Arranha-céu de NY lança lofts para amantes da arte


A jornada do 100 East 53rd Street, o elegante arranha-céu de Nova York desenvolvido pela RFR Holdings e projetado pelo premiado arquiteto Norman Foster, foi, literalmente, uma disparada em direção ao céu.

LEIA MAIS: Apartamento em Nova York está à venda por US$ 70 milhões

Impactada pela crise financeira de 2008, a torre de 63 andares idealizada por Aby Rosen, cofundador da RFR, finalmente foi elevada ao status de condomínio de elite para os amantes da arte no agitado cruzamento dos distritos cultural e de negócios de Manhattan – a poucos passos do Central Park, do Rockefeller Center, do Museu de Arte Moderna e do Upper East Side.

Localizado à sombra do icônico Seagram Building, também um projeto de Rosen, o condomínio, com sua reputação de privacidade, exclusividade e hospitalidade, encantou os novos moradores: as celebridades George e Amal Clooney, Cindy Crawford e o marido Rande Gerber, e o chef Joël Robuchon, que tem dois restaurantes projetados por Joseph Dirand, que prometem dar aos residentes e visitantes o sabor de sua culinária.

A torre de vidro foi projetada para que os colecionadores de arte possam exercitar sua paixão em grandes espaços abertos com pé direito de três metros e iluminação personalizada, emoldurados por janelas com revestimento UV do chão ao teto. Agora, Rosen, um aficionado pela arte moderna, revela 15 “lofts do arranha-céu” – inspirados no centro da cidade – de edição limitada que são diferentes de qualquer outra coisa que você esperaria ver no centro de Manhattan – a não ser que você esteja visitando o MOMA.

Esses apartamentos de um ou dois quartos (que variam entre 105 e 428 metros quadrados) estão localizados nos primeiros cinco andares do edifício, independentes do resto do condomínio. Alguns quartos parecem verdadeiras galerias de arte, com grandes extensões, onde os colecionadores podem exibir suas preciosas obras.

Os lofts são esculpidos em concreto pelos mesmos artesãos que trabalham com o arquiteto Tadao Ando, ostentando tetos de concreto canelado projetados por Norman+Foster, colunas aparentes do mesmo material e piso de concreto polido de alta qualidade, além de madeiras embutidas e bancadas de aço inox escovado – tudo isso em layouts abertos que são surpreendentemente mais aconchegantes do que o concreto industrial que normalmente é oferecido.

Uma das versões de dois quartos com 428 metros quadrados inclui duas suítes master e está, atualmente, decorada com peças de arte dos famosos Urs Fischer, Jonas Wood, Damien Hirst e Andy Warhol. Os lofts mesclam as comodidades luxuosas dos arranha-céus de Midtown ao caráter, conforto e privacidade dos apartamentos do centro.

Os apartamentos do edifício variam de US$ 2,3 milhões a US$ 65 milhões (caso da cobertura). Atualmente, os lofts dos arranha-céus custam entre US$ 2,25 milhões e US$ 9,3 milhões. Os moradores terão acesso especial ao novo conceito gastronômico do chef Robuchon, além de comodidades exclusivas – instalações de bem-estar inspiradas em spas com piscina iluminada de 18 metros, fitness center com sala de pilates e estúdio (para yoga, ballet etc), salas de tratamento, saunas seca e a vapor, vestiários privativo e duchas.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).