Conheça refúgios do corpo e da alma pelo mundo

A rotina estressante e o ritmo acelerado de trabalho, você sabe muito bem, impõem, de tempos em tempos, uma pausa. Isso não é de hoje. Diferentes civilizações, como gregos e romanos, apoiavam-se em técnicas relaxantes e ligadas à água para recuperar o equilíbrio físico e mental. No século 2 a.C., os banhos quentes públicos eram a sensação do Império Romano. Neles os frequentadores podiam ler, fazer exercícios, comer, fechar negócios, namorar… Eram os spas da época.

LEIA MAIS: A brasileira que está por trás do conceito de luxo dos spas

Pensando na desaceleração típica do fim de ano, que se aproxima, FORBES elaborou uma lista de spas espalhados pelo mundo, inclusive no Brasil, para você programar sua merecida recuperação.

  • Clinique La Prairie

    (Suíça)

    A marca La Prairie é conhecida globalmente por sua linha de cosméticos premium. Desde 1931, o spa-hotel funciona nas margens do lago Léman, em Montreux, e oferece aos hóspedes diferentes programas de tratamento, monitorados por mais de 50 profissionais. Se o hóspede busca apenas relaxar e se livrar do estresse do dia a dia, pode optar pelo programa “Reequilíbrio”, baseado nas vertentes da medicina ayurvédica. Também é oferecido um pacote de seis noites focado em quem deseja parar de fumar – nesse caso, os “pacientes” passam por exames e avaliação médica antes de iniciar o processo. Um dos programas mais inovadores oferecidos pela La Prairie é o Master Detox. Inicialmente, é feito um teste genético desenvolvido pela Universidade de Lausanne, que dá os resultados em até cinco dias. A partir desse mapeamento, toda a alimentação e os tratamentos são personalizados, conforme as necessidades de cada um.

    As acomodações também variam. A The Château é uma propriedade restaurada do século 19, com 24 suítes e passagem subterrânea para o spa; a The Residence está conectada ao centro médico e tem em sua frente um jardim típico francês. Uma semana na La Prairie custa cerca de R$ 72 mil.

  • Peter Island Resort & Spa

    (Ilhas Virgens Britânicas)

    O destino é sob medida para aqueles que apreciam a natureza sem abrir mão de muito conforto. O Peter Island também gosta de externar sua preocupação com o tema da sustentabilidade – adotou medidas como um sistema gerador de energia eólica e um programa de reciclagem.

    A área do spa ocupa 10 mil metros quadrados, com dez salas de tratamento internas, dois bangalôs externos e suítes para casais, todos com vista para a baía de Big Reef. A linha de tratamentos adotada é a de medicina ayurvédica, focada em desintoxicação e rejuvenescimento.

    Os hóspedes também podem utilizar a estrutura do local para almoçar, passear pelos jardins, fazer aulas de ioga e aproveitar a piscina privada e os ofurôs. Um pacote de sete dias de acomodação com duas massagens, esfoliação corporal, serviços de manicure e pedicure sai por US$ 12.124 (cerca de R$ 39 mil).

  • Amanyara Spa

    (Turks & Caicos)

    A operadora de hotéis Aman é especialista em refúgios de luxo. Este, situado na ilha Providenciales, no arquipélago de Turks & Caicos, é um mix entre suítes privadas e vilas de proprietários particulares. O spa é focado em wellness, com tratamentos que usam apenas ingredientes naturais com a promessa de promover bem-estar para a mente e o corpo. São quatro salas de tratamento, um espaço para relaxamento e um para ioga ao ar livre. O centro de exercícios dispõe de um estúdio de pilates e de quatro quadras de tênis. Os tratamentos são oferecidos como um adicional à diária. Uma proposta interessante são as terapias familiares, com o objetivo de fortalecer laços – uma delas é o shiatsu em duplas, pensado especialmente para pais e filhos (US$ 510). O preço das suítes começa em US$ 1.816 (R$ 5.900) por dia.

  • Raas Devigarh

    (Udaipur)

    A propriedade é um imponente palácio do século 18 transformado em hotel cinco estrelas em 1999. Situado na cidade de Udaipur, no sul do Rajastão, ele oferece uma mistura de estilos, além de jardins impecáveis.

