Natura espera alta de 75% no faturamento até 2022

Natura espera alta de 75% no faturamento até 2022 (Divulgação)
A Natura espera registrar lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) de pelo menos R$ 3,1 bilhões em 2022

A Natura estima crescimento de 80% no desempenho operacional da companhia nos próximos cinco anos, segundo projeções divulgadas hoje (20) que levam como base fatores como a integração da fabricante brasileira de cosméticos com a rede internacional de lojas The Body Shop.

LEIA MAIS: Natura manterá vendas diretas em expansão internacional

A Natura espera registrar lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) de pelo menos R$ 3,1 bilhões em 2022 ante R$ 1,74 bilhão obtido em 2017.

Ainda para 2022, a Natura espera alcançar receita líquida consolidada de pelo menos R$ 17,2 bilhões, o que seria uma expansão de cerca de 75% em relação ao faturamento do ano passado, que somou R$ 9,85 bilhões.

A fabricante de cosméticos realiza hoje uma reunião anual com analistas e investidores.

No caso das projeções para o Ebitda, a Natura afirmou em comunicado ao mercado que considerou menor relação das despesas operacionais com vendas e administrativas diante do crescimento da receita líquida, além de oportunidades de economia resultantes de programa de compras global.

VEJA TAMBÉM: Natura lucra 23% mais no 4º trimestre

Já as projeções para a receita consideram ainda a estimativa da consultoria Euromonitor para o crescimento do mercado global de beleza e cuidados pessoais, de 5,3% ao ano em dólares até 2022; a expansão da operação da Natura no Brasil e em outros países; o plano de reestruturação da The Body Shop no mundo e a expansão de lojas próprias e outros canais da marca Aesop.

No mês passado, a Natura divulgou uma antecipação em sua projeção de redução de dívida, passando a prever para 2021, e não mais em 2022, atingir relação dívida líquida/Ebitda de 1,4 vez. A empresa encerrou 2017 com relação de alavancagem de 3 vezes.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).