5 sinais de que seu chefe deveria ser demitido

Para a maioria das pessoas, a vida financeira está diretamente ligada ao emprego. Elas dependem do salário – não importa quão alto ou baixo, e passam seus dias e noites se dedicando ao trabalho.

LEIA MAIS: Faça sua indicação para o Under 30 de Forbes Brasil

É por isso que é particularmente preocupante quando o profissional tem um chefe ruim. Seja o seu gerente ou CEO da empresa, uma liderança fraca pode arruinar uma organização. E ainda mais importante: um líder desse tipo pode tornar a sua vida, e consequentemente a sua situação financeira, mais difícil.

Veja, na galeria de fotos a seguir, 5 sinais de que seu chefe deveria ser demitido:

  • 1) Ele pensa que gritar é uma forma comunicação

    Chefes que gritam estão fora de controle. Eles não estão no comando de si mesmos ou daqueles que gerenciam. Gritar é uma tática usada para intimidar, não para inspirar. Líderes que pensam que levantar o tom de voz “faz o trabalho” ou “mantém os funcionários na linha” estão enganados. Um dirigente assim nunca ganhará a confiança de seus funcionários. A atitude pode até assustar alguns por um curto período, mas jamais conquistará sua empatia e suas mentes.

    Nenhuma equipe prospera quando o chefe age dessa maneira – ela só cresce quando seus integrantes são empoderados e trabalham com uma missão em comum. Se um líder não consegue comunicá-los do objetivo que precisam atingir, o time vai falhar.

    Isso não significa que os chefes não podem ser firmes ou responsabilizar seus funcionários, já que isso é o que se espera deles. No entanto, é a forma como ele se comunica que diferencia o líder efetivo. Cabe a ele encontrar a voz dos profissionais. Se eles não conseguirem, significa que a equipe falhou, e, consequentemente, a organização sofrerá.

  • 2) Ele não entende o negócio

    Não importa se você é um vice-presidente ou chefe executivo, é preciso entender tudo sobre o negócio. Não apenas a sua especialidade ou produto, mas a empresa como um todo.

    O seu chefe realmente entende o negócio? Ele poderia fazer o seu trabalho? Um líder deveria estar apto a realizar as tarefas da equipe. Ele pode não ser um especialista em tudo, mas um chefe deve poder solucionar problemas e executar o trabalho.

    Muitos líderes são rápidos em culpar a sua equipe e focam nos problemas errados porque não entendem seu negócio completamente. Eles não miram no que é realmente importante já que não compreendem os fatores envolvidos.

  • 3) Ele se importa mais com a própria imagem

    O seu chefe promove a si mesmo ou o negócio? Existe uma divisão clara entre um chefe trabalhador e um chefe que gosta de atenção. O primeiro é um CEO que vive e morre pelo negócio, cuja paixão é levar a organização para frente, e que não gostaria de estar fazendo outra coisa. Já o segundo está focado em promover sua própria imagem e cuidar da sua plataforma. Um CEO que busca atenção para si se coloca acima do negócio, sendo que a empresa, os acionistas e os funcionários deveriam estar em primeiro lugar.

  • 4) Ele não entende a cultura da empresa

    Um chefe que não se envolve com a cultura organizacional está destinado a falhar. Não importa a sua posição na hierarquia, CEOs e gerentes precisam se conectar com seus colegas. Eles têm que dar o tom e abraçar o espírito e a missão da companhia. Esse envolvimento inclui escuta ativa e engajamento. É muito mais do que ler o manual da empresa ou ir a um evento.

    Líderes que não entendem a cultura da companhia tendem a se desconectar cada vez mais dela. Quando eles se alienam, o mesmo acontece com o time. Isso significa que todos sofrem, pois uma cultura fraca afeta todos os aspectos do negócio.

  • 5) Ele perde tempo com tarefas menos importantes e perde o foco principal

    O seu chefe dá muita atenção a coisas pequenas? Em caso de resposta afirmativa, ele provavelmente perderá o foco principal. Todos nós já vimos gerentes que implicam com as pessoas e destacam pequenos erros ou processos ineficientes que faz todo mundo perder tempo.

    Líderes eficientes focam no objetivo maior. Eles entendem o que é importante, simplificam, honram e respeitam o tempo das pessoas.

    Chefes que compreendem o foco principal podem ligar os pontos. É trabalho deles dirigir o navio e definir o rumo. Quando eles fizerem isso, descobrirão que o time está melhor posicionado para cumprir a missão da empresa.

1) Ele pensa que gritar é uma forma comunicação

Chefes que gritam estão fora de controle. Eles não estão no comando de si mesmos ou daqueles que gerenciam. Gritar é uma tática usada para intimidar, não para inspirar. Líderes que pensam que levantar o tom de voz “faz o trabalho” ou “mantém os funcionários na linha” estão enganados. Um dirigente assim nunca ganhará a confiança de seus funcionários. A atitude pode até assustar alguns por um curto período, mas jamais conquistará sua empatia e suas mentes.

Nenhuma equipe prospera quando o chefe age dessa maneira – ela só cresce quando seus integrantes são empoderados e trabalham com uma missão em comum. Se um líder não consegue comunicá-los do objetivo que precisam atingir, o time vai falhar.

Isso não significa que os chefes não podem ser firmes ou responsabilizar seus funcionários, já que isso é o que se espera deles. No entanto, é a forma como ele se comunica que diferencia o líder efetivo. Cabe a ele encontrar a voz dos profissionais. Se eles não conseguirem, significa que a equipe falhou, e, consequentemente, a organização sofrerá.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br)

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).