GPA tem alta de 7,5% em vendas totais líquidas do 1º tri

As vendas totais líquidas do Grupo Pão de Açúcar (GPA) subiram para R$ 11,343 bilhões

As vendas totais líquidas do Grupo Pão de Açúcar (GPA) no primeiro trimestre cresceram 7,5% na comparação anual, para R$ 11,343 bilhões, graças ao forte desempenho da bandeira Assaí, que mais do que compensou o impacto da deflação dos alimentos nas lojas das marcas Extra e Pão de Açúcar, segundo dados divulgados hoje (13) pela companhia.

LEIA MAIS: GPA anuncia troca na administração após lucro de R$ 408 mi no 4º tri

No conceito mesmas lojas, o crescimento da receita líquida total do GPA com vendas foi de 4,4% em relação ao primeiro trimestre de 2017 considerando o efeito calendário (Páscoa e um sábado a mais) e de 2,4% sem o mesmo.

As ações preferenciais do GPA abriram com alta de cerca de 1% hoje, mas ainda acumulam no ano queda de quase 11%.

No atacarejo, o faturamento líquido do Assaí subiu 25,2% na mesma comparação, para R$ 5,058 bilhões, impulsionado pela abertura de 20 lojas e pelo crescimento de mais de 9% das vendas mesmas lojas excluindo o efeito calendário.

“A bandeira segue capturando os efeitos da assertiva estratégia, superando por mais um trimestre 12% de crescimento no segmento mesmas lojas de volume e 8% de clientes”, informou o GPA em comunicado.

Já a receita líquida do multivarejo – que abrange as marcas Pão de Açúcar e Extra, em diversos formatos – caiu 3,5% de janeiro a março, para R$ 6,285 bilhões, refletindo uma deflação de 4% dos alimentos e o fechamento de unidades Extra para conversão em Assaí.

VEJA TAMBÉM: UNDER 30 de FORBES Brasil terá indicações online

Em mesmas lojas, as vendas líquidas do multivarejo subiram 0,4% considerando o efeito calendário, mas caíram 2,3% descontando esse efeito.

Segundo o GPA, o incêndio no fim de dezembro em um centro de distribuição de refrigerados que abastecia 496 lojas gerou um impacto de cerca de R$ 200 milhões nas vendas de janeiro e fevereiro.

Em março, contudo, ajustes na política comercial com esforços promocionais em datas comemorativas permitiram uma inversão da tendência negativa dos dois meses anteriores.

A empresa ainda citou evolução de dois dígitos em itens não alimentícios na bandeira Extra Hiper, e expansão de categorias sazonais nas lojas da marca Pão de Açúcar.

Quanto ao comércio eletrônico, o GPA apontou alta de dois dígitos no primeiro trimestre com a implementação do serviço Delivery Express em cerca de 50 lojas, mas não especificou o percentual de crescimento.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).