10 melhores livros de negócios de 2017

Um bom livro de negócios tem o potencial de dar um insight que pode transformar um negócio ou, até mesmo, levar à criação de um.

LEIA TAMBÉM: Conheça os livros que 15 CEOs bem-sucedidos estão lendo

As obras do ranking dos 10 melhores livros da área foram todos publicados neste ano e tratam de temas como serviço ao cliente, histórias de empresas de sucesso e estratégias úteis para empreendedores.

Alguns deles são de autores best-seller do “New York Times”, enquanto outros são de especialistas que publicaram os livros de forma independente. Apesar de as obras ainda não terem versão em português, podem ser compradas pelo site da Amazon.

A metodologia para a seleção da lista foi simples e passa por indicações, resenhas e análises de obras enviadas para a redação.

Veja, na galeria de fotos a seguir, os 10 melhores livros de negócios de 2017:

  • 1) “The Nordstrom Way to Customer Experience” (“A Forma Nordstrom de Lidar de Clientes”, em tradução livre), de Robert Spector e Breanne O. Reeves
    O primeiro livro da lista, originalmente publicado em 1990, teve edição atualizada recentemente. A revisão, um pouco diferente da primeira publicação, está de acordo com a modernização da Nordstrom, icônica loja varejista que continua relevante e mantém a ótima reputação de atendimento aos clientes há décadas.

  • 2) “Be Like Amazon: Even a Lemonade Stand Can Do It” (“Seja como a Amazon: Qualquer um Pode Fazer”, em tradução livre), de Jeffrey Eisenberg e Bryan Eisenberg
    Um livro curto e impactante sobre um empreendimento icônico: a Amazon. A obra explica estratégias da empresa e como aplicá-las ao próprio negócio.

  • 3) “The Anticipatory Organization” (“A Organização Antecipada”, em tradução livre), de Daniel Burrus
    Algumas coisas podem ser previstas, são chamadas por Burrus de tendências duras, e são certas, enquanto tendências suaves são as que podem ou não acontecer. Empresas e pessoas podem aprender a identificar esses dois tipos de tendências e se beneficiar do fato. Isso é o que organizações antecipadas fazem e, dessa forma, prosperam durante a crise.

  • 4) “Entrepreneurial You” (“Você, Empreendedor”, em tradução livre), de Dorie Clark
    O livro é essencial para empreendedores. Na obra, Clark compartilha um modelo para se beneficiar e monetizar segundo sua própria especialização. A autora trata de temas como consultoria, podcasts, discursos, criação de uma comunidade de seguidores, criação de produtos digitais e muito mais.

  • 5) “The Potential Principal” (“O Princípio do Potencial”, em tradução livre), de Mark Sanborn
    O livro tem como objetivo mostrar um sistema que ajuda o leitor a superar os próprios limites e indica o quanto ele pode melhorar.

  • 6) “Hacking Innovation” (“Hackeando a Inovação”, em tradução livre), de Josh Linkner

    A palavra ‘hacker’ parece negativa, mas, na verdade, não é sempre usada para o mal. Para Linkner: “hackear é o ato de resolver problemas complexos de forma diferente”. Na obra, o autor ensina como hackear a inovação, a pensar diferente e a colher os benefícios.

  • 7) “Winning at Social Customer Care” (“Como Ganhar os Clientes em Redes Sociais”, em tradução livre), de Dan Gingiss
    Atendimento ao cliente por redes sociais, como Twitter e Facebook, tornou-se uma área de serviço ao consumidor que não deve ser ignorada pelas marcas. No livro, Gingiss compartilha conhecimentos de marketing e serviço ao consumidor que adquiriu ao longo da carreira, além de explicar como algumas das principais marcas usam as mídias digitais para criar engajamento de clientes.

  • 8) “Top of Mind” (“No Topo da Mente”, em tradução livre), de John Hall
    Marketing de conteúdo é uma poderosa estratégia de negócios. O autor, John Hall, é um dos principais especialistas nesse campo. Na obra, ele compartilha, até mesmo, os segredos da própria empresa, incluindo o que ela já fez pelos clientes, e mostra como aproveitar um poderoso recurso de transmissão de mensagens para o mundo, tornando o nome do empreendedor o primeiro que vem à mente das pessoas quando elas pensam no produto vendido pela marca.

  • 9) “The Service Culture Handbook” (“Livro de Bolso da Cultura do Serviço”, em tradução livre), de Jeff Toister
    Esse curto livro é um guia passo-a-passo que foca na importância de tornar o atendimento ao cliente parte da cultura da empresa. Na obra, o autor, que diz acreditar há anos que os acontecimentos da organização afetam os consumidores, ensina o empreendedor a criar uma cultura que torna os funcionários obcecados com serviço ao cliente.

  • 10) “The Power of Moments” (“O Poder dos Momentos”, em tradução livre), de Chip Heath e Dan Heath
    Há anos, Jan Carlzon, da Scandinavian Airlines, definiu “o momento da verdade” nos negócios quando o cliente interage com a empresa e deixa a sua impressão. Esses momentos podem transformar o comum em extraordinário, esse é o princípio dos irmãos Heath. O tema vai além dos negócios e ensina a fazer o melhor dos momentos em todas as áreas da vida.

1) “The Nordstrom Way to Customer Experience” (“A Forma Nordstrom de Lidar de Clientes”, em tradução livre), de Robert Spector e Breanne O. Reeves
O primeiro livro da lista, originalmente publicado em 1990, teve edição atualizada recentemente. A revisão, um pouco diferente da primeira publicação, está de acordo com a modernização da Nordstrom, icônica loja varejista que continua relevante e mantém a ótima reputação de atendimento aos clientes há décadas.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br)

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).