Casamento real provocará demanda extra de energia

Pico será provocado por milhões de televisões e de chaleiras ligadas

O casamento do príncipe britânico Harry com a atriz Meghan Markle no próximo dia 19 de maio deve causar um aumento na demanda de energia no Reino Unido, já que milhões de pessoas ligarão suas televisões para assisti-lo e suas chaleiras quando a cerimônia terminar, informou hoje (11) a operadora National Grid.

LEIA MAIS: Lego constrói réplica do casamento real

“Os picos de TV são quando vemos um aumento na demanda nos momentos principais de um evento”, disse uma porta-voz da National Grid, que supervisiona a rede elétrica do país, por email. “Isso pode acontecer quando as pessoas ligam para ver os momentos principais, levantam-se para ligar chaleiras ou abrem a geladeira para pegar uma bebida e brindar ao casal”, explicou.

No dia da boda real, o maior pico de demanda, de 1.200 megawatts, deve ocorrer pouco depois do final da cerimônia de casamento, e é o equivalente a 480 mil chaleiras sendo ligadas ao mesmo tempo – mas isso não deve causar problemas na rede elétrica.

“Durante o casamento real de 2011, do príncipe William com Kate Middleton, vimos um pico de 760 megawatts no famoso aceno na sacada”, disse a porta-voz.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).