3 obstáculos que impedem funcionários de obter sucesso profissional

Antes de um líder estar apto a gerenciar problemas de desempenho dos funcionários de forma eficiente, ele deve descobrir as dificuldades que estão impedindo que esses profissionais sejam bem-sucedidos. Embora em alguns momentos o problema seja simplesmente alguém que não quer executar determinada tarefa, há outros motivos que interferem no desempenho e, consequentemente, impedem o sucesso.

LEIA MAIS: UNDER 30 de FORBES Brasil terá indicações online

Cada um dos obstáculos a seguir contribui de forma significativa para o mau desempenho no trabalho e sua existência é controlada pela liderança da organização. Ter o melhor de um funcionário começa com a compreensão disso como chefe, pois é ele quem tem a responsabilidade de garantir que o profissional está sendo preparado para o sucesso. Quando o empregador faz a sua parte, o resto é papel do funcionário.

Veja, na galeria de fotos a seguir, 3 obstáculos que impedem funcionários de obter sucesso profissional:

  • 1) Problemas de habilidades e de conhecimento

    Um dos mais importantes tópicos – se não o mais importante – para o sucesso de um profissional é o treinamento adequado para fazer aquilo para o qual foi contratado. Se os funcionários recebem objetivos e tarefas sem a instrução necessária, é provável que cometam erros frequentemente. E esses erros aumentam na mesma proporção que a frustração do funcionário, que começará a se sentir inadequado e sem apoio. Esse mesmo profissional com problemas de performance provavelmente começará a esconder os erros para evitar a exposição ou simplesmente vai embora. Em ambos os casos, a consequência é desperdício de tempo e dinheiro da organização, que será prejudicada pelos descuidos e pela falta de produtividade.

    A solução é ter uma estratégia de treinamento, que deve ocorrer tanto no início da relação profissional quanto ao longo da carreira, de maneira a garantir que o trabalhador não só tenha um bom desempenho, mas que continue a evoluir e melhorar suas habilidades. Um profissional bem treinado é competente, confiante e pode realizar suas responsabilidades com sucesso, o que traz resultados positivos para o indivíduo e para a empresa como um todo.

  • 2) Problemas no ambiente de trabalho

    Um ambiente de trabalho problemático impacta negativamente e, com frequência, prejudica a performance do funcionário. Quando o local é desprovido de valorização, gerenciamento competente ou fornecimento dos recursos necessários, o desempenho do trabalhador é afetado. Se os seus funcionários não têm as ferramentas e recursos adequados para fazer o trabalho, por exemplo, um mau resultado profissional é inevitável.

    Um gerente que não trata o funcionário de forma respeitosa ou que não procura atender às suas necessidades fará com que ele fique infeliz no trabalho – e um profissional infeliz é um trabalhador menos produtivo. E mais: a falta de valorização impacta o desenvolvimento profissional. Quando o funcionário não se sente estimado, ele tem a impressão de que a empresa não se importa, independentemente do quanto ele trabalhe, o que resulta em um empenho cada vez menor.

    Para chegar à origem do problema, é necessário que o líder examine o ambiente de trabalho e identifique os fatores que podem contribuir para a incapacidade do funcionário de ter um desempenho de sucesso. Os profissionais têm as ferramentas necessárias para ser bem-sucedidos? Os gerentes têm as habilidades necessárias para liderar a equipe? A cultura do ambiente de trabalho é marcada pela valorização? A existência ou ausência desses fatores são determinantes para o nível de produtividade e resultados dos funcionários. É importante mudar os aspectos negativos do ambiente fornecendo recursos, reconhecendo os esforços individuais e removendo obstáculos.

  • 3) Problemas motivacionais

    Um funcionário com problemas motivacionais não se importa com o que está fazendo, nem como está fazendo seu trabalho. Mas o pior é que ele não tem medo de que as pessoas saibam. Isso é chamado de falta de comprometimento e, normalmente, manifesta-se na forma de demonstrações de infelicidade, desprezo, palavras e atitudes.

    O resultado do problema é que ele acaba prejudicando a produtividade dos outros ao declarar, constantemente, o quanto está insatisfeito com o trabalho. Segundo a empresa de pesquisa de opinião Gallup, 17,2%, em média, de funcionários de uma organização não estão ativamente engajados. Isso é uma grande distração para os níveis de produção e pode, facilmente, afetar a cultura do ambiente de trabalho.

    Os empregadores devem treinar e aconselhar esses indivíduos e mantê-los formalmente responsáveis por meio da disciplina progressiva, tanto para as questões de desempenho quanto para a forma como elas afetam negativamente o ambiente de trabalho. Isso levará os funcionários a identificar os erros e a alcançar um nível de engajamento positivo quando os chefes demonstram que as ações terão consequências ou que o relacionamento profissional será abalado. De qualquer forma, é necessário agir para remover os entraves causados por esse tipo de pessoa.

1) Problemas de habilidades e de conhecimento

Um dos mais importantes tópicos – se não o mais importante – para o sucesso de um profissional é o treinamento adequado para fazer aquilo para o qual foi contratado. Se os funcionários recebem objetivos e tarefas sem a instrução necessária, é provável que cometam erros frequentemente. E esses erros aumentam na mesma proporção que a frustração do funcionário, que começará a se sentir inadequado e sem apoio. Esse mesmo profissional com problemas de performance provavelmente começará a esconder os erros para evitar a exposição ou simplesmente vai embora. Em ambos os casos, a consequência é desperdício de tempo e dinheiro da organização, que será prejudicada pelos descuidos e pela falta de produtividade.

A solução é ter uma estratégia de treinamento, que deve ocorrer tanto no início da relação profissional quanto ao longo da carreira, de maneira a garantir que o trabalhador não só tenha um bom desempenho, mas que continue a evoluir e melhorar suas habilidades. Um profissional bem treinado é competente, confiante e pode realizar suas responsabilidades com sucesso, o que traz resultados positivos para o indivíduo e para a empresa como um todo.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br)

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).