A elite dos restaurantes de Nova York

A única coisa que esteve mais em alta, em 2017, do que as ações das grandes empresas de tecnologia foi a cena dos restaurantes de Nova York, com inúmeros estabelecimentos – alguns incrivelmente criativos – sendo inaugurados e outros já consagrados atingindo novos níveis de excelência.

É claro que nenhum setor está imune à destruição criativa, e diversas mecas gastronômicas desapareceram do firmamento. Nossa equipe estelar de degustadores exigentes – entre eles Randall Lane, editor da FORBES, Richard Nalley, colaborador, e Monie Begley, especialista da mídia – revela, na galeria de fotos a seguir, sua lista dos lugares mais saborosos da cidade na categoria all-star:

  • Aska O restaurante fica localizado no Brooklyn e serve pratos com inspiração na culinária nórdica.

  • Atera O local utiliza técnicas da culinária molecular combinadas a ingredientes excepcionais. Tem duas estrelas no Guia Michelin.

  • Bâtard Clássico bistrô francês localizado no descolado bairro Tribeca.

  • Blue Hill Jantar por lá é uma experiência, especialmente se você pedir o menu degustação, que traz ingredientes frescos e sazonais, produzidos na horta do chef Dan Barber.

  • Daniel – O Daniel continua impressionante e difícil de superar em uma cidade de culinária excepcional.

  • Del Posto Serve pratos da culinária italiana em um ambiente extremamente refinado. A carta de vinhos tem uma seleção surpreendente.

  • Eleven Madison Park Outra opção para quem não se preocupa com o preço. O local que passou por uma reforma completa. O resultado é simplesmente estonteante, tanto arquitetônica como gastronomicamente.

  • Gotham Bar and Grill Um clássico de Nova York que se mantém em alta desde 1984.

  • Gramercy Tavern As comidas do estabelecimento são rústicas e contemporâneas. Para uma experiência completa, o local serve menu degustação no jantar.

  • The Grill – Outro lugar onde fazer uma refeição das mais memoráveis é o The Grill, que ocupa parte do espaço do antigo Four Seasons. Entrar nesse marco é como ver um velho amigo que descobriu a fonte da juventude. O jantar é como o teatro: comidas excelentes que são, ao mesmo tempo, obras de arte excepcionais. Assim como o musical Hamilton, este espetáculo é caro – e vale cada centavo.

  • Jean-Georges São diversos restaurantes do chef Jean-Georges espalhados pelo mundo. O de Nova York, no entanto, serve pratos que misturam as culinárias francesa, asiática e norte-americana. O lindo ambiente “branco” também torna a refeição especial.

  • La Grenouille O restaurante francês serve suflês doces excepcionais. Para os vegetarianos, um menu especial sem nenhuma proteína animal.

  • Le Bernardin É um restaurante original de Paris. A melhor opção para entender o “conceito” do local é provar o menu degustação, que explora peixes e frutos do mar.

  • Marjorelle – No Marjorelle servirão a você – de forma impecável – uma das melhores refeições que terá provado em muito tempo: comida francesa tradicional com influências marroquinas e espírito contemporâneo em um salão decorado em estilo clássico, com magníficos arranjos florais segundo a tradição da família Masson.

  • Marea É um clássico nova iorquino localizado na Central Park South (na frente do Central Park). Comece a refeição com as ostras e passe para as massas, peixes e frutos do mar. O polvo grelhado é uma boa pedida.

  • The Modern – É outro templo culinário esplêndido que interrompeu as operações por meses a fio para uma reforma muito bem-sucedida. Os cardápios de degustação combinam criatividade com sofisticação.

  • Per Se A carta de vinhos do Per Se é extensa: são mais de 2 mil rótulos.

Aska O restaurante fica localizado no Brooklyn e serve pratos com inspiração na culinária nórdica.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).