5 erros que sua startup deve evitar neste ano

O sucesso nos negócios requer preparo. Você não precisa ser um mestre em estratégia, mas é necessário ter um plano, pois ele será a base para tudo aquilo que a empresa almeja conquistar.

LEIA MAIS: 3 dicas para tornar 2018 o ano mais rentável de todos

No livro “The Art of Startup Fundraising” (sem versão em português), Alejandro Cremades diz que estar alerta para possíveis erros e resolvê-los antecipadamente é uma solução inteligente de preparar o caminho da prosperidade e do sucesso.

Ao desenvolver constantemente sua abordagem e se preparar corretamente para os erros, você vai trabalhar de maneira a garantir que o negócio fique cada vez mais sólido e se torne mais bem-sucedido no futuro.

Veja, na galeria de fotos a seguir, 5 erros que as startups devem evitar em 2018:

  • 1) Grande número de fundadores
    Equidade é uma ótima forma de motivar indivíduos a ajudar você quando a sua startup estiver com problemas financeiros. Isso pode ser aplicado a cofundadores, líderes de equipes, amigos e familiares investidores no estágio inicial do projeto, e até conselheiros e alguns profissionais como advogados.
    No entanto, o excesso de equidade entre muitos acionistas (especialmente os inexperientes) pode ser problemático. Na verdade, essa é uma das principais razões por trás do fracasso que Cremades observa na sua experiência com membros do CoFoundersLab, a maior comunidade online de empreendedores. Até no início, a existência de muitos fundadores pode complicar os negócios.

  • 2) Despesas muito altas
    Se o valor das despesas operacionais já está alto demais ou se as margens de lucro forem pequenas, preocupe-se. Um dos princípios essenciais de Sam Walton, enquanto ainda estava construindo o Walmart, era controlar os gastos melhor do que seus concorrentes. Dessa forma, ela se beneficiou e criou um operação sustentável. E, apesar de nem todo mundo querer comandar um negócio de descontos, não há dúvidas de que o Walmart é muito lucrativo.

  • 3) Estratégia fraca de marketing
    Escalar e gerar receitas vai exigir um plano realista e agressivo. Se marketing não for a sua área de especialidade, procure um profissional. Startups não podem depender só de propagandas pagas, especialmente se elas tiverem apenas um ou dois canais para usar. Haverá períodos em que o orçamento estará apertado e será preciso gerar vendas independentemente do sucesso de arrecadação de fundos e dos lucros. E as margens serão muito melhores se houver outros canais de vendas funcionando.

  • 4) Falta de um fundador técnico
    Se você ou algum outro fundador não tiver conhecimento técnico, é provável que haverá muitos gastos com serviços de desenvolvimento e manutenção. Isso é um dinheiro que pode fazer falta para a empresa. É recomendável ter, pelo menos, dois ou três cofundadores que cobrem todas as principais funções e habilidades técnicas.

  • 5) Investidores antigos não participarem de rodadas de arrecadação adicionais
    Um investidor anterior não participar de uma nova rodada é um péssimo sinal. Se houver um bom motivo, certifique-se de abordá-lo de forma proativa, em vez de permitir que te afete. Companhias unicórnio, startups avaliadas em mais de US$ 1 bilhão, irão vivenciar um período difícil em 2018 se os investidores existentes não reinvestirem em novos financiamentos.
    Uma boa maneira de evitar esse problema é a preparação de atualizações trimestrais detalhadas para seus investidores e, assim, informá-los sobre os principais problemas do negócio. Isso estabelece uma relação de confiança e melhora o seu relacionamento com eles.

1) Grande número de fundadores
Equidade é uma ótima forma de motivar indivíduos a ajudar você quando a sua startup estiver com problemas financeiros. Isso pode ser aplicado a cofundadores, líderes de equipes, amigos e familiares investidores no estágio inicial do projeto, e até conselheiros e alguns profissionais como advogados.
No entanto, o excesso de equidade entre muitos acionistas (especialmente os inexperientes) pode ser problemático. Na verdade, essa é uma das principais razões por trás do fracasso que Cremades observa na sua experiência com membros do CoFoundersLab, a maior comunidade online de empreendedores. Até no início, a existência de muitos fundadores pode complicar os negócios.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br)

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).