Cinema na Arábia Saudita será reaberto em abril

Reuters
O reino teve alguns cinemas até os anos 1970, mas seus poderosos clérigos conseguiram fechá-los, refletindo a influência islâmica crescente na região árabe à época

O primeiro cinema da Arábia Saudita será reaberto em mais de 35 anos no dia 18 de abril na capital Riad, informaram hoje (4) autoridades do país, depois de assinarem um acordo com a AMC para inaugurar de 30 ao 40 salas em cerca de 15 cidades sauditas ao longo dos próximos cinco anos.

LEIA MAIS: Por que a Arábia Saudita está ausente na nova lista de bilionários FORBES

O reino teve alguns cinemas até os anos 1970, mas seus poderosos clérigos conseguiram fechá-los, refletindo a influência islâmica crescente na região árabe à época.

Mas o governo disse, no ano passado, que suspenderia a proibição como parte das ambiciosas reformas econômicas e sociais promovidas pelo príncipe herdeiro Mohammed bin Salman. Ele está atualmente nos Estados Unidos em busca de investimentos para ajudar a ampliar a economia e diminuir sua dependência do petróleo.

Uma fonte familiarizada com o assunto disse à Reuters que os cinemas não seriam segregados por gênero como a maioria dos outros lugares públicos do reino.

Os sauditas são consumidores ávidos de mídia e cultura ocidentais. Apesar da proibição do cinema, filmes de Hollywood e séries de televisão recentes são amplamente vistos e discutidos nas residências locais.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).