Fotos

Conheça suítes projetadas por designers e marcas de luxo

O processo natural de muitas marcas de luxo e de estilistas conceituados é começar a diversificar e mirar em novos horizontes e oportunidades de mercado. Após terem um nome estabelecido e se tornarem objeto de desejo, é comum que busquem criar e oferecer um lifestyle o mais abrangente possível. Em algum momento, seus caminhos acabam se cruzando.

LEIA MAIS: Conheça algumas das mais belas piscinas de hotéis ao redor do mundo

Veja o caso da Fendi. A grife foi fundada em 1925 e cresceu gradualmente no ramo de moda feminina. Em 1960, o estilista Karl Lagerfeld assumiu a direção criativa, e 30 anos depois ampliou as frentes da marca com a linha masculina. Em 2001, o grupo LVMH comprou participações na empresa, e começou a diversificação – a começar pela Fendi Casa, de objetos de decoração; em 2016, mais um passo: o Palazzo Fendi, onde funcionavam os headquarters da companhia, e que se transformou em um hotel-butique de luxo. Outras que seguiram caminhos parecidos e ligados à hotelaria foram a Bvlgari, presente em Milão, Londres, Bali e futuramente em Dubai; Giorgio Armani, com propriedades em Milão e Dubai; e a Versace, presente na australiana Queensland e em Dubai.

O caminho contrário também acontece: hotéis convocam estilistas e marcas para doar um pouco de seu DNA para as propriedades. Lagerfeld é um dos mais requisitados. Ele já projetou inúmeras suítes, a mais recente para o restaurado e recém-reaberto Hôtel de Crillon, em Paris. Agora, o designer está lançando sua própria cadeia de hotéis e restaurantes, começando por Macau, na China.

O Ritz Paris também tem seu quarto “grifado”. Gabrielle “Coco” Chanel morou em um apartamento do hotel durante 34 anos, e esse quarto foi transformado em uma suíte (recém-restaurada) inspirada na estilista. No St. Regis, de Nova York, são três suítes temáticas: Tiffany & Co., Dior e Bentley.

  • Coco Chanel (Ritz Paris)

    Em 2016, o Hotel Ritz Paris reabriu suas portas após reforma milionária de quatro anos – foram investidos cerca de € 450 milhões. Uma de suas suítes mais icônicas é a Coco Chanel, onde a própria fundadora da grife morou por 34 anos, entre 1937 e 1971.

    A herança do “Chanel look” é nítida no quarto. São 190 metros quadrados divididos em dois ambientes e uma sala de estar, onde predomina mobiliário em cartela de tons de bege e branco. Completam o ambiente três banheiros inteiros revestidos de mármore, um quarto de vestir e uma adega privada.

  • Coco Chanel (Ritz Paris)

    Nos detalhes, biombos Coromandel laqueados e espelhos emoldurados que harmonizam o preto e branco da logomarca Chanel.

    Entre as heranças de sua antiga e ilustre moradora estão fotos, retratos e croquis (desenhos de roupas) que nunca foram revelados ao público. A suíte fica no segundo andar do Ritz, com vista para a Place Vendôme. O preço da diária é de € 28 mil.

  • Suíte Missoni Home (Byblos Saint-Tropez)

    A suíte foi inaugurada para as festividades de 50 anos do hotel, em julho de 2017. A colaboração com Rosita Missoni, herdeira da grife italiana, resultou em um quarto inspirado nas cores da Riviera Francesa. É a maior suíte do hotel, com 180 metros quadrados, em localização privilegiada, com terraço e vista para a piscina.

  • Suíte Missoni Home (Byblos Saint-Tropez)

    Os móveis e acessórios da linha Missoni Home garantem a exclusividade do quarto: a padronagem clássica de ziguezague da grife é predominante nos dois ambientes e está presente nos sofás, almofadas, cortinas e molduras. Os preços somente são informados sob consulta.

  • Grand Piano Suite (Hotel Claridges Londres)

    A responsável pelo projeto da suíte é a veterana Diane von Fürstenberg, proprietária de marca homônima. O grande destaque são as estampas clássicas da designer, que são vistas nos sofás, cortinas e tapetes – além do quarto, onde há a predominância de estampas geométricas nas cores preto e branco. Fazendo jus ao nome, um imponente piano de cauda também atrai atenção.

  • Grand Piano Suite (Hotel Claridges Londres)

    São 178 metros quadrados divididos em dois quartos, sala de estar com lareira, banheiro e lavabo, ideal para acomodar quatro pessoas. Os hóspedes podem usufruir de serviço de mordomo exclusivo e bar privado dentro do próprio apartamento.

    Diane também projetou 19 outros quartos para o Claridges – o convite foi feito por ela ser uma hóspede frequente do hotel, que fica no distrito londrino de Mayfair. Uma diária na Grand Piano Suite sai por R$ 33.500.

  • Fendi Private Suites (Roma)

    Em 2016, a grife cedeu seus genes para um pequeno hotel-butique no centro histórico de Roma, bem acima da loja da grife italiana. Antes da reforma, o local abrigava o escritório principal da Fendi. O estilo das roupas e acessórios se faz presente na decoração e na atmosfera do hotel, resultando em ambientes em cartelas de tons sóbrios, como vinho e cinza, e móveis de design atemporal e linhas clean.

  • Fendi Private Suites (Roma)

    Ao todo são sete suítes. A mais luxuosa é a Palazzo 1, que tem vista para a icônica Trinità dei Monti (Igreja Santíssima Trindade dos Montes). Além do quarto, há uma sala de estar e um closet.

    Algumas marcas do estilista Karl Lagerfeld – que está há mais de 50 anos no comando criativo da grife – são nítidas, como nas fotos tiradas por ele próprio e que decoram o local. Caso o hóspede deseje mais espaço, é possível conectar a suíte à Palazzo 2. A diária para duas pessoas sai por R$ 5.400.

Coco Chanel (Ritz Paris)

Em 2016, o Hotel Ritz Paris reabriu suas portas após reforma milionária de quatro anos – foram investidos cerca de € 450 milhões. Uma de suas suítes mais icônicas é a Coco Chanel, onde a própria fundadora da grife morou por 34 anos, entre 1937 e 1971.

A herança do “Chanel look” é nítida no quarto. São 190 metros quadrados divididos em dois ambientes e uma sala de estar, onde predomina mobiliário em cartela de tons de bege e branco. Completam o ambiente três banheiros inteiros revestidos de mármore, um quarto de vestir e uma adega privada.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).

Comentários
Topo