Geral

Os bastidores do debate

Um debate, em tese, serviria para esclarecer os eleitores em torno das propostas dos candidatos e ajudar os indecisos a escolher em quem votar. No entanto, o último embate entre os candidatos, promovido pela Band, serviu apenas para reforçar os pontos de vista de quem já sabe em quem vai votar para presidente. Ou seja, entre os tucanos, Aécio Neves ganhou. Entre os petistas, Dilma Rousseff se saiu melhor.

A verdade é que os dois candidatos foram mal no mano a mano. Dilma, como sempre, tropeçou na fala em diversos momentos, foi confusa ao formular perguntas e ao responder as questões do adversário. Aécio, por sua vez, repeliu todas as acusações com um monocórdio “é mentira”, estava tenso demais e não apresentou uma só proposta de governo. O lado bom dos candidatos? Dilma foi menos tensa que o de costuma e Aécio falou com desenvoltura.

Dilma entrou primeiro nos estúdios da Band, acompanhada do marqueteiro João Santana e da assessora Sandra Brandão, a quem chamam informalmente de “Google do Planalto”. Aécio entrou depois, acompanhado por três assessores. Os candidatos não se olharam em nenhum momento nessa fase inicial. Aécio despachou sua turma logo e ficou sozinho na bancada por dois minutos. Dilma aproveitou até o último segundo a presença de seus auxiliares.

Dilma senta no banquinho e não gosta da altura. Vem um contrarregra para baixar a altura do assento. Um gaiato ao meu lado dispara. “É, ela não gosta de banco”. Aécio assiste à cena com o semblante carregado de tensão e com os braços cruzados.

O debate começa tenso e recheado de acusações. A tônica é essa e esquenta mesmo no segundo bloco, quando os ânimos se acirram. No frigir dos ovos, Dilma bateu sem parar. Aécio, por sua vez, também estapeou a candidata, mas usou exageradamente a gestão de Minas Gerais no discurso. Ambos citaram estatísticas erradas e distorceram números em seu favor.

A plateia parecia uma torcida de futebol. E Aécio contava com a maioria dos torcedores.

No fim, restou a impressão de que ninguém ganhou. E que os dois candidatos tinham razão em suas críticas.

Um fato, porém, chamou a atenção. Quando o debate foi encerrado, Aécio ficou alguns segundos parado, com a expressão tensa, e seus assessores também estavam de cara amarrada. Dilma, por outro lado, abriu um sorriso ao ouvir alguma coisa de Santana e Sandra, que estavam com uma expressão de alívio.

O fato é que, neste embate, não tivemos um vencedor. Quem sabe haverá um ganhador nos próximos debates, que serão transmitidos pela Record e pela Globo.

Comentários
Topo