Geral

8 coisas para fazer quando você não tem experiência profissional

Pode ser complicado para os recém-formados conseguir um bom emprego – principalmente porque é por serem recém-formados que a situação é mais difícil! Você acaba se perguntando: “como posso adquirir experiência se sou rejeitado por não tê-la?”

Algumas atitudes práticas podem ajudar a sair desse ciclo. Veja na galeria de fotos 8 coisas para fazer quando você não tem experiência profissional:

  • Se você faz parte de algum grupo ou organização, assuma um cargo de liderança ao se oferecer para organizar eventos ou agilizar algum projetos. Estas atividades são vistas de forma muito positiva pelos contratantes.

  • Se você nunca teve um emprego, também nunca teve um chefe – e isso pode ser um problema na hora de colocar uma referência em seu currículo. Se você ajudou algum professor na faculdade com pesquisas ou tem uma boa relação com algum profissional, peça para lista-los como referencia.

  • Quando você não tem nenhuma experiência para se guiar, o conselho e indicação de outros profissionais é sua melhor ferramenta. Abuse do networking, mas escolha bem as oportunidades que quer perseguir.

  • Quais projetos você coordenou sozinho? Você dá aulas particulares ou mantem uma pequena lojinha on-line? Todas estas atividades podem ser consideradas pequenas operações de empreendedorismo.

  • No mundo de hoje, nenhuma ferramenta é tão prática e visível quanto a internet. Mantenha seus perfis pessoais e profissionais sempre atualizados e fique de olho nas oportunidades que não param de surgir na web.

  • Um dos piores erros dos recém-formados é subestimar suas conquistas durantes os anos de faculdade. Fazer parte de grupos acadêmicos, ajudar a organizar a formatura… Todas estas são experiências válidas e que ajudam a exercer suas habilidades profissionais.

  • Estágios não são apenas para estudantes. Atualmente, eles são considerados a porta de entrada para o mercado profissional. É preciso transformar essa experiência em algo rentável e isso acontece através de 3 aspectos: paixão, habilidades e relacionamentos. Fazer um bom trabalho, como estágio ou como funcionário, é o que vai lhe levar a diante.

  • Segundo uma pesquisa do LinkedIn, um em cada cinco contratantes consideram o trabalho voluntario como uma experiência extremamente válida na hora de avaliar os candidatos. Isto mostra que você tem iniciativa e habilidades. E o trabalho voluntário não está restrito apenas ao auxilio de alguém necessitado. Você pode ajudar em ONGs e outras organizações sem fins lucrativos em diversas áreas, como contabilidade ou marketing.

Se você faz parte de algum grupo ou organização, assuma um cargo de liderança ao se oferecer para organizar eventos ou agilizar algum projetos. Estas atividades são vistas de forma muito positiva pelos contratantes.

Topo