19 dicas para comer e beber como um italiano

A paixão da Itália pela gastronomia criou alguns dos pratos mais populares do mundo, além de uma série de rituais para desfrutá-los da maneira ideal. Ao mesmo tempo em que os italianos aceitam e recebem bem seus turistas, eles também admiram quem “fa la bella figura” – causa uma boa impressão – ao aprender como se comportar como um cidadão local. Todos sabem, por exemplo, que nunca se pede um capuccino depois das 11 horas da manhã ou se coloca queijo ralado em um risotto de frutos do mar… certo?

VEJA TAMBÉM: 5 vinícolas italianas que você precisa conhecer

Mas há muito mais coisas que viajantes sábios devem considerar antes de se sentarem em uma trattoria e enrolarem o macarrão em seus garfos. Cassandra Santoro, fundadora e CEO da Travel Italian Style, uma empresa de viagens de Nova York especializada em itinerários italianos customizados, dá algumas dicas. Cassandra divide seu tempo entre os Estados Unidos e a Itália (onde ela passa seis meses do ano) e relata suas jornadas em seu popular perfil no Instagram.

Veja, na galeria de fotos, 19 de suas dicas para comer como um local, seja em viagens de negócios ou de lazer:

  • Não sugira uma reunião de negócios no café da manhã

    Os cafés da manhã na Itália são minimalistas – um café e um doce, normalmente para viagem -, em vez das refeições abundantes a que somos acostumados no Brasil. “Eu escolheria um almoço, um jantar ou um café da tarde para discutir negócios”, diz Cassandra.

  • Opte pelo escritório

    Reuniões para um café normalmente são em um escritório em vez de em uma cafeteria.

  • No almoço ou no jantar, não peça salada como entrada

    “A salada vem depois da refeição – ela é feita para ajudar a digerir, não para satisfazer. E é sempre muito simples – sem molho Caesar ou de gorgonzola. Antes de uma refeição, o comum é pedir apenas aperitivos.”

  • A massa domina, mesmo quando o clima está quente

    “É sempre o prato principal, não importa qual seja a temperatura. As famílias até levam massa para piqueniques na praia! Em restaurantes no litoral, é comum ver pratos como espaguete ao vôngole em vez de molhos pesados ou massas recheadas de carne.”

  • Não corte o macarrão

    “Nunca! Quando eu era noiva de um homem napolitano, eu aprendi que comer massa é uma arte. A mãe dele me ensinou uma dica: pegue dois fios de espaguete e enrole-os no garfo. Isso lhe dará a quantidade perfeita para comer confortavelmente e parecer um local.”

  • O vinho é parte de um almoço de negócios

    “Depende de com quem, quando e onde é a reunião, claro, mas eu gosto de tomar uma taça de vinho durante almoços de negócios. Apenas acqua minerale, ou água, também é comum.”

  • Pegue leve no vinho antes de a massa ser servida

    “O vinho normalmente é escolhido para complementar (ou acentuar) o sabor da massa, então é melhor saborear a experiência em conjunto. Os italianos consideram beber durante refeições sem nenhum tipo de comida para acompanhar um pouco estranho. Eles não bebem muito antes ou durante a refeição, nem mesmo água. Você raramente verá alguém tomar um coquetel com o jantar – isso jogaria fora o sabor do prato. Obviamente, sinta-se a vontade para tomar um gole se alguém estiver fazendo um brinde antes de a massa chegar.”

  • Mantenha a porção de massa pequena se você for pedir um segundo prato

    “Um prato típico de massa no almoço é de cerca de 150 gramas, ou cerca da metade do que é servido nos Estados Unidos, por exemplo.”

  • Não exagere no queijo ralado

    “Meus amigos italianos me ensinaram que uma colher para massa e determinados tipos de risoto era o suficiente. E eu acho que essa é a melhor maneira de realmente sentir o sabor da massa.”

  • Também não exagere no molho

    “Os italianos pegam mais leve no molho do que os norte-americanos. Assim como com o queijo, uma colher normalmente é o suficiente.”

  • Não coma pão com massa

    “Os italianos não costumam gostar da ideia de comer dois carboidratos juntos. No entanto, você pode utilizar o pão para comer com o molho que sobrar no fundo do prato quando houver terminado. Isso é conhecido como fare la scarpetta.”

  • Aposte no local

    “Aposte no regional ao escolher sua massa e sua entrada. Se eu estiver em Nápoles, não vou pedir pasta alla Norma (um prato Siciliano) ou bistecca all fiorentina (da Toscana).”

  • É difícil errar nas combinações clássicas ao pedir massa

    “Seja espaguete alla carbonara ou orecchiette con cime di rapa, esses pratos são o que são porque o tipo de massa e a combinação de sabores no molho se complementam.”

  • Deixe a sua localização ser o seu guia

    “No sul da Itália escolha um peixe local, enquanto no norte opte por um prato de carne.”

  • Coma pizza de garfo e faca

    “Quando você se sentar em uma mesa em uma pizzaria ou em um restaurante, utilize garfo e faca para comer a pizza. Já as pizzas para viagem, encontradas em padarias ou lanchonetes, podem ser comidas com as mãos.”

  • Os drinques antes do jantar costumam durar até 20h30

    “O aperitivo, nome que os italianos dão para os drinques servidos antes do jantar, normalmente começa às 18h30 e dura duas horas. Eu não optaria por um drinque antes do jantar muito mais tarde do que isso.”

  • Os italianos não fazem lanches

    “Eu trabalhei no escritório do meu parceiro em Nápoles no verão passado e raramente via alguém fazendo um lanche em sua mesa. Depois do trabalho, seja com um aperitivo ou uma cerveja, os italianos costumam beliscar alguns amendoins, batatinhas ou taralli, mas eles não exageram.”

  • Nem exageram nos doces

    “Frutas frescas, abacaxi fatiado ou macedonia (salada de frutas) são sobremesas mais típicas – exceto durante as datas especiais, nas quais você irá encontrar bolos como panetones ou pandoros (no Natal), schiacciata alla fiorentina (um bolo de laranja da Florença servido durante o Carnaval) ou a pastiera Napoletana na Páscoa.”

  • Modere nas fotos de comida

    “Quando eu comecei meu Instagram em 2015, os italianos não entendiam ou gostavam quando eu registrava imagens dos nossos almoços. Eles estão se abrindo um pouco mais agora. Recentemente, participei de um evento sobre blogs na Sicília e, enquanto passeávamos, nós sempre deixávamos a câmera pronta para tirar fotos de comida de rua e de mercados. No entanto, durante refeições em restaurantes, passávamos o tempo degustando a comida – e não em cima das mesas para tirar fotos. Eu costumo evitar o celular durante almoços e jantares com meus amigos e familiares italianos, mesmo que eles sempre tenham as melhores comidas e as melhores oportunidades para uma bela imagem.”

Não sugira uma reunião de negócios no café da manhã

Os cafés da manhã na Itália são minimalistas – um café e um doce, normalmente para viagem -, em vez das refeições abundantes a que somos acostumados no Brasil. “Eu escolheria um almoço, um jantar ou um café da tarde para discutir negócios”, diz Cassandra.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).