Aneel vai manter cobrança bilionária à Eletrobras

Dinheiro teria recebido indevidamente de fundos de subsídios

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) manterá cobranças para que a estatal Eletrobras devolva bilhões de reais que teriam sido recebidos indevidamente pela companhia junto a fundos que custeiam subsídios no setor, uma vez que uma medida provisória que poderia livrar a empresa do pagamento não deverá ser aprovada.

LEIA MAIS: Lucro líquido da Eletrobras despenca 96%

O órgão regulador tem cobrado cerca de R$ 4 bilhões das distribuidoras da Eletrobras por entender que elas não cumpriram uma legislação sobre eficiência no uso dos recursos dos fundos. Mas o presidente da estatal, Wilson Ferreira, avaliava que a MP 814 faria com que a companhia passasse a ter um crédito de até R$ 8 bilhões a receber.

A MP, no entanto, não deverá ser votada na Câmara, segundo o presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ). “O valor a ser devolvido ao fundo é produto da fiscalização que foi feita. Agora, o que a MP fazia era dizer que não precisava a Aneel apurar essa informação, que qualquer custo ia ser absorvido pelo fundo. Não tendo a lei, a Aneel continua interpretando e aplicando a regra anterior”, disse.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).