    O spa é controlado pela marca britânica Ila, que propõe tratamentos com produtos naturais e sustentáveis. A cultura indiana é valorizada e muito usada – como as técnicas de alinhamento de chacras e a utilização de ervas. Um pacote curioso de terapias é o Devi Blessings, que inclui nove tratamentos diários, cada um com duração de duas horas – o objetivo, no fim de nove dias, é fazer com que o visitante tenha suas glândulas adrenais funcionando melhor (elas são responsáveis pela produção de hormônios como adrenalina e cortisol) e ganhe um refresh no sistema nervoso central.

  • St. Regis Spa

    (Aspen)

    Conhecido como uma das mais luxuosas estações de ski dos Estados Unidos, o St. Regis oferece uma robusta estrutura para aqueles que querem fazer algo além do esporte. O spa Remède – exclusivo da cadeia hoteleira – é baseado em terapias relaxantes e aquáticas. O hóspede pode customizar o tratamento, após relatar ao terapeuta que problemas e incômodos quer “atacar”. As massagens podem ser feitas no próprio quarto do hóspede e também em casais.

  • Opções caseiras

    Kurotel, Rio Grande do Sul

    O Brasil oferece uma boa gama de spas, com propostas e linhas terapêuticas variadas. Indicado para quem busca relaxamento aliado a princípios medicinais, o Kurotel – pioneiro no segmento no país – atrai muitos visitantes a Gramado, no Rio Grande do Sul. Entre os tratamentos oferecidos está o Kinder Kur, programa desenhado para mães e seus filhos recém-nascidos.

  • Opções caseiras

    Lapinha Spa, Paraná

    Também no Sul do país está o Lapinha Spa, que propõe “a recuperação da energia vital e o resgate do equilíbrio do corpo, da mente e do espírito”. A gastronomia é um ponto-chave no Lapinha, que segue a linha orgânica e farm-to-table (os alimentos levados à mesa são cultivados no local), além de ser ovolactovegetariana.

  • Opções caseiras

    Belmond Copacabana Palace, Rio de Janeiro

    O Rio de Janeiro abriga o único spa citado pelo FORBES Travel Guide 2017, o do Belmond Copacabana Palace. Todos os produtos usados nos tratamentos são orgânicos e produzidos com ingredientes brasileiros – açaí, guaraná e argila branca originária da Amazônia estão entre eles.

  • Opções caseiras

    Botanique Hotel e Spa, São Paulo

    Em Campos de Jordão (SP) destaca-se o Botanique Hotel e Spa, que tenta fugir do convencional oferecendo opções como a “flutuação no sal”: são despejados 700 quilos de sal de Epsom em água translúcida e filtrada por raios ultravioleta. A imersão nessa água, segundo eles, “promove a soltura completa da musculatura”. Durante o banho são projetados filmes no teto da sala.

  • Opções caseiras

    Palácio Tangará, São Paulo

    O Palácio Tangará, na capital paulista, oferece a hóspedes e visitantes tratamentos no Flora Spa by Sisley. A marca francesa é mundialmente reconhecida pelo uso de tecnologias capazes de extrair o melhor das plantas, na forma de óleos essenciais. Entre as opções estão banhos terapêuticos e tratamentos de fitoaromaterapia.

Clinique La Prairie

(Suíça)

A marca La Prairie é conhecida globalmente por sua linha de cosméticos premium. Desde 1931, o spa-hotel funciona nas margens do lago Léman, em Montreux, e oferece aos hóspedes diferentes programas de tratamento, monitorados por mais de 50 profissionais. Se o hóspede busca apenas relaxar e se livrar do estresse do dia a dia, pode optar pelo programa “Reequilíbrio”, baseado nas vertentes da medicina ayurvédica. Também é oferecido um pacote de seis noites focado em quem deseja parar de fumar – nesse caso, os “pacientes” passam por exames e avaliação médica antes de iniciar o processo. Um dos programas mais inovadores oferecidos pela La Prairie é o Master Detox. Inicialmente, é feito um teste genético desenvolvido pela Universidade de Lausanne, que dá os resultados em até cinco dias. A partir desse mapeamento, toda a alimentação e os tratamentos são personalizados, conforme as necessidades de cada um.

As acomodações também variam. A The Château é uma propriedade restaurada do século 19, com 24 suítes e passagem subterrânea para o spa; a The Residence está conectada ao centro médico e tem em sua frente um jardim típico francês. Uma semana na La Prairie custa cerca de R$ 72 mil.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).