam o seu trabalho para ver onde é possível melhorar e quais são os seus pontos fortes. Podemos pensar que sabemos no que somos bons ou precisamos melhorar, mas ter insights das lideranças pode criar novas áreas para você investir.

    É preciso encontrar oportunidades para breves conversas logo depois de terminar um projeto para revisar os resultados. Discuta sobre o que você fez bem, o que pode ser melhorado e que tipo ajuda precisará no futuro. Seu gerente não apenas vai enxergá-lo como alguém proativo, mas como alguém disposto a aprender e fazer ajustes em direção ao futuro sucesso.

  • 4. Habilidade de cumprir tarefas

    A palavra “preguiça” é frequentemente utilizada para descrever a ética de trabalho dos millennials, mas levar essa característica para qualquer empresa é descartar, automaticamente, uma promoção. Gerentes não querem ver apenas a sua habilidade para começar um projeto, mas também querem vê-lo seguir adiante e procurar soluções se ficar estagnado. De acordo com Danielle, alguém que consegue fazer as coisas de maneira rápida e eficaz é muito importante. “Uma pessoa que pode identificar um problema, apresentar uma solução e, realmente, resolvê-lo, é a pessoa ideal”, completa.

    Você quer ser a pessoa com quem seu gerente pode contar para finalizar o que começou sem que ele precise ajudar o tempo todo. Se você tiver perguntas, deve primeiro procurar as respostas com pesquisas e, só então, pedir ajuda. Embora os gerentes possam preferir que você faça as perguntas em vez de perder os prazos, se certifique de que você se esforçou para encontrar uma solução.

    Demonstrar sua habilidade de trabalhar de maneira independente e procurar ajuda somente quando necessário permitirá que seu gerente foque no que precisa com a certeza de que ele pode confiar em você para fazer as coisas. Entender o valor da organização e saber o que seu chefe quer é a chave para conseguir uma promoção.

    Demonstre seu entusiasmo em aprender, utilize habilidades interpessoais eficazes, finalize seus projetos e supere situações difíceis. Para se tornar alguém em quem as pessoas podem confiar para ter um feedback, ajuda e a lidar com situações difíceis, é necessário se estabelecer como uma peça importante para o sucesso da organização, pronta para assumir um papel de liderança.

1. Habilidades interpessoais

Ser a pessoa com a qual os outros querem trabalhar e querem ter em suas equipes é crucial. Ninguém deseja ter por perto alguém que está sempre desafiando a autoridade e não sabe trabalhar em grupo. Muito disso se resume a habilidades de comunicação e de expressar sua opinião ao mesmo tempo em respeita as outras pessoas. De acordo com Lisa Cummings, CEO da Lead Through Strengths, que ajuda equipes a se tornarem mais produtivas, existe uma grande diferença na recepção das frases “isso nunca vai funcionar” e “eu gostei dessa solução, porque ela é focada no consumidor. Vamos colocar todas as ideias na mesa e, conforme analisamos, podemos olhar para os prós e contras de cada uma”. “Ambos os comentários dão a chance de expressar o risco na ideia. Entretanto, o primeiro funcionário é visto como alguém difícil, enquanto o segundo é classificado como um grande colaborador”, completa Lisa.

Você não deseja apenas ser visto como a pessoa que cria uma solução, mas como aquela que escuta e comunica a contribuição de cada um antes de decidir. Organizações são compostas por muitas pessoas, com diferentes opiniões, e uma qualidade essencial é ser alguém que pode construir relações e se comunicar de forma clara, além de adicionar valor para seus funcionários e para a empresa.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).

Comentários
Topo