Geral

O que se pode aprender de verdade com o Desafio do Balde de Gelo

Você provavelmente deve ter visto, nas últimas semanas, diversos vídeos sobre o desafio do balde de gelo, ou ALS IceBucked Challenge. Muitos destes vídeos sem dúvida aumentaram a atenção para o grande problema que é a doença chamada Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA). Além disso, há uma lição de negócios importante sobre como criar uma conexão pessoal.

Em um artigo publicado na FORBES, Steve Olenski passou algumas lições importantes de marketing que o desafio do Balde de Gelo pode nos ensinar. Uma delas é tonar tudo isso algo pessoal. Criar essa conexão é algo essencial quando se quer engajar possíveis consumidores.

É fácil esquecer que os clientes se apegam emocionalmente. Se você consegue encontrar uma ligação pessoal com seus consumidores, é possível que eles tenham mais afinidade com você – e seu produto – do que com a concorrência. Lembre-se que você não precisa de causas de caridade para se conectar com os possíveis consumidores.

Interesses em comum podem fornecer uma relação sólida. Não importa se o assunto é gostar de andar de bicicleta, ou cozinhar, ou fazer yoga, ou cozinhar, existe uma boa chance de conhecer pessoas com os mesmo interesses. Derek Coburn, autor do “Networking Is Not Working”, conta um exemplo de quando você tem quarto ingressos para um evento. Ele diz para convidar um cliente seu, e dar os outros dois convites para ele, para chamar amigos ou quem ele quiser.

Além disso, é importante lembrar que apenas uma pequena porcentagem das pessoas que você irá conhecer serão boas opções de negócios. As pessoas que você conhece através de interesses em comum, quase nunca precisam do serviço que você tem para oferecer. Mas isso não é uma coisa ruim. Muitos deles conhecem uma dúzia de pessoas que provavelmente se interessarão.

Topo