As coisas mais inusitadas já transportadas por voos fretados

Ao alugar o seu próprio avião particular, você pode fazer qualquer pedido sobre a comida e as bebidas que serão servidas, a música, as comodidades a bordo e até a cor do estofamento do assento. Tudo isso desde que você não se importe de pagar por taxas extras.

Algumas pessoas usam os voos fretados como serviços de correio de luxo para transportar coisas de um lugar ao outro. “Nós já usamos uma de nossas aeronaves para transportar bolsas Birkin de volta à cidade natal de uma cliente depois de uma maratona de compras. Em outra ocasião, levamos um celular de Nova York para o sul da Flórida para um consumidor que o tinha esquecido em casa”, contou um funcionário da Jetsmarter ao “The Telegraph”.

Embora isso possa parecer estranho, às vezes os pedidos são feitos em uma escala muito maior, exigindo planos muito mais complexos. A Air Charter Service (ACS), que fornece jatos particulares, aviões comerciais e aeronaves fretadas de carga em todo o mundo, revelou as seis coisas mais incomuns que foram solicitadas em seus vôos.

Veja, na galeria de fotos a seguir, as 6 coisas mais inusitadas já transportadas em aviões fretados e quanto custa esse tipo de serviço:

  • 1. Carne e ketchup

    A ACS é frequentemente chamada para ajudar a transportar suprimentos de emergência de fast food – rapidamente. Neste caso específico, uma rede de restaurantes fretou um Boeing 747 para transportar 90 toneladas de ketchup através dos Estados Unidos antes que o produto se esgotasse em centenas de filiais. Em outra ocasião, um cliente solicitou um Boeing 737-300F para transportar 14 toneladas de hambúrgueres da Bélgica para a Suécia para o lançamento de um novo produto. O voo foi feito com grandes quantidades de gelo seco para garantir que a carne não descongelasse durante a viagem. A companhia também já transportou, em um Boeing 727, mais de 17 toneladas de presunto para Porto Rico, depois que um erro administrativo fez com que toda a ilha ficasse praticamente sem o produto.

  • 2. Areia

    Certa vez, a empresa precisou providenciar um Antonov An-12 construído na Rússia, para transportar 13 toneladas de areia de Roma para o Cairo – cidade cercada pelo deserto. O envio era para uma empresa de fabricação de vidro que precisava de um tipo especial de areia que não estava disponível no Egito.

  • 3. A mulher mais pesada do mundo

    Um dos transportes mais inusitados feito pela ACS foi a condução da mulher mais pesada do mundo, Eman Ahmed, do Egito para Mumbai, para uma cirurgia que salvou sua vida depois de uma campanha online para arrecadação de recursos. Foi necessário um avião de carga – um Airbus 300-600 modificado da Egyptair – para levar Eman, de 36 anos, que sofria de elefantíase e pesava cerca de 500 kg.

  • 4. Vestidos de grife

    Em determinada ocasião, uma importante grife de moda precisou enviar 400 vestidos, 72 pares de calçados e 40 calças de Milão para a capital francesa a tempo do Paris Fashion Week. A ACS precisou trabalhar uma noite inteira para conseguir alugar uma mistura de aviões de carga e de passageiros. Foi necessário dobrar a segurança para transportar peças tão delicadas e valiosas. Outros pedidos de última hora relacionados à moda incluem o transporte de calçados esportivos dos Estados Unidos para o México e de um top de grife da China para uma sessão de fotos em Londres.

  • 5. Leões selvagens

    A empresa de aluguel de jatos contribui, regularmente, com projetos de conservação. Há pouco tempo, fretou um Antonov An-26 para conduzir sete leões selvagens da África do Sul para Ruanda, parte de um projeto de reintrodução dos grandes felinos depois da guerra civil do país em 1994. Dois machos e cinco fêmeas viajaram mais de 4.000 km – a maior parte do percurso por via aérea – em uma aeronave escolhida em função do espaço e da ventilação adequados para os animais.

  • 6. Obras de arte muito valiosas

    Quando um museu do Marrocos pediu emprestadas algumas obras de Pablo Picasso de uma galeria de Paris, logo percebeu-se que elas não poderiam ser transportadas por qualquer aeronave. A incomum carga era composta por 11 caixas de madeira reforçada de 2,38 metros de altura que pesavam, no total, três toneladas. A ACS comprou um Antonov An-12 e orientou os pilotos a voarem abaixo dos 30 mil pés usuais para evitar quaisquer danos às obras.

  • Quanto custa esse tipo de serviço?

    “Nossos clientes usuais incluem muitas indústrias envolvidas na fabricação ‘just in time’, como automotivas, de tecnologia e aeroespaciais. Fretamos mais de 4 mil voos de carga todos os anos, portanto há uma enorme variedade de solicitações. Também organizamos serviço para quase 7 mil passageiros anualmente”, diz Dan Morgan-Evans, diretor de carga da ACS. “Obviamente os custos variam muito, dependendo do tamanho da aeronave e da rota. Um voo intra-europeu com uma tonelada de peças para carros, por exemplo, custaria entre £ 5.000 e £ 10.000 (US$ 7.000 a US$ 14.000). Já o serviço que transportou as obras de Pablo Picasso de Paris para o Marrocos não saiu por menos de £ 40.000 (US$ 56.000). Mas alguns serviços, como transportes para o outro lado do mundo em aeronaves B747, por exemplo, podem chegar a £ 500.000 (US$ 704.000).”

1. Carne e ketchup

A ACS é frequentemente chamada para ajudar a transportar suprimentos de emergência de fast food – rapidamente. Neste caso específico, uma rede de restaurantes fretou um Boeing 747 para transportar 90 toneladas de ketchup através dos Estados Unidos antes que o produto se esgotasse em centenas de filiais. Em outra ocasião, um cliente solicitou um Boeing 737-300F para transportar 14 toneladas de hambúrgueres da Bélgica para a Suécia para o lançamento de um novo produto. O voo foi feito com grandes quantidades de gelo seco para garantir que a carne não descongelasse durante a viagem. A companhia também já transportou, em um Boeing 727, mais de 17 toneladas de presunto para Porto Rico, depois que um erro administrativo fez com que toda a ilha ficasse praticamente sem o produto.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).