Governo planeja rodada adicional de pré-sal

A rodada adicional deverá ser ainda aprovada em reunião do Conselho Nacional de Política Energética (CNPE)

O governo planeja realizar a partir de junho a quinta rodada do pré-sal, sob regime de partilha, para leiloar os dois blocos exploratórios de petróleo e gás que foram excluídos do leilão realizado na semana passada, afirmou à Reuters o secretário de petróleo e gás do Ministério de Minas e Energia, Márcio Félix.

LEIA MAIS: Petrobras conclui venda de ativos no pré-sal à Total em negócio de até US$ 2,35 bi

A decisão, segundo Félix, foi tomada ontem (02) durante reunião entre o governo com o Tribunal de Contas da União (TCU), responsável por excluir os dois blocos, localizados na Bacia de Santos, na véspera da rodada da última quinta-feira.

A quinta rodada do pré-sal também deverá incluir a área Saturno, anteriormente prevista para ser ofertada na quarta rodada do pré-sal, marcada para 7 de junho, informou Félix.

“Vamos criar uma quinta rodada com as áreas excluídas da 15ª e Saturno da 4ª”, declarou.

O secretário explicou, no entanto, que a rodada adicional deverá ser ainda aprovada em reunião do Conselho Nacional de Política Energética (CNPE). Além disso, os valores que serão cobrados pelas áreas a serem ofertadas ainda não foram definidos.

Os dois blocos excluídos (S-M-645 e S-M-534) eram os mais valiosos da 15ª rodada, somando juntos um bônus de assinatura mínimo de R$ 3,55 bilhões. A exclusão, no entanto, não prejudicou o sucesso do leilão, que arrecadou R$ 8 bilhões com a concessão de 22 blocos.

VEJA TAMBÉM: UNDER 30 de FORBES Brasil terá indicações online

Logo após a publicação da informação pela Reuters, o Ministério de Minas e Energia publicou uma nota à imprensa comunicando a decisão tomada em reunião nesta segunda-feira com o TCU.

Na nota, o ministério afirmou que “resultado da reunião de hoje é mais uma demonstração do comprometimento das instituições brasileiras com atração de investimento para setor de óleo e gás”.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).