“Consumer Reports” recomenda Model 3, da Tesla

Em teste da semana passada, a revista havia apontado “grandes falhas”

A influente revista norte-americana “Consumer Reports” informou ontem (30) que agora recomenda o sedan Model 3 da Tesla depois de seus últimos testes mostrarem que uma atualização do firmware melhorou a distância de frenagem do carro em quase 6 metros.

LEIA MAIS: Tesla admite problemas de frenagem no Model 3

Na semana passada, a revista apontou “grandes falhas” no Model 3, incluindo a frenagem mais lenta que a de uma picape grande, ao mesmo tempo em que destacou muitos aspectos positivos.

As ações da Tesla subiram 2,5% ontem, para US$ 290,80, após a reportagem.

O sedan Model 3 é visto como crucial para a lucratividade da Tesla no momento em que a empresa luta para reverter as deficiências de produção e enfrenta relatos de acidentes envolvendo seus veículos e o aumento do ceticismo sobre suas finanças.

A atualização melhorou a pontuação geral do Model 3, o suficiente para uma recomendação, disse a “Consumer Reports”, que também levantou outras preocupações, como o ruído do vento do carro, a direção dura e o banco traseiro desconfortável.

“Realmente aprecio o feedback crítico de alta qualidade da @ConsumerReports. Os ruídos e conforto da direção já foram resolvidos também. Melhorias de interface do usuário então vindo em uma atualização remota de software no final deste mês”, disse o presidente-executivo da Tesla, Elon Musk, em um tuíte em resposta à reportagem.

LEIA MAIS: Preço do Model 3 da Tesla impulsiona ações

Musk havia reconhecido a questão do freio na semana passada, dizendo que os testes da revista haviam usado duas versões anteriores do carro e que uma atualização do firmware poderia melhorar a distância de frenagem para além das especificações iniciais.

Jake Fisher, diretor de testes automotivos da publicação, disse que nunca viu um carro que pudesse melhorar seu desempenho com uma atualização à distância em sua carreira de 19 anos na revista.

A “Consumer Reports” informou que testaria outro Model 3 depois que Musk disse à revista que a fabricante de carros elétricos já havia feito mudanças para abordar as três outras questões apontadas na reportagem inicial.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).