Obra de Modigliani pode arrecadar US$ 150 mi em leilão

“Nu Deitado” foi pintado em 1917, pouco antes do artista italiano morrer

Uma obra de um nu deitado do artista italiano Amedeo Modigliani deverá ir a leilão em Nova York em 14 de maio por uma estimativa de venda recorde de US$ 150 milhões, anunciou a casa de leilões Sotheby’s hoje (24).

LEIA MAIS: 10 maiores roubos de obras de arte

A obra de Modigliani, “Nu Couché (sur le côté gauche)” ou “Nu Deitado” mostra a figura inteira de uma mulher deitada sobre lençóis brancos, casualmente olhando por cima de seu ombro e fixando o olhar diretamente no espectador.

Pintada em 1917, pouco antes da morte do artista aos 35 anos, a obra da mulher, que acredita-se ser uma modelo profissional, é a maior das criações de Modigliani, descrita como “a mais ambiciosa”.

“Ele cria um novo tipo de nu para a era moderna”, disse Simon Shaw, co-chefe global do Departamento de Arte Moderna e Impressionista da Sotheby’s. “Tem havido, tipicamente, uma distância entre o espectador de um nu e o modo como o nu é representado. Aqui, Modigliani os coloca em um nível. Se você prestar atenção no olhar dela, o modo como ele encontra o seu, ela é muito erótica, mas é muito confiante, muito auto-possuída em sua sexualidade, e isso é algo incrivelmente novo.”

Ao fazer o anúncio global em Hong Kong, a casa de leilões espera tocar no que Shaw chamou de “crescente demanda” de colecionadores asiáticos, incluindo China, Singapura e Indonésia.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).