Facebook dobra tamanho de data center sueco

Com baixo custo de energia, países nórdicos estão atraindo empresas

O Facebook dobrará o tamanho de seu data center na cidade de Lulea, no norte da Suécia, elevando seus investimentos totais na região para cerca de 8,7 bilhões de coroas (US$ 987 milhões), informou a empresa hoje (7).

LEIA MAIS: Por que o Facebook anunciou um app de namoro

O campus, inaugurado em 2013, é o primeiro centro de dados do Facebook fora dos Estados Unidos.

A expansão o tornará um dos maiores data centers do mundo, disse o Node Pole, um centro de investimentos parcialmente controlada pela empresa Vattenfall, que busca promover aportes em centros de dados com alta demanda de energia.

A Suécia e seus vizinhos nórdicos, com eletricidade barata e baixas temperaturas, são atraentes para os centros de dados, com grandes empresas do Vale do Silício e mineradores de criptomoedas se apressando em se mudar para lá.

O Facebook adicionará um terceiro edifício aos atuais no data center Lulea, ao qual a Vattenfall fornece eletricidade.

A expansão criará cerca de 100 novos empregos no Facebook no centro, que atualmente emprega menos de 200 pessoas.

Em 2017, a Suécia reduziu sua alíquota de impostos sobre energia elétrica para data centers em 97%, para o mesmo nível de outras indústrias pesadas, como siderúrgicas e fábricas de automóveis, o que a torna atraente para novos investimentos, disse o Node Pole. “A Suécia agora tem o menor custo de energia na União Europeia, com a menor pegada de carbono”, afirmou.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